Conteúdo

Clippers contam com boa partida de Kawhi Leonard para frear sequência do Jazz

20 de fevereiro de 2021

(por Cassiano Pinheiro)

Segunda noite consecutiva que as duas equipes se enfrentaram e, desta vez, quem levou a melhor foi o Los Angeles Clippers. Diferentemente do jogo da quinta-feira, o time de LA contava com o retorno das suas estrelas Kawhi Leonard e Paul George, e só assim para tentar parar esse Jazz que vem fervendo na temporada.

O primeiro tempo foi de domínio dos Clippers, principalmente no quarto inicial, o time conseguia variar bastante as posses ofensivas não dependendo de somente uma jogada ou jogador. Já o Jazz tinha um pouco de dificuldade com a defesa dos Clippers e também com o baixo aproveitamento do perímetro.

Mas, o segundo tempo foi diferente, se antes o time do Jazz parecia meio morno em quadra, na volta do intervalo o time veio com tudo, tanto que ainda na metade do terceiro período eles viraram o placar. Mitchell (35 pts) e Bogdanovic (23 pts) puxaram a fila da pontuação. 

A partir daí, o jogo ficou equilibrado e nenhum dos times conseguia abrir uma grande distância até que os últimos minutos chegaram e com uma boa corrida os Clippers abriram (107-94) com pouco mais de dois minutos restando no relógio. Destaque para Marcus Morris (17 pts) que matou bolas importantes de três nos momentos derradeiros da partida.

Os últimos dois minutos foram uma loucura, o resultado parecia definido, a vantagem era grande demais, mas Utah não se dava por vencido. Eles chegaram a cortar a vantagem para somente dois pontos à 12 segundos do fim, mas os Clippers conseguiram segurar e deram o troco pela derrota na última quinta-feira, com Kawhi (29 pts) sendo o principal jogador da equipe na partida, que acabou com uma invencibilidade de nove jogos do rival. 
 

Final: Utah Jazz 112 x 116 Los Angeles Clippers
 


 

O Jazz segue líder do oeste com 24 vitórias e 6 derrotas e os Clippers seguem em terceiro na conferência com 22 vitórias e 9 derrotas. O jogo foi um duelo muito interessante coletivamente e individualmente e é bem possível que essas equipes se encontrem nos playoffs, quem ganha com isso é o fã de basquete.