Conteúdo

Com um gol em cada tempo, Chelsea leva a melhor sobre o Lille na partida de ida das oitavas da Champions League

22 de fevereiro de 2022

(Por Leonardo Costa)

 

Jogando em Stamford Bridge, com direito a apresentação da taça do Mundial de Clubes conquistada recentemente contra o Palmeiras, o Chelsea recebeu o Lille, atual campeão francês, pela partida de ida das oitavas de final da Champions League.

Com Lukaku e Jorginho no banco, por opção do técnico Thomas Tuchel, os donos da casa contaram com um jogador que vem se mostrando cada vez mais decisivo para abrir o placar. Havertz aproveitou cobrança de escanteio e mandou para o fundo da rede, fazendo Chelsea 1 a 0 logo aos 8 minutos de jogo, e jogando um balde de água fria na proposta reativa rival.

Com a vantagem, o Chelsea controlou a partida, apesar de não ser tão incisivo no ataque, optando mais por toques de lado para manutenção da posse de bola. Porém, na reta final do primeiro tempo, o Lille adiantou sua marcação e esteve perto de empatar, mas o último passe impediu que o gol viesse.

Após o intervalo, o jogo teve alguns minutos de trocação pura, com as duas equipes se lançando ao ataque e deixando espaços na defesa. E foi em uma dessas jogadas que os ingleses ampliaram. A jogada começou com Thiago Silva, acionando rapidamente Kanté na intermediária defensiva. O volante cruzou todo o campo em alta velocidade, aproveitando que a defesa estava desarrumada, e tocou para Pulisic, que deslocou o goleiro Léo Jardim para marcar o segundo do Chelsea aos 17 minutos.

Na busca de reduzir o prejuízo, o técnico do Lille, Jocelyn Gourvennec, mandou o turco Yilmaz para o jogo, para formar a dupla de ataque com David. Porém, nem mesmo a presença do centroavante surtiu efeito contra a excelente defesa do Chelsea.

Final de partida: Chelsea 2 x 0 Lille

Boa vantagem do Chelsea para o jogo da volta em terras francesas no próximo dia 8 de março. Apesar de não apresentar um futebol vistoso como de outros momentos, o clube inglês vai conseguindo vencer, sobretudo pelo suporte defensivo e uma saída em velocidade magistral. Para o Lille, será preciso vencer por dois gols para forçar a prorrogação.