Conteúdo

Chris Paul, o último armador clássico de elite

3 de novembro de 2021

(por Rafael Lima)
 

Chris Paul, armador do Phoenix Suns, anotou sua 10.346ª assistência na carreira, na vitória do seu time diante do New Orleans Pelicans, nesta terça-feira (2), por 112 a 100.

A marca superou as 10.345 assistências de Steve Nash, deixando CP3 em terceiro lugar na história da NBA, atrás de Jason Kidd (12.901) e John Stockton (15.806). 

O armador dos Suns é o último armador clássico de elite da NBA. Numa era em que os principais “PGs” são mais ecléticos, como Stephen Curry e Damian Lillard, exímios “shooters” ou Russell Westbrook, que gosta mais das infiltrações e do jogo físico, ou também Kyrie Irving, um driblador habilidoso que prefere o isolation. CP3 vai na contramão, pois atua como os clássicos da história da liga, já que faz o time jogar, envolve os companheiros, sabe decidir, mas não traz o foco ofensivo para o seu jogo.

Esse estilo de atuar colabora com a longevidade de Chris Paul, que com muita inteligência em quadra, segue em alta e quebrando recordes, na perseguição do tão sonhado anel. Porém, nem todos os craques encerram a carreira com um título da NBA no currículo, vide o líder de assistências da liga, John Stockton, mas, mesmo que não consiga alcançar essa conquista, CP3 sempre será lembrado como um dos grandes de sua época, talvez o último "armador raiz” de sucesso que a liga verá.