Conteúdo

Conor McGregor que enfrentar Kamaru Usman em busca da tríplice coroa

19 de março de 2022

(por Rafael Lima)

O polêmico e maior “vendedor de pay-per-views” do UFC, Conor McGregor, segue se recuperando da grave lesão na luta diante de Dustin Poirier. Porém, mesmo assim, ainda vindo de três derrotas consecutivas, o irlandês segue com muita moral na organização e quer usar isso para furar a fila da categoria de cima e disputar o cinturão meio-médio diante de Kamaru Usman. O ex-campeão dos penas e leves falou sobre isso ao site ‘The Mac Life’. Eu não me vejo voltando para o peso-leve. Acredito que eu contra Usman pelo título dos meio-médios para minha luta de retorno é o que faz sentido para mim no momento. Eu já tive um corpo leve, mas estou grande agora. Sinto-me grande, forte e saudável, com muita energia. Voltando depois de uma lesão horrível, não quero me esgotar com o corte de peso. Não há necessidade de me esgotar. E eu me sinto confiante contra Usman, que é um lutador destro, desleixado e sem nenhuma finalização. O que ele vai fazer? Onde está o perigo ali? Não vejo perigo nele.” Disse Conor.

Além disso, o irlandês  falou sobre se sentir desrespeitado e de fazer história, confiante em ser o único lutador a conquistar três cinturões de categorias diferentes. “Basta de desrespeito comigo. O mundo vai falar novamente da tríplice coroa. Ninguém conseguiu três nocautes subindo em três categorias de peso como eu. Mas ninguém nunca obteve três títulos mundiais do UFC em três categorias como eu também farei se fizermos essa luta. Há história a ser feita. A tríplice coroa nunca foi conquistada. Ninguém vai fazer isso enquanto for vivo. Quando eu nocautear Kamaru Usman nos 77kg, serão três títulos mundiais do UFC conquistados subindo de categoria e com três nocautes. Nocauteei José Aldo, nocauteei (Eddie) Alvarez e vou nocautear Kamaru Usman.” Afirmou o irlandês.

Para finalizar, McGregor condicionou seu retorno ao octógono mais famoso do mundo a uma luta pelo cinturão. “Vou voltar para uma disputa de título. Não se engane sobre isso. É isso, ou não vou lutar. Tem que ser uma disputa de título. O que mais pode ser, p****?”, finalizou.