Conteúdo

Com a presença de Del Potro, o ATP de Buenos Aires reserva grandes duelos; Veja os principais favoritos

7 de fevereiro de 2022

(Por Leonardo Costa)

 

O ATP 250 de Buenos Aires, tradicional torneio da gira sul-americana de saibro e última parada antes do Rio Open, começou nesta segunda-feira (07) com uma chave equilibrada, liderada pelo norugues Casper Ruud (8º) e com a presença de Juan Martin Del Potro.

Enquanto escrevo esse texto, o francés Benoit Paire, 50º do ranking, caiu em tres sets para o servio Dusan Lajovic (37º) quinto cabeça-de-chave. Agora, Lajovic fica na espera do vencedor entre Pablo Cuevas e o tenista da casa, Federico Coria.

Nesse quadrante está Ruud, que entra diretamente nas oitavas, espera por Carballes-Baena ou o chileno Nicolas Jarry. Em qualquer situação, o noruegues terá certa dificuldade pela frente, mas deve avançar para enfrentar Lajovic em uma hipotética quartas de final.

Por esse lado da chave também está Del Potro, que enfrenta Federico Delbonis, sexto cabeça-de-chave, e deve sentir a falta de ritmo após tanto tempo afastado por lesão. Londero, Andújar também estão no mesmo caminho, assim como Tabilo, que vem embalado após o vice-campeonato em Córdoba e Martínez, algoz de Thiago Monteiro na última semana, e Fognini, outro dos favoritos.

Do outro lado do chaveamento, o brasileiro Thiago Monteiro estreia contra Ramos-Vinola, sétimo favorito, e se avançar terá pela frente Delien ou Verdasco, em um duelo que parece mais acessível, por isso a vitória na estreia é tão importante.

Schwartzman e Sonego, outros dois favoritos, assim como Ruud estão no aguardo de seus adversários. Monteiro pode topar com o italiano nas quartas, enquanto que o argentino tem um caminho que pode se cruzar com Laslo Djere, Kecmanovic (o vingador de Djokovic) ou Munar, entre os mais cotados.

Falando em Schwartzman, o melhor tenista argentino da atualidade quer dar a volta por cima após ser surpreendido por Tabilo em Córdoba, e tem uma chave bem acessível para chegar no mínimo até a semifinal. Apesar de Ruud ser o principal favorito, vejo o tenista da casa com maior probabilidade.

Olho em Monteiro, que pode beliscar até mesmo uma semifinal, e também em Báez, que pode aprontar pra cima de Sonego nas oitavas e ir longe em Buenos Aires, inclusive em um duelo contra o brasileiro.