Conteúdo

Clippers assumem a liderança do Oeste, Celtics sofrem para vencer os Pistons, Jazz tem vitória sólida em San Antonio e mais

4 de janeiro de 2021

(por Natasjia Bouchard e Diego Dias)
 

Confira como foram os jogos deste domingo (03):
 

Los Angeles Clippers 112 @ 107 Phoenix Suns

O Phoenix Suns, que vem fazendo uma ótima campanha neste inicio de temporada (5-1 até então), perde para os Clippers, que assumem a liderança da Conferência Oeste. 

Os primeiros 12 minutos terminam já com uma cesta de três pontos incrível de Paul George, o que leva o quarto a terminar com 13 pontos de vantagem para a equipe visitante. Mas, na continuidade do primeiro tempo, os Clippers conseguem uma vantagem de quase 30 pontos em cima de Phoenix, que mesmo perdeu ambos quartos até o intervalo (Q1: LAC 31 @ 24 PHX / Q2: LAC 27 @ 20 PHX). 

Mas, voltando do intervalo, os Suns conseguem se recompor da desvantagem e recuperam o placar, anotando 37 pontos no terceiro quarto, a equipe chega a fazer uma “run" de 14-4 nos últimos três minutos do 3º quarto. 

Vendo o time adversário se recuperar com facilidade, Paul George começa a forçar um jogo mais agressivo, fazendo com que os jogadores de Phoenix perdessem a paciência com o mesmo. Devin Booker e o camisa 13 bateram boca durante a partida. 

Mesmo diminuindo a vantagem que outrora alcançou 29 pontos, para somente 4 pontos, não foi suficiente. Jogando até os últimos segundos e acreditando em toda jogada, Phoenix sucumbiu em um arremesso de três pontos de Batum no último minuto e meio da partida, selando o jogo e a vitória da equipe visitante. 
 

Destaques da partida

Los Angeles Clippers:

Paul George 39 pontos. 

Luke Kernnard 14 pontos. 

Nicolas Batum 14 pontos.

Kawhi Leonard 15 pontos e 6 rebotes. (19% FG).

Phoenix Suns:

Devin Booker 25 pontos, 5 rebotes e 8 assistências.

DeAndre Ayton 24 pontos r 8 rebotes. 

Chris Paul 15 pontos, 9 rebotes e 6 assistências.

 

Boston Celtics 122 @ 120 Detroit Pistons

O jogo que iniciou a rodada deste domingo, 3 de janeiro, parecia um replay do duelo de sexta-feira, onde os mesmos times se enfrentaram. Novamente, o Boston Celtics encontrou dificuldades para vencer o adversário, mesmo possuindo um elenco superior. Entretanto, desta vez, o time verde conseguiu se sair melhor e levar a vitória.

A partida se inicia com constância. Sem grandes diferenças no placar, as vantagens giravam em torno de uma, duas cestas no máximo. 

Já no primeiro tempo, o alemão Theis, que fez uma partida excelente, cai em cima do tornozelo de Josh Jackson, que fica no chão e sai para o vestiário. O estado do jogador não foi divulgado. 

Os times voltam do intervalo basicamente empatados. Os Celtics faziam uma partida coletiva, Marcus Smart criando novas jogadas, dando espaço e participação a Tatum e Brown (que foram destaques pelos pontos convertidos), mas também abrindo as jogadas para os grandões Theis e Thompson, que foram importantes para os rebotes. 

No terceiro e no último quartos, os Pistons não conseguiam aproveitar os erros cometidos pelo time visitante e, faltando 5 minutos para o final do jogo, a partida continuava em aberto, com apenas um ponto de vantagem para Boston.  

Um jogo que foi um toma lá da cá, não poderia ter um final sem emoção. Nos últimos 30 segundos de partida, os Celtics que agora tinham 2 pontos de vantagem, fazem falta em Jerami Grant, que acerta os dois arremessos livres e empata o confronto. 

Com o time visitante no ataque, a bola na mão do clutch Tatum foi cesta na certa. Agora Detroit tinha apenas uma oportunidade de ataque para mudar o destino do jogo. O que não aconteceu. Com a vitória em jogo, Blake Griffin arremessa e perde a chance de vencer novamente o Boston Celtics. 
 

Destaques da partida

Boston Celtics:

Jaylen Brown 31 pontos.

Jayson Tatum 24 pontos, 8 rebotes e 12 assistências.

Marcus Smart 17 pontos e 10 assistências. 

Detroit Pistons:

Jerami Grant 22 pontos e 6 rebotes.

Svi Mykhailiuk 15 pontos. 

Mason Plumlee 13 pontos e 8 rebotes.

 

Los Angeles Lakers 108 @ 94 Memphis Grizzlies

Mesmo com Ja Morant e Jaren Jackson Jr no DM, os Grizzlies fizeram partida muito equilibrada com os Lakers, mostrando força para tirar no segundo período a vantagem angelina no placar, com direito a uma “run" de 20 pontos na primeira metade. Mas, os atuais campeões se impuseram graças aos reservas Montrezl Harrell (16 pontos e 9 rebotes) e Wesley Matthews (4 de 6 da linha de três pontos), além do talentoso quinteto titular, para darem um "sprint final" fazendo chover bolas do perímetro e chegarem ao terceiro triunfo consecutivo.

LeBron James, grande comandante do quarto período, ficou próximo de um triple-double (22/8/13), além de Anthony Davis (17pontos, 9 rebotes e 3 tocos), ditaram a partida uma vez mais para Los Angeles. Já os Grizzlies tiveram Kyle Anderson como cestinha de Memphis com 18 pontos, a bela performance do novato Desmond Bane ao sair do banco para anotar 13 pontos (3 em 4 do perímetro) e o double-double do lituano Jonas Valanciunas (14/10) como destaques.

 

Denver Nuggets 124 @ 109 Minnesota Timberwolves

Outro embate decidido nos últimos 12 minutos. Os Wolves permitiram uma “run" de 17 pontos dos Nuggets, que foi determinante para o resultado depois de três quartos onde as equipes fizeram uma disputa equilibrada apesar de um melhor início de Denver e de Jamal Murray, autor de 10 pontos no primeiro quarto. A outra estrela, Nikola Jokic, teve problemas com faltas ainda no primeiro tempo e ficou com minutagem imitada. Ainda assim, o sérvio foi o protagonista no último período ao pegar três rebotes em sequência para concluir em três assistências e chegar ao seu triple-double. Os Wolves ainda esboçaram uma reação tardia, mas o argentino Facundo Campazzo tratou de eliminar qualquer chance.

Murray acabou como o cestinha da noite com 36 pontos enquanto que Jokic teve 19 pontos, 12 rebotes e 12 assistências (e 5 faltas cometidas). Campazzo fez 5 cestas de longa distância para terminar com 15 pontos vindo do banco. Malik Besley (25) e Jarrett Culver (20) foram os principais pontuadores dos Timberwolves e D'Angelo Russell (18/4/7) teve boa participação na defesa com 2 roubos de bola e 1 toco.

 

Dallas Mavericks 108 @ 118 Chicago Bulls

Os Bulls foram para o duelo rechados de problemas de escalação. Tomás Satoranský e Chandler Hutchinson testaram positivo pra Covid-19 e Lauri Markkanen e Ryan Arcidiacono seguem contundidos. Os Mavs também não estavam na melhor das situações ao verem a dúvida Luka Doncic se transformar em ausência confirmada devido lesão no quadríceps. Assim, coube a Zach Lavine assumir o protagonismo da partida na metade inicial e a Coby White no segundo tempo para a boa vitória da equipe de Chicago, construída ao final do terceiro quarto. No período final, os Mavericks mostraram nervosismo e afobação ao abusar das faltas e desperdiçar os ataques, permitindo a LaVine e Daniel Gafford converterem seus lances livres e encaminharem o resultado para os Bulls.

LaVine aliás foi o cestinha da partida com 39 pontos, mas foi seguido de perto pelo texano Jalen Brunson (5 rebotes e 7 assistências) com 31. White (7 rebotes, 4 assistências) fez 21 dos seus 23 pontos na segunda metade do jogo. Gafford teve 100% de aproveitamento em arremessos e terminou com 12 vindos do banco de reservas. Do lado dos Mavs, Maxi Kleber e Josh Richardson pontuaram 16 vezes cada.

 

Utah Jazz 130 @ 109 San Antonio Spurs

Jogando em casa, a equipe de Gregg Popovich não consegue se organizar devidamente para manejar uma vitória. Desde o início, o Utah Jazz conseguiu manter distância no placar. E mesmo com DeRozan tentando empurrar a equipe junto a Mills, haviam momentos em que o ataque texano parecia só não funcionar, perdendo uma oportunidade atrás da outra. Enquanto isso, os arremessos de três da equipe rival caiam cada vez mais. Terminando o jogo em uma porcentagem de 51.2% 3FG. 

Gregg Popovich termina dizendo “Não acho que tenhamos sido agressivos o suficiente”. E de fato não foram. Com 11 tocos do time de Utah (com 6 na conta do francês Rudy Gobert), e uma diferença de 57 a 45 rebotes, os Spurs só demonstram cada vez mais sua carência no garrafão com a contusão de LaMarcus Aldridge. E da área pintada o Utah Jazz entende. 

O San Antonio Spurs voltará a quadra dia 5 de janeiro e enfrentará os Clippers. Já o Utah Jazz encontrará o temido Brooklyn Nets (nem tanto assim…). 
 

Destaques da partida

Utah Jazz:

Bojan Bogdanovic 28 pontos. 

Donovan Mitchell 22 pontos e 9 assistências. 

Joe Ingles 13 pontos e 7 rebotes. 

Rudy Gobert 7 pontos e 16 rebotes. 

San Antonio Spurs:

Keldon Jonhson 22 pontos e 6 rebotes. 

DeMar DeRozan 19 pontos e 5 rebotes. 

Jacob Poeltl 11 pontos e 7 rebotes.

 

Demais jogos

 

Washington Wizards 123-122 Brooklyn Nets

Confira tudo sobre a vitória espetacular dos Wizards aqui: https://www.playmakerbrasil.com.br/noticia/wizards-conseguem-vitoria-surpreendente-diante-dos-nets

 

Golden State Warriors 137-122 Portland Trail Blazers

Saiba como foi o show de Stephen Curry na vitória do Golden State Warriors: https://www.playmakerbrasil.com.br/noticia/recado-dado-e-recorde-estabelecido-stephen-curry-marca-62-pontos-e-da-vitoria-aos-warriors