Conteúdo

Com defesa intensa, Celtics anulam craques dos Nets e abrem 2 a 0

20 de abril de 2022

(por Rafael Lima)

Boston Celtics e Brooklyn Nets voltaram ao TD Garden para o jogo 2 da série mais aclamada desta fase dos Playoffs. Os anfitriões queriam confirmar a superioridade, enquanto os visitantes estavam dispostos a levar uma vitória para Nova Iorque, que reverteria a vantagem de mando de quadra na disputa. 

Brooklyn com um início espetacular de Bruce Brown, que ficava livre, pois os celtas marcavam a dupla Kyrie Irving e Kevin Durant, castigava os anfitriões. Desta forma os visitantes abriam 9 a 0. Boston tentou reagir, mas sofria demais no ataque. O domínio dos Nets era gigante no primeiro período e o time verde estava irreconhecível defensivamente. 

Na reta final do primeiro quarto, Kyrie Irving, que não vinha tão bem, mas tem muito peso para Brooklyn, acabou deixando a quadra para ir ao vestiário, deixando o torcedor da equipe de NY tenso. Porém, a pausa do armador era relacionada à religião muçulmana do atleta.

Mesmo sem Kyrie, o Brooklyn Nets seguiu dominante, compartilhando a bola, marcando forte o perímetro e trabalhando a transição de forma espetacular. E assim, os visitantes terminaram o primeiro quarto com o placar favorável em 33 a 24.

Após um esboço de reação dos Celtics, os Nets voltaram a se mostrar mais ativos, duros na marcação e contando com ataques muito afobados de Boston. Desta forma, Kyrie, Brown e Curry deitavam e rolavam na transição, fazendo os forasteiros abrirem 14 pontos de frente. O destaque de Brooklyn era Goran Dragic, que tinha muita precisão na média distância e dava uma incrível dinâmica para a equipe no contragolpe. Nesta toada, os visitantes foram para o intervalo com uma bela vantagem (65-55) por se tratar de um duelo tão equilibrado teoricamente. 

Na volta dos vestiários, Irving, muito abaixo de sua capacidade, errava lances triviais. E, com Durant  marcado, os celtas cresciam no duelo. Apesar da melhora dos anfitriões, o jogo era feio, repleto de erros e muito brigado, só que na base da raça, no embalo da torcida, Boston conseguiu empatar um embate em que chegou a estar 17 pontos atrás. 

Após a igualdade, Steve Nash pediu tempo, Goran Dragic voltou à quadra, Kevin Durant teve uma leve melhora e Brooklyn levou uma diferença favorável de cinco pontos para o quarto período (90-85).

No quarto derradeiro, com uma defesa intensa, Jaylen Brown crescendo na partida, juntamente com o belo trabalho de Payton Pritchard e Grant Williams, os Celtics não só tomaram a liderança, como também abriram mais de uma posse rapidamente. Daí para frente, Jaylen pegou fogo, a defesa celta tomou conta do confronto e o time da casa foi deslanchando. 

Na reta final, Tatum entrou no jogo e Boston abriu dígitos duplos de vantagem com uma cesta de 3 do craque, praticamente matando a partida. Grande vitória celta, garantida com a uma bandeja de Smart!



 

Final: Brooklyn Nets 107-114 Boston Celtics

O Boston Celtics fez uma partida abaixo do que vinha apresentando ofensivamente, porém, a defesa acabou com Kevin Durant (27pts) e Kyrie Irving (10pts e 8reb), não permitindo que as estrelas de Brooklyn brilhassem, deixando o time de NY ser liderado por Bruce Brown (23pts e 8reb), Seth Curry (16pts) e Dragic (18pts). Se não bastasse, Jaylen Brown (22pts e 6ast) e Jayson Tatum (19pts, 6reb e 10ast) entraram no jogo no quarto período, bem ajudados por Al Horford (16pts e 6reb), Grant Williams (17pts e 6reb) e Pritchard (10pts), fazendo uma partida difícil se tornar fácil para o time da casa.

Com duas vitórias em casa, os celtas vão com muita moral para Brooklyn, que está com as costas na parede, obrigados a fazer um jogo 3 perfeito para não verem a série sair do controle de vez. Se a defesa de Boston continuar anulando as principais peças do adversário, um confronto que tem tudo para ser longo, pode se tornar curto.