Conteúdo

Com boa atuação de Antony, Ajax humilha o Borussia Dortmund com goleada dominante

19 de outubro de 2021

(por Matheus Correia)

Na tarde desta terça-feira (19), o Ajax recebeu o Borussia Dortmund na Johan Cruijff Arena, em Amsterdã, pela terceira rodada válida pelo grupo C da Liga dos Campeões. Em uma atuação extremamente dominante e com excelente participação do brasileiro Antony, os holandeses não tomaram conhecimento dos alemães, que até a publicação desta matéria, ainda não se encontraram em campo.

A equipe alemã começou pressionando nos minutos iniciais, mas foram os holandeses que criaram as primeiras oportunidades de perigo da partida. Aos nove minutos, o Ajax teve uma excelente sequência no ataque: Antony recebeu em velocidade na direita e chegou sozinho na área, com Matt Hummels realizando um corte milagroso no momento da finalização do brasileiro.

Logo após, Tadic deu um belo passe para Blind, que se livrou da marcação dentro da área e finalizou para boa defesa do goleiro Gregor Kobel.

E a sequência não termina por aí: novamente com liberdade pela direita, Antony partiu para cima da defesa e sofreu uma falta de Hummels, muito próxima à linha lateral da grande área. Na cobrança, Tadic bateu aberto e contou com um sutil desvio de Marco Reus para abrir o placar na Johan Cruijff Arena.

Mesmo após o gol, os holandeses dominaram totalmente a partida. O Borussia demonstrava uma grande desorganização defensiva, principalmente com a linha defensiva sofrendo muito em marcar os pontas adversários.

O Ajax conseguia criar muito bem no contra-ataque, e os lados do campo pareciam ser um parque de diversões para Antony e Tadic. Com muita velocidade e eficiência no passe, os holandeses tiveram uma facilidade absurda para chegar no último terço ofensivo do campo.

Os mandantes ampliaram um placar com um golaço de Daley Blind. Após bola alçada na grande área, Hummels afastou mal, e Blind recebeu na entrada da área. Ele tocou para Sébastien Haller, que fez a parede, tocou de volta e viu o lateral holandês mandar uma bomba de trivela no canto direito de Kobel. A bola ainda carimbou a trave antes chacoalhar a rede adversária.

A equipe alemã demonstrou pouquíssimo poder de reação, e foi o Ajax que ficou mais próximo do gol no restante do primeiro tempo. A equipe comandada por Erik ten Hag ainda teve boas chances com Berghuis, em chute na entrada da área, e com Gravenberch em cobrança de falta.

A primeira grande chance do Borussia surgiu com Haaland, já aos 40 minutos da primeira etapa. O norueguês praticamente não havia encostado na bola até então; ele recebeu um bom passe de Alex Witsel e finalizou em cima do goleiro Pasveer, que realizou a defesa em dois tempos.

O primeiro tempo foi um verdadeiro passeio da equipe mandante, que dominou totalmente as ações ofensivas. E a superioridade pode ser provada nos números: foram 10 finalizações da equipe holandesa contra apenas 2 da equipe alemã. Antony e Tadic foram os destaques dos 45 minutos iniciais, com ambos se destacando na criação de jogadas.

Já no retorno do intervalo, foi possível perceber que o prejuízo do Borussia Dortmund era muito maior do que apenas os dois gols sofridos. Mentalmente, a equipe de Marco Rose também estava totalmente vencida.

Aos 13 minutos da segunda etapa, Antony marcou o terceiro gol do Ajax na partida. Após cruzamento de Blind pela esquerda, Haller não conseguiu alcançar a bola e apenas a escorou para trás. Antony ficou com a posse no lado direito, cortou para o meio e finalizou colocado no canto oposto de Kobel.

Após o terceiro tento, a partida ficou muito semelhante a um “jogo-treino” para a equipe holandesa. O único incomodo que os mandantes sofreram defensivamente foi com Haaland, que recebeu de Reus em velocidade, deixou Timber no chão e finalizou para excelente defesa de Pasveer.

O quarto gol do Ajax escancarou a bizarra desorganização dos alemães em campo. A equipe de ten Hag pressionou a saída de bola do Borussia e conseguiu o desarme, com Blind sendo acionado livre de marcação na esquerda. O lateral cruzou, e Haller, de maneira “despretensiosa”, marcou de cabeça, no meio de Hummels e Akanji, que apenas observaram o atacante marfinense.

E o quinto gol só não saiu porque os holandeses diminuíram o ritmo. Foi um domínio total do Ajax durante os 90 minutos de partida. David Neres, que entrou no lugar de Antony, teve duas boas oportunidades de marcar, mas acabou desperdiçando.

Resultado: Ajax 4 – 0 Borussia Dortmund

Uma atuação dominante e eficiente dos holandeses. Antony foi impecável no setor ofensivo, enquanto a defesa teve apenas algumas breves preocupações com Haaland durante os 90 minutos de partida. Era difícil imaginar, talvez até para a própria equipe, que o resultado seria conquistado de maneira tão fácil.

Já no lado dos visitantes, é difícil nomear apenas uma atuação individual ruim pela equipe alemã. Haaland foi provavelmente o único que se salvou, mesmo tendo pouca participação em campo. Sem sombra de dúvidas, quem mais merece demérito pela atuação bizarra é o setor defensivo. Enquanto Akanji apenas observava as trocas de passe do ataque holandês, Hummels fez o que foi provavelmente sua pior partida com a camisa do Borussia. Os desfalques da equipe são muitos, e além de tudo, importantes. Mas definitivamente não justificam a performance tenebrosa.

As duas equipes se enfrentam novamente na próxima rodada válida pelo Grupo C da Liga dos Campeões. A partida será realizada no dia 3 de novembro.