Conteúdo

Cristiano Ronaldo começa no banco, United sofre e fica no empate com o Everton pela Premier League

2 de outubro de 2021

(Por Isaac Simões)

 

O Manchester United chegou a sua segunda partida consecutiva sem vitória na Premier League. Diante de um Everton organizado, os Red Devils ficaram no empate em 1x1, neste sábado (2), e corre o risco de deixar o G4 da competição. Martial no fim do primeiro tempo abriu o placar para os mandantes, enquanto Townsend deixou tudo igual na etapa final. 

Foi o terceiro empate seguido entre as equipes no Old Trafford pelas últimas temporadas da Premier League. Com o resultado, os clubes chegaram a 14 pontos na tabela e podem sair do grupo dos quatro melhores colocados caso Chelsea, Manchester City e Brighton vençam suas partidas ainda nesta rodada. 

Os Red Devils voltam a campo somente no próximo dia 16, após a parada para a data FIFA. O time de Solskjaer vai até Leicester encarar os donos da casa no King Power Stadium. No dia seguinte, o Everton recebe o West Ham, em Liverpool. 

Poucas chances
O primeiro tempo ficou longe de uma grande atuação do Manchester United. Apesar do apoio da torcida, em grande quantidade no Old Trafford, os Red Devils encontram dificuldades para vencer a marcação montada por Rafa Benítez. 

Sem Cristiano Ronaldo, que ficou no banco por escolha de Solskjaer, a primeira grande chance do United veio com Cavani, somente aos 20 minutos. Cruzamento na medida para o uruguaio, que testou forte, mas Pickford fez grande defesa. 

O Everton respondeu aos 32’. Gray se livrou da marcação, avançou livre pelo meio e bateu rasteiro no cantinho direito. De Gea caiu bem e espalmou, salvando o Manchester. 

Perto do fim do primeiro tempo, o United precisou do talento de Bruno Fernandes e encontrou seu gol. Ele recebeu na entrada da área, ajeitou para Martial que encheu o pé para vencer Pickford e abrir o placar no Old Trafford. United 1x0. 

Poderia ser pior
Todos esperavam que Solskjaer voltasse com CR7 na etapa final, o que não ocorreu. Insistindo na equipe do primeiro tempo, o treinador até viu o United criar uma boa chance com Greenwood aos 2 minutos que parou em Pickford. Mas era pouco. A teimosia acabou aos 12’, quando o técnico finalmente resolveu colocar o português e Sancho em campo nos lugares de Cavani e Martial.

A presença do astro deu confiança à torcida dos Red Devils, mas quem melhorou em campo foi o Everton. Gray teve boa chance aos 12 minutos, mas a zaga conseguiu afastar. A resposta veio no lance seguinte, quando Bruno Fernandes procurou Cristiano Ronaldo na área e, por pouco, o atacante não completou para o gol. 

Mas aos 19’, os visitantes chegaram ao empate. Um dos melhores em campo, Gray ganhou disputa com Fred no meio-campo, lançou Doucouré, que tirou a marcação e só ajeitou para Townsend tocar na saída de De Gea. 1x1. 

CR7 tentou chamar a responsabilidade, a exemplo do que fez contra o Villarreal na Champions. Ele tabelou com Sancho aos 28 minutos e soltou uma pancada cruzado, mas a bola foi para fora. Sete minutos depois, Pogba deixou o marcador na saudade e bateu chapado, a bola passou raspando o travessão de Pickford, que só torceu.

Muito ofensivo, o United deu espaços e pecava na saída de bola. Atento, Rafa Benítez subiu as linhas do Everton e quase conseguiu levar os 3 pontos para Liverpool. Sancho perdeu a bola na entrada da área para Davier, que ficou cara a cara com De Gea, mas preferiu rolar no meio para Mina, que impedido, completou para o gol. O torcedor dos Toffees chegou a vibrar nas arquibancadas, mas o VAR anulou o lance, impedindo uma nova derrota dos Red Devils na Premier League.

Fim de jogo em Manchester: United 1x1 Everton.