Conteúdo

Com terceiro quarto avassalador, Golden State Warriors tem vitória contundente diante dos Celtics e empata a série

6 de junho de 2022

(por Rafael Lima)

O segundo duelo das finais da NBA entre Boston Celtics e Golden State Warriors trazia o time da casa contra a parede, pois um 0-2 em casa seria quase irreversível para os californianos. Por isso, Draymond Green foi à mídia para demonstrar confiança e Stephen Curry parecia muito concentrado para não deixar sua equipe patinar e, desta forma, os Dubs foram à quadra com uma confiança quase inabalável, mas o início não foi tão bom assim.

O jogo começou com uma bola de 3 de Andrew Wiggins, mas logo o Boston Celtics, mais tranquilo, tomava as melhores decisões no ataque, arremessando com perfeição para rapidamente liderar o placar. A transição rápida dos visitantes, se aproveitando dos turnovers dos californianos, fazia o Golden State sofrer. Desta forma os celtas se mantinham na frente. Jaylen Brown era o principal nome do jogo, pontuando de todas as formas, para abrir 22 a 13, com pouco mais de quatro minutos no primeiro quarto por jogar, e o ala já tinha 13 pontos marcados.

Apesar do domínio celta durante todo o primeiro período, uma boa sequência dos Warriors na reta final deixou o jogo parelho. O time da casa trabalhava melhor a bola e encontrava melhores arremessos. Uma sucessão de erros e faltas celtas facilitou o trabalho do Golden State, que se aproveitou de 7 turnovers dos visitantes, para em uma sequência de cestas de três, somada a uma bandeja de Curry, terminar o primeiro quarto na frente (31-30).

O segundo período começou com muitos erros e as defesas prevalecendo totalmente. A primeira cesta foi uma bola tripla de Jayson Tatum para assumir a liderança. A partir de então os times dividiram cestas e erros, deixando o placar próximo o tempo todo. Só que uma arrancada de 10 a 0, comandada por Stephen Curry e finalizada por Andrew Wiggins numa bola tripla, colocou os Warriors cinco pontos na frente, forçando Ime Udoka a pedir um tempo. 

Na volta do “timeout”, Tatum e White anotaram duas bolas de 3 e os celtas reassumiram a liderança. A partir daí, o duelo ficou lá e cá, muito parelho. Que jogaço!  O equilíbrio perdurou até o intervalo e os times foram para os vestiários com o placar favorável ao Golden State Warriors em 52 a 50.

Os times voltaram dos vestiários com as marcações encaixadas, porém, logo os Warriors conseguiram descolar, trabalhando melhor a bola e com Klay Thompson entrando definitivamente no jogo. Desta forma os Warriors abriram rapidamente 12 pontos de vantagem, com uma “run” de 12 a 2.

A defesa do Golden State dominava completamente o duelo, desviando bolas, contestando arremessos e mostrando o porque é o segundo melhor sistema defensivo da temporada. Se não bastasse, a transição era mortal, com Stephen Curry bastante calibrado, fazendo os californianos desgarrarem do placar de forma espetacular. 

O domínio era tão grande que os Warriors não sofriam pontos e ainda abriram 23 pontos no final do terceiro período com uma cesta de 3 de Jordan Poole do meio da quadra no estouro do relógio. Dessa vez, a partida estava liquidada. 

O quarto período começou com uma sequência de turnovers bizarra dia Celtics, fazendo o Golden State abrir 29 pontos de frente rapidamente. A partir daí, Ime Udoka tirou todos os titulares e a última etapa foi totalmente protocolar, com os times trocando cestas até o fim. Uma vitória maiúscula da equipe de San Francisco.

Final: Boston Celtics 88-107 Golden State Warriors



 

Após um primeiro tempo equilibradíssimo, o temido terceiro quarto dos Warriors prevaleceu. Da metade para frente o Golden State passou a contestar tudo e do outro lado as bolas de 3 caiam em abundância para os californianos. O arremesso triplo de Jordan Poole do meio da quadra parece ter sido a estaca no peito dos Celtics, selando a vitória dos anfitriões. 
O jogo 2 mostrou que defensivamente o Golden State Warriors pode dominar o time de Boston, forçando turnovers. E no ataque, a artilharia pesada californiana é impiedosa. O cestinha da partida foi Stephen Curry com 29 pontos. O maior pontuado celta foi Jayson Tatum, com 28.

A história para o jogo 3 é bem clara. Os Celtics não terão uma atuação impecável como a do quarto período da primeira partida, quando todas as bolas triplas caíam, porém, Boston muito dificilmente terá um desempenho com tantos turnovers. Sendo assim, o que sobra é saber se uma performance equilibrada no ataque e na defesa será suficiente para os celtas derrotarem os Warriors e suas estrelas.