Conteúdo

Com Paul George e Kawhi afinados, Clippers derrotam Jazz e vencem a primeira na série

13 de junho de 2021

(por Diego Dias)

Mesmo sem Serge Ibaka pro restante da série semifinal da conferência (e da temporada), o Los Angeles Clippers se saiu vencedor diante do Utah Jazz graças à grande noite de Paul George e Kawhi Leonard. A dupla angelina foi cestinha da noite e sobrepujaram a atuação quase solo de Donovan Mitchell, que causou susto ao se contundir no último quarto e deixar a quadra. Ele deve ser reavaliado ainda no fim de semana.

Leonard foi o principal pontuador do duelo com 34 pontos e teve o double-double com 12 rebotes, com ainda dois roubos e um toco, aparecendo bem em ambos os lados da quadra. George terminou com outros 31 pontos (6 de 10 do perímetro) e Reggie Jackson anotou 17 pontos em 5 cestas de longa distância.

Pelo Jazz, Mitchell (4 assistências e 2 roubadas de bola) foi o cestinha da equipe com 30 pontos e liderou o perímetro com cinco acertos, mesma quantidade feita por Joe Ingles para pontuar 19 vezes. Jordan Clarkson (14 pontos e 4 bolas de três pontos) e Royce O'Neale (15 pontos e 5 do perímetro) também formaram a artilharia de longa distância de Utah (onde a equipe teve melhor desempenho) e Rudy Gobert teve um double-double de 12 pontos e 10 rebotes.

O Jazz começou o duelo com tudo e logo abriu 8 a 0 depois que Joe Ingles matou uma bola de longe e forçou o primeiro pedido de tempo dos californianos, com menos de dois minutos de jogo. A conversa deu resultado e uma cesta de três de Jackson abriu caminho para uma "run" de 13 a 3 que permitiu aos Clippers passarem na frente no placar até o fim do período em cestas de Jackson do perímetro e Marcus Morris de média distância. Leonard ainda esteve presente na disputa dos rebotes ao longo da metade inicial (foram 7 até então).

Com um trabalho melhor na transição para o ataque, e contando com os seguidos turnovers do Jazz, os angelinos conseguiram aumentar a diferença para dois dígitos depois que Paul George fez cesta de três pontos. O perímetro foi a arma para Los Angeles construir a boa vantagem em cestas de George e Jackson, imparáveis do setor. Mitchell ainda tentou colocar Utah no páreo matando bola da zona morta, mas dois ataques desperdiçados pelo armador mantiveram a vantagem angelina de 64 a 49 ao estouro do relógio.

Na volta do intervalo o Jazz equilibrou mais as ações. Mitchell e Gobert foram os nomes da reação da equipe de Salt Lake City no quarto. Mesmo com PG e Kawhi letais nos arremessos, a dupla de Utah só era parada na falta. Assim, de lance livre em lance livre o Jazz cortou a diferença para apenas 8 pontos. Royce O'Neale no ataque e Derrick Favors na defesa faziam o papel de escudeiros, mas Paul George acertou uma bola da zona morta, mesmo contestado, e deu a tranquilidade necessária para os Clippers voltarem a aumentar (de leve) a diferença.

No quarto derradeiro brilhou a estrela de George. PG fez uma cesta de três pontos e na sequência uma bandeja fugindo da marcação de Gobert e, junto com um passe para cesta de Luke Kennard da zona morta, deixou 102 a 89 no placar. O'Neale ainda respondeu na sequência também do perímetro, mas o Jazz teve o duro golpe de perder Mitchell pelo restante da partida após o craque torcer o tornozelo em disputa de rebote com PG e se dirigir ao vestiário. "Spida" ainda quis voltar à quadra, mas o risco de agravar a contusão era maior e o técnico Quin Snyder deixou a estrela no banco. Os Clippers mataram outra do perímetro com Kawhi, que praticamente definiu o resultado, junto com outra bandeja do camisa 2 de Los Angeles.

Nos minutos finais os reservas apareceram em quadra apenas como formalidade, uma vez que as atenções passaram a se voltar para o próximo encontro.

Final: Utah Jazz 106 @ 132 Los Angeles Clippers

Novamente no Staples Center, Los Angeles busca igualar a série, enquanto Utah espera ter Mitchell 100% para o quarto jogo que acontece nesta segunda-feira (14).