Conteúdo

Connor McDavid chega a 600 pontos, Kailer Yamamoto marca no último minuto e Oilers quebram tabu

15 de novembro de 2021

(por Diego Dias)
 

Um gol de Kailer Yamamoto a 28 segundos pro final do jogo encerrou a reação do St Louis Blues e encerrou também um tabu de quase três anos sem vitórias do Edmonton Oilers sobre os Blues atuando no Enterprise Center. O último resultado positivo dos canadenses no Missouri havia sido em dezembro de 2018.

O período inicial foi sem muitas emoções, com Jordan Kyrou aproveitando um power play e Connor McDavid em chute de primeira e chegando ao 600º ponto na carreira deixando 1x1 no placar, apesar de um gol de Ivan Barbashev ter sido anulado.

No 2º terço de jogo, Robert Thomas foi pra jaula por hooking e deu o power play aos Oilers, que logo capitalizou a chance com o alemão Leon Draisaitl pegando um passe de McDavid e finalizando no cantinho do gol defendido por Jordan Binnington. Robert Bortuzzo ainda tentou recolocar os Blues na disputa disparando do círculo direito em meio à slot congestionada, mas Ryan Nugent-Hopkins e Ryan McLeon restabeleceram a vantagem canadense num intervalo de 7 segundos entre os gols.

O confronto esquentou no último período depois que Barbashev anotou outro tento, desta vez válido, logo de início. O gol injetou ânimo aos Blues que, empurrados pelos torcedores, foram pra cima de Edmonton. Mas ao mesmo tempo cediam espaços para o adversário. Até que Vladimir Tarasenko pegou uma sobra de disparo de Pavel Buchnevich e mandou um backhand que passou por baixo do travessão e por cima do ombro de Mikko Koskinen e deixou tudo igual no placar.

A prorrogação parecia certa. Foi quando nos últimos segundos Draisaitl avançou pelo lado direito e achou Yamamoto livre na slot, que mandou de primeira o puck para as redinhas e decretou a vitória e a celebração para os visitantes.
 

Final: Edmonton Oilers 5 @ 4 St. Louis Blues
 

Edmonton encerra sua road trip indo ao Bell MTS Place duelar com o Winnipeg Jets enquanto St Louis recebe o Arizona Coyotes nesta terça-feira (16).

Os "breakaways" do domingo

- Na "Batalha do Hudson", o New Jersey Devils teve a grande chance de matar a partida na prorrogação quando Jesper Bratt saiu sozinho na cara do gol, mas o goleiro Alexandar Georgiev impediu a derrota do New York Rangers. Nas cobranças de shootout, os patinadores se sobressaíam aos goleiros quando Tomás Tatar teve seu chute defendido pelo patim de Georgiev. Assim, coube a Chris Kreider converter o tiro que deu a vitória aos Blueshirts;

- O Montréal Canadiens até abriu 2x1 frente ao Boston Bruins, mas Charlie McAvoy e seu xará Charlie Coyle anotaram dois gols cada e conduziram a virada dos ursos no 750º encontro entre os tradicionais rivais. Foi a 8ª vitória em oito jogos para o goleiro Jeremy Swayman;

- Sidney Crosby retornou ao gelo após se recuperar da Covid-19, mas ele não impediu que o Pittsburgh Penguins fosse goleado pelo Washington Capitals, que alcançou a 4ª vitória consecutiva marcando dois gols em cada período. Apesar do placar elástico Alexander Ovechkin passou em branco em gols, mas deu passe para Garnet Hathaway e Evgeny Kuznetsov acenderem a lâmpada;

- Trevor Zegras marcou duas vezes e o Anaheim Ducks venceu pelo 7º jogo seguido. Desta vez a vítima foi o Vancouver Canucks, que abriu o placar logo no início com o sueco Nils Höglander. Troy Terry deu assistência para o segundo tento de Zegras (o da virada dos Ducks) e somou ponto pelo 14º jogo seguido.

Demais resultados

New Jersey Devils 3 @ 4 New York Rangers (SO)

Pittsburgh Penguins 1 @ 6 Washington Capitals

Montréal Canadiens 2 @ 5 Boston Bruins

Calgary Flames 4 @ 0 Ottawa Senators

Vancouver Canucks 1 @ 5 Anaheim Ducks