Conteúdo

Corinthians perde chuva de gols e fica no empate com o Deportivo Cali na Colômbia

5 de maio de 2022

(por Matheus Correia)

Na noite desta quarta-feira (5), o Corinthians foi até a Colômbia para enfrentar o Deportivo Cali, inaugurando o returno do Grupo E da Copa Libertadores. Tendo vencido a partida contra a equipe colombiana em casa, o Timão ficou no empate nesta ocasião após aplicar uma verdadeira chuva de gols (e pênaltis) perdidos. Entretanto, o ponto solitário foi extremamente importante para a equipe de Vítor Pereira na busca pela classificação para o mata-mata.

Sem Willian e Renato Augusto em campo por questões físicas, o time alvinegro começou a partida com Gustavo Mosquito e Giuliano em seus respectivos lugares. O início da primeira etapa foi bastante equilibrado - o Corinthians conseguia trabalhar a bola com passes rápidos pelo meio e chegar próximo a área adversária, mas o pouco sucesso de Mantuan e Mosquito em atacar as alas em profundidade deixou a equipe "limitada" na construção de jogadas perigosas de gol.

Logo aos 8 minutos de partida, a equipe visitante teve uma enorme perda em campo: Fagner sentiu após uma disputa na lateral e foi substituído com muitas dores na perna, dando lugar a Lucas Piton. Após o fim da partida, o Corinthians informou que o lateral sofreu uma entorse na perna direita e será reavaliado após a chegada no Brasil.

Quem criou a primeira boa chance da partida foi o Cali, aos 24 minutos. Teo Gutierrez recebeu na entrada da área e bateu de primeira - a bola desviou na zaga e mesmo assim o goleiro Cássio teve reflexos para fazer uma defesa espetacular. O Timão respondeu logo em seguida: após pivô de Jô, Maycon rolou para Mantuan na direita e o jovem atacante bateu colocado, com o goleiro Guillermo de Amores fazendo uma bela defesa.

Pouco tempo depois, Mantuan teve outra boa oportunidade; Maycon lançou o ponta com um belo arco na grande área e deixou-o cara a cara com Guillermo. Mantuan esperou o quique da bola e finalizou, mas o goleiro do Cali estava em cima da jogada para evitar o gol corinthiano. 

E os minutos finais da primeira etapa foram uma verdadeira blitz alvinegra. Mantuan (de novo) desperdiçou o que foi provavelmente a melhor chance da partida até então, após um belo contra-ataque iniciado por Du Queiroz. O volante acionou Jô, na esquerda, e o centroavante cruzou rasteiro para o ponta direita, que entrava em velocidade. Mantuan não aproveitou e finalizou por cima do gol. Já aos 43 minutos, Du Queiroz arriscou um chute forte de fora da área e De Amores defendeu em dois tempos.

O primeiro tempo terminou com um saldo bastante positivo para o Corinthians, que chegou à Cali com o objetivo de conquistar apenas um ponto, mas sentiu que a vitória era mais do que possível. 

Entretanto, quem mais criou no início da segunda etapa foi o Cali. A dupla de zaga do Timão (Raul Gustavo e João Victor) apresentava um nervosismo pouco comum, deixando espaços para o time colombiano atacar com uma frequência que não foi vista contra o Boca Juniors. 

Os mandantes tiveram provavelmente o que foi sua melhor chance com a bola rolando logo no minuto inicial do segundo tempo. Em contra-ataque, Ángelo Rodríguez cruzou para Teo Gutierrez na área, e o camisa 29 deu uma linda deixada para Jhon Vásquez, que chegava em velocidade na direita. Com Cássio já vendido no lance, o colombiano encheu o pé, mas Fábio Santos foi herói e conseguiu interceptar o chute. 

O Corinthians respondeu com uma cobrança de falta de Maycon, que encontrou Jô na grande área. O centroavante cabeceou mirando para baixo em direção ao gol, mas Guillermo de Amores fez uma defesa fenomenal e impediu o primeiro gol da partida.

Aos 63 minutos, Raul Gustavo bobeou na marcação e deixou Ángelo Rodríguez sair sozinho na grande área, de frente para Cássio. O atacante colombiano tentou driblar o goleiro do Timão, que ficou sem opção e cometeu a penalidade máxima. E foi o próprio ídolo alvinegro que impediu o início de um cenário desesperador para sua equipe: Teo Gutierrez cobrou no canto esquerdo e Cássio pegou em dois tempos.

A situação animou o Corinthians e o time partiu para cima, ainda mais após Vítor Pereira colocar Renato Augusto, Júnior Morais e Willian em campo. Em uma bela jogada trabalhada entre Renato e Mantuan na direita, o jovem ponta cruzou rasteiro para a grande área e Maycon perdeu um gol inacreditável, livre de marcação e de frente para o gol de Guillermo. 

Aos 81 minutos, Fábio Santos deu uma bela enfiada para Júnior Moraes, que entrou em velocidade na área e foi derrubado por de Amores. Pênalti assinalado, e obviamente o lateral esquerdo do Timão foi selecionado para a cobrança. Fábio, que é um dos melhores batedores do país, fez a façanha de mandar a bola por cima do gol. Foi o lance que sugou toda a esperança do torcedor corinthiano e transformou-a em frustração total.

Já nos momentos finais da partida, Fábio teve outra boa oportunidade, em jogada muito parecida com a do chute desperdiçado por Maycon. Piton cruzou rasteiro e Fábio Santos chutou, sozinho dentro da área, ao lado do gol.

Resultado: Deportivo Cali 0 - 0 Corinthians

Apesar do sentimento de que era extremamente possível conseguir a vitória, o Corinthians conseguiu um importantíssimo ponto para se tranquilizar em seu grupo. É melhor ficar frustrado com um empate motivado por uma chuva de gols perdidos do que com uma atuação que ruim e que levantaria uma dúvida perante a projeção da equipe na competição. O time de Vítor Pereira jogou bem (melhor até mesmo do que na partida em casa), e poderia ter goleado o Cali. 

O Timão irá enfrentar o Boca Juniors no La Bombonera daqui duas semanas, no dia 17. Um empate ou uma vitória classifica a equipe, que ainda enfrenta o Always Ready em casa na última partida da fase de grupos.