Conteúdo

Curry no estouro do cronômetro, virada gigante dos Clippers, jogos apertados e mais; confira como foi a sexta (21) da NBA

22 de janeiro de 2022

(por Rafael Lima)
 

A rodada de sexta-feira da NBA foi sensacional! Nada menos do que 11 jogos agitaram as quadras dos Estados Unidos onde aconteceram atuações espetaculares, partidas acirradas e mudanças na tabela. Confira o que aconteceu.
 

Jogos apertados, Curry decisivo no estouro do cronômetro e virada insana dos Clippers

Dos 11 confrontos da noite, sete foram decididos por quatro pontos ou menos, o primeiro deles foi entre Toronto Raptors e Washington Wizards. O time da capital americana liderou por quase todo o primeiro tempo, com o coletivo funcionando bem, porém, Scottie Barnes já dava indícios que dificilmente seria parado, anotando 17 pontos na primeira etapa. Dito e feito, no segundo tempo, Barnes, auxiliado por Pascal Siakam e Fred VanVleet, levou o time à remontada e ajudou os Raptors a abrirem 18 pontos de frente. Os Wizards cresceram após pedido de tempo e Montrezl Harrell chegou a igualar o marcador, porém, VanVleet anotou a cesta de três pontos da tranquilidade para recolocar Toronto na frente, mantendo a liderança até o fim. Barnes foi o destaque com 27 pontos, enquanto Bradley Beal foi quem mais pontuou por Washington com 25 tentos.

O Miami Heat viajou até Atlanta como favorito e até começou melhor. Porém, Trae Young tratou de dar seu show e, com a ajuda de Kevin Huerter, fez os Hawks dispararem, abrindo vantagem que chegou a 18 pontos. Quando tudo parecia controlado, Duncan Robinson virou uma máquina de cestas de três pontos e Miami colou no marcador, deixando a diferença em um ponto com menos de um minuto para o fim. Jimmy Butler teve a chance da virada, mas desperdiçou e assim Atlanta venceu no sufoco. Trae Young foi o cestinha da partida com 28 tentos.

Já o Portland Trail Blazers foi até Boston, começou dominante, mas sofreu no início do terceiro período, se recuperou, chegou a estar perdendo por 11 pontos no quarto final, só que mesmo assim, teve a frieza necessária para retomar a liderança em pleno TD Garden, diante de um modorrento time dos Celtics. Sem Lillard, CJ McCollum desde o início chamou a responsabilidade, sendo difícil de ser marcado, enquanto Jayson Tatum e Jaylen Brown chamavam o jogo para tentar deixar os celtas vivos, garantindo inclusive a virada antes do intervalo. Boston parecia mais confortável na partida, mas logo veio um apagão e os Blazers retomaram a vantagem. No período decisivo, o Boston Celtics incendiou o Garden com os jovens Payton Pritchard e Romeo Langford convertendo bolas de 3, enquanto Tatum insistia no isolation. Os celtas abriram 11 pontos de frente e conseguiram tomar uma sequência de 11 pontos de um Portland que também errava bastante, mas tinha mais frieza. Faltando 32 segundos para o fim, Robert Covington acertou uma bola de 3 que colocou os visitantes na liderança. Tatum fez os anfitriões retomarem a ponta, só que uma cesta de Jusuf Nurkic, seguida de um erro de Tatum, definiram a partida para o Portland Trail Blazers em mais uma derrota muito dolorida de Boston. Nurkic foi o dono do garrafão e cestinha da partida contribuindo com 29 pontos, 17 rebotes e 6 assistências. Pelo lado celta, o irregular Tatum anotou 27 pontos, 10 rebotes e 7 assistências.

Num confronto direto pelas primeiras posições do leste, Milwaukee Bucks e Chicago Bulls travaram um duelo defensivo, que pode também ser chamado de um intenso jogo de xadrez. A partida não teve em momento algum um dos times com dígitos duplos de vantagem. A maior diferença foi em favor dos Bucks, já no quarto período e sendo de apenas 7 pontos.  O confronto foi lá e cá o tempo todo, com 16 trocas de liderança, porém, quando Milwaukee tomou a frente, faltando pouco mais de oito minutos para o fim, com um jump shot de Giannis Antetokounmpo, o time se acertou defensivamente e não perdeu mais a ponta. O embate entrou no minuto final com apenas dois pontos separando os Bucks dos Bulls, Jrue Holiday errou uma tentativa de três, DeMar DeRozan também falhou numa tentativa de perímetro e Khris Middleton sacramentou a vitória dos anfitriões convertendo dois lances livres. Apesar da derrota, DeRozan foi o cestinha do jogo com 35 pontos, enquanto Giannis terminou como o maior pontuador de Milwaukee, com 30 pontos, contribuindo também com 12 rebotes.

Liderado por Ja Morant, o Memphis Grizzlies teve uma ótima atuação contra o bom time do Denver Nuggets. Tirando um momento de apagão no terceiro quarto, os visitantes estiveram sempre um passo a frente de Denver, com uma defesa que incomodava mais. Quando os Nuggets assumiram a ponta, Ja Morant tratou de chamar a responsabilidade e mostrar que a vitória seria de Memphis de qualquer forma. No quarto período os Grizzlies abriram dígitos duplos de frente e administraram o jogo, mesmo com Denver ensaiando uma reação. Ja Morant foi o cestinha da partida com 38 pontos, enquanto Will Barton foi o maior pontuador dos anfitriões com 27 tentos e Nikola Jokic chegou a mais um triplo-duplo (26pts, 11reb e 12ast) apesar da derrota.

O Golden State Warriors teve mais dificuldades que o esperado para bater o frágil Houston Rockets. Os texanos desde o início controlaram as ações com um belo jogo coletivo, atuando bem na transição. Enquanto isso, do outro lado, o Golden State não se encontrava em quadra. Porém, na reta final do terceiro período os anfitriões engrenaram com Stephen Curry e Jordan Poole, garantindo o empate no fim da etapa. O confronto ficou muito parelho no último quarto, com as equipes próximas no placar. Os Rockets se mantinham na frente aproveitando os erros dos Warriors. Entretanto, Jordan Poole e Otto Porter Jr foram os principais responsáveis pelo empate, faltando pouco mais de um minuto para o fim. Eis que ambos erraram muito até Stephen Curry, no estouro do cronômetro, anotar o jump shot com step back vencedor, no seu primeiro "buzzer beater" da carreira. O "brinquedo assassino” foi o maior pontuador da partida com 22 pontos.

No duelo mais insano da noite, o Los Angeles Clippers foi até a Pennsylvania enfrentar o Philadelphia 76ers e começou melhor, apostando num ótimo jogo coletivo comandando por Nicolas Batum. Só que no segundo quarto, Philadelphia entrou no jogo com uma defesa sólida que forçava turnovers e a dupla Joel Embiid e Tyrese Maxey despontando no ataque. O domínio dos Sixers era amplo, o time chegou a colocar 24 pontos de vantagem no placar e a partida parecia bem controlada, quando de repente, do meio para o fim do terceiro quarto, tudo começou a mudar. Com um sólido jogo defensivo e ótimos ajustes defensivos de Tyronn Lue, os Clippers foram derrubando a diferença minuto a minuto, se aproveitando do nervosismo de Philadelphia e do desgaste físico dos anfitriões. Quando Ivica Zubac, faltando um minuto e meio para o fim, colocou LA na liderança foi um choque para os torcedores. A partir daí, os Sixers não tiveram poder de reação e perderam um jogo que estava nas mãos. Sete atletas dos Clippers anotaram dígitos duplos de pontuação, enquanto Embiid, apesar da derrota, foi o cestinha da noite com tremendos 40 pontos.
 

Nets no topo do leste com triplo-duplo de Harden e mais vitórias tranquilas de favoritos

O Brooklyn Nets foi até San Antonio enfrentar os Spurs de olho no topo do leste. A equipe de Nova Iorque começou melhor, mas logo os anfitriões, liderados por Dejounte Murray, equilibraram as ações. O confronto seguiu igual até o fim do terceiro quarto, porém, no último período, Brooklyn não tomou conhecimento do adversário. Kyrie Irving e James Harden controlaram as ações, chamaram o jogo e destruíram a defesa de San Antonio, abrindo vantagem até o final da peleja. Harden terminou o duelo com 37 pontos, 10 rebotes e 11 assistências, enquanto Kyrie contribuiu com 24. Do outro lado, Murray também anotou um triplo-duplo (25pts, 12reb e 10ast), despontando apesar da derrota.

Já o Charlotte Hornets segue quente na temporada. A equipe da Carolina do Norte recebeu o fraquíssimo Oklahoma City Thunder e fez o que deveria fazer, atropelou o adversário. Com ótima performance do trio Terry Rozier (24pts e 9ast), Miles Bridges (22pts e 14reb) e P.J. Washington (20pts e 6reb), Charlotte conseguiu a vitória sem sustos, apesar do cestinha do confronto ter ficado do outro lado. Shai Gilgeous-Alexander marcou 29 pontos.

Outro favorito a sair com o triunfo foi o Utah Jazz, que mesmo com alguns altos e baixos, foi melhor que o frágil Detroit Pistons. A partida foi mais difícil que o imaginado, o Jazz não está na mesma fase do início da temporada e ainda sentiu muita falta de Donovan Mitchell. Quem liderou a vitória foi o dono do garrafão, Rudy Gobert, que atuou bem dos dois lados da quadra, o francês marcou 24 pontos e pegou 14 rebotes. Vale ressaltar também Bojan Bogdanovic (23pts) e Jordan Clarkson (20pts) saindo do banco. O cestinha do embate foi o calouro Cade Cunningham, com 25 pontos.

Para finalizar, os Lakers enfrentaram o Magic em Orlando em busca de terminarem com a sequência de três derrotas. O primeiro tempo, principalmente na reta final, foi preocupante para os californianos, que sofreram com o banco de Orlando e as infiltrações de Jalen Suggs. Porém, na segunda metade da partida os Lakers tomaram as rédeas do duelo e passaram a controlar as ações com Carmelo Anthony “on fire” nos arremessos de perímetro e LeBron James sendo o senhor do jogo. Depois de assumir a liderança o time de LA não perdeu mais e conquistou o triunfo sem sustos. LeBron foi o cestinha com 29 pontos e ainda contribuiu com 7 rebotes e cinco assistências, enquanto Melo marcou 23 pontos, sendo 19 só no segundo tempo. Pelo lado do Magic o destaque foi Suggs (22pts).
 

Destaques da rodada:

Cestinha: Joel Embiid (40pts).

Melhor jogador: James Harden (37pts, 10reb e 11ast).

Jogada decisiva: Jump shot de Curry no estouro do cronômetro.

Melhor atuação coletiva: Los Angeles Clippers

Melhor jogo: Los Angeles Clippers x Philadelphia 76ers

Pegou o elevador: Brooklyn Nets, que subiu ao topo do leste.

Sinal amarelo: Chicago Bulls, que perdeu a liderança do leste e tem Heat e Bucks na cola.

Sinal verde: Charlotte Hornets e sua terceira vitória seguida, colando nos Sixers na briga pela sexta colocação do leste.

Sinal vermelho: Boston Celtics, que perdeu em casa para Portland e segue com mais baixos do que altos na temporada.

Menções honrosas: 

Jogador - Ja Morant, decisivo para a vitória dos Grizzlies (38pts, 6reb, 6ast).

Time - Atlanta Hawks, que também conquistou o terceiro triunfo seguido e vem se recuperando na temporada.
 

Veja os todos os resultados do dia:

Oklahoma City Thunder 98-121 Charlotte Hornets

Toronto Raptors 109-105 Washington Wizards

Los Angeles Clippers 102-101 Philadelphia 76ers

Miami Heat 108-110 Atlanta Hawks

Portland Trail Blazers 109-105 Boston Celtics

Houston Rockets 103-105 Golden State Warriors

Chicago Bulls 90-94 Milwaukee Bucks

Brooklyn Nets 117-102 San Antonio Spurs

Memphis Grizzlies 122-118 Denver Nuggets

Detroit Pistons 101-111 Utah Jazz

Los Angeles Lakers 116-105 Orlando Magic