Conteúdo

Conheça a história de Kenny Sailors, o criador do Jump Shot

30 de junho de 2020

(por Vinícius Freitas)

 

Kenny Sailors nasceu em 14 de Janeiro de 1921, em Bushnell, Nebraska, e desde sua infância praticava o basquete junto com seu irmão Barton. Sailor, que tinha 1.78m, era muito mais baixo que seu irmão Barton, de 1.93m, e foi por conta disso que o futuro jogador começou a pular para arremessar, adaptando o movimento com o passar do tempo e criando o “jump shot”, padrão utilizado até hoje por todos os jogadores de basquete.

 
Mas o que é o "Jump Shot"?

Jump shot é o arremesso da qual o atleta pula e, quando atinge o ponto mais alto do salto, faz o arremesso, o que facilita bastante as chances de êxito em comparação com o arremesso feito com o corpo estático no chão. Mas nem sempre essa técnica foi padrão no esporte, pois nos primórdios do basquete profissional, que começou lá nos anos 40, praticamente todos os jogadores arremessavam sem a utilização do jump shot, pulando apenas para efetuar bandejas ou pegar rebotes.
 

Glenn Roberts, o primeiro idealizador

O primeiro jogador a saltar para arremessar, foi Glenn Roberts, um dos principais jogadores da Liga Universitária dos Estados Unidos nos anos 30. Roberts afirmou que saltava para arremessar por conta da chuva, pois na época os jogos universitários eram efetuados em quadras abertas, e quando a quadra ficava molhada era muito mais difícil driblar e conduzir a bola, por conta disso, o jogo ficava menos dinâmico, se resumindo a passes e arremessos. Para dificultar o bloqueio dos adversários, Roberts começou a pular para arremessar, ainda que de uma maneira diferente do padrão atual.
 

Começo vitorioso
 
Sailors iniciou sua carreira no basquete no estado de Wyoming, atuando no High School da cidade de Laramie entre 1935 e 1939, onde acabou conseguindo uma bolsa para jogar pela Universidade de Wyoming, sendo campeão e MVP da NCAA em 1943, além da equipe ter sido a primeira na história do basquete universitário a anotar 100 pontos em uma partida e Sailors ter sido considerado o melhor jogador universitário do país por votação unânime.

Sailors era multiesportista na Universidade, mas o técnico de basquete da época influenciou na escolha do atleta pela bola laranja. O jogador teve tanto destaque atuando pela Universidade de Wyoming, que foi convidado pela Universidade de Utah, uma das melhores do país nas Ligas Universitárias, sendo inclusive campeã da NCAA em 1944, mas o atleta acabou não indo para permanecer próximo de sua família. Foi um dos grandes nomes da história da Universidade de Wyoming, tendo sua camisa #4 aposentada e sendo considerado o maior jogador da história do time.
 

Carreira no Basquete Profissional

Começou sua carreira atuando na BAA (Basketball Association of America) pelo extinto Cleveland Rebels na temporada 46/47, sendo o jogador com mais presenças na temporada regular da equipe (58 de 60) além de liderar o time em assistências, com 2.3 por jogo. Sua melhor temporada na carreira foi em 49/50, atuando pelo também extinto Denver Nuggets (apesar do mesmo nome da franquia atual, a franquia citada só atuou em uma temporada e não tem nenhum dado estatístico herdado pelo time de Jokic e companhia), com 17.3 pontos e 4.0 assistências, porém, sua equipe foi a pior da liga, terminando com 11V-51D na temporada regular. Atuou até a temporada 50/51, encerrando sua carreira no Baltimore Bullets, com passagens também por Chicago Stags, Philadelphia Warriors, Providence Steam Rollers e Boston Celtics. Foi All-NBA na temporada 48/49, porém não conquistou nenhum título e participou dos playoffs apenas em sua temporada de estreia.

Apesar de sua carreira profissional não ter sido vitoriosa igual na Universidade, Sailors deixou um legado que revolucionou o modo de jogar, criando um padrão de arremesso universal. Stephen Curry financiou um documentário em 2019 sobre a história de Kenny Sailors e a criação do jump shot, com direção de Jacob Hamilton e participação de nomes como Kevin Durant, Dirk Nowitzki, Bob Knight e Kiki Vandeweghe na película de 80 minutos nomeada: 'Jumpshot: The Kenny Sailors Story’.

Sailors faleceu em 30 de Janeiro de 2016, aos 95 anos, por ataque cardíaco, na cidade onde sua história no basquete começou, Laramie, Wyoming. História essa que deixa um legado eterno e nos mostra o quão importante um simples detalhe pode revolucionar todo o modo de jogar de um esporte tão dinâmico como o basquete.