Conteúdo

(por Rafael Lima)
 

Os torneios masculino e feminino em Indian Wells chegaram em sua decisões. 

O Masters 1000 colocará frente a frente dois estreantes em finais de torneios deste tamanho, Cameron Norrie e Nikoloz Basilashvili. 

Norrie demonstrou muita agressividade, arriscando e se dando bem diante de Grigor Dimitrov, que vinha muito embalado. Com quebras rápidas e solidez no saque, o britânico garantiu seu passaporte para a final.

Já Basilashvili fez um jogo difícil contra o tenista da casa, Taylor Fritz. O georgiano teve mais controle mental nos momentos decisivos para vencer no detalhe, depois de salvar quatro break points e ainda conquistar o triunfo só no quarto match point. 

A final coloca frente a frente a solidez agressiva de Norrie contra o controle emocional e a raça de Basilashvili, numa decisão sem favoritos.

Já no WTA 1000, a decisão será entre Victoria Azarenka e Paula Badosa, num choque de gerações.

Azarenka, dona de 22 títulos, relembrou seus melhores momentos avançando de fase e apresentando desempenhos incríveis. Nas semifinais, Azarenka derrotou de virada Jelena Ostapenko no detalhe. Depois de perder o primeiro set, a bielorrussa saiu com 2 a 0 contra, mas foi crescendo defensivamente, entrando na cabeça da adversária, para se recuperar e vencer.

Já Badosa foi superior à Ons Jabeur, pois errou menos e não se deixou abalar com quebras como a tunisiana sentiu. Jabeur tinha golpes mais potentes e conseguia mais winners, porém, a consistência e a força mental para salvar quebras foi essencial para a vitória da espanhola, que fará sua primeira final de um torneio deste tamanho.

Badosa vem jogando um tênis de gente grande, errando pouco para vencer as partidas, porém, a experiência de Azarenka a coloca com um leve favoritismo na partida decisiva.