Conteúdo

Chytil e Shesterkin decidem, Rangers derrotam Canes e forçam jogo 7

29 de maio de 2022

(Por Diego Dias)

Em partida agitada, o New York Rangers contou com "ajuda" do goleiro Antti Raanta para abrir o placar e construir uma importante vitória sobre o Carolina Hurricanes no Madison Square Garden e forçar o sétimo e último jogo da série semifinal de conferência. Os Hurricanes seguem sem vitórias fora de casa nestes playoffs, mas estão invictos diante de seus torcedores.

Filip Chytil anotou duas vezes e Artemi Panarin marcou pela primeira vez na série, marcada por triunfos das equipes mandantes. Igor Shesterkin deteve 37 chutes e ajudou no ataque com 2 assistências.

Já Raanta defendeu 10 disparos em 13 chutes e acabou sendo substituído por Piotr Kochetkov, que fez outras 10 defesas.

Como tem sido ao longo dos confrontos, os Canes tomaram a iniciativa no 1º período. Shesterkin teve importantes intervenções, uma delas em breakaway onde o russo salvou tentativa de Vincent Trocheck. Até que Tyler Motte puxou a transição pro ataque e chutou da zona neutra e Raanta não conseguiu segurar o disco, que foi quicando até as redinhas.

O gol colocou os Blueshirts na partida e a equipe passou a criar boas chances e ampliou a vantagem em arremate de primeira de Mika Zibanejad aproveitando o power play. Foi o segundo gol do sueco em vantagem numérica na série. Carolina ainda assustou nos instantes finais, mas Igor manteve o adversário zerado.

Na 2ª etapa, um disparo certeiro de Chytil no ângulo encerrou a partida para Raanta no início do período. O placar de 3x0 deu aos Rangers um certo controle do jogo, apesar de rápidas transições dos Canes com perigo. Mas a resposta de Carolina logo veio em jogada e disparo semelhante de Brady Skjei por cima do ombro de Shesterkin para descontar. Para sorte dos Rangers, no minuto seguinte Chytil mandou de backhand no círculo esquerdo e acendeu a lâmpada pela segunda vez na noite.

Trocheck tentou iniciar uma reação dos Hurricanes ao completar no rebote com um backhand, diminuindo o placar adverso. Na sequência, a equipe teve um power play, mas Shesterkin outra vez frustrou o ataque.

No 3º período o jogo ficou mais brigado. Jaccob Slavin acertou o rosto de Chris Kreider com o stick e deu 4 minutos de power play aos Rangers. No entanto, Panarin deixou 4 contra 4 por hooking e parecia ser um balde de agua fria pros Blueshirts, se não fosse uma interferência de Ian Cole, que deixou apenas 3 patinadores dos Canes no gelo. Foi a oportunidade que Panarin teve para se redimir disparando da slot e fazendo seu primeiro gol desde o tento que selou a classificação novaiorquina frente ao Pittsburgh Penguins na rodada anterior.

Daí em diante, as disputas ficaram ainda mais ríspidas e a arbitragem teve trabalho para conter os ânimos. Assim, o placar acabou mantendo-se até o final.

Final: Carolina Hurricanes 2 @ 5 New York Rangers (série empatada 3-3)

O duelo que definirá o classificado às finais da conferência acontece nesta segunda-feira (30) em Raleigh.