Conteúdo

Chiefs batem Steelers e aposentam Big Ben

17 de janeiro de 2022

(por Edmar Jardim)
 

O Pittsburgh Steelers enfrentou o Kansas City Chiefs, no Arrowhead Stadium, em Kansas City, pela rodada de wild card da NFL, e o que vimos na primeira etapa foi equilíbrio. 

Para começar, uma informação: o primeiro quarto terminou 0-0. "E daí?", vai dizer o leitor. E daí que a gente entender o porquê disso e suas consequências é primordial para desvendar o desenrolar da partida e seu resultado. 

Em 15 minutos vimos duas defesas trabalhando muito bem, enquanto os jogos terrestres não encaixaram. Esse foi o principal fator da ausência de pontos. Absolutamente ninguém avançava de forma significativa no campo, não havendo chance de pontuação. 

Aqui eu queria destacar a defesa dos Steelers. Visitantes. Jogando contra o atual vice-campeão. Contra um quarterback que dispensa comentários. E eu gosto da unidade defensiva de Pittsburgh. Não torço para eles, mas tenho admiração por esse setor. Os números na temporada ajudam a entender o meu entusiasmo. E eles são tão bons no que fazem que abriram o placar após a recuperação de um fumble em uma jogada maluca, já no segundo quarto. Watt. Um monstro, seja lá qual for o prefixo no nome e o parentesco. 

Pittsburgh, em vantagem, jogando bem na defesa, pressionando Mahomes. Conjuntura ruim o suficiente para acordar os Chiefs. A resposta não demorou, e o preocupante não foram os números, e sim a maneira como o explosivo ataque dos mandantes começou a funcionar. Inclusive o terrestre, desfalcado.

7. 14. 21. E a aposentadoria de ‘Big' Ben Roethlisberger parecia cada vez mais próxima. Mahomes-Kelce é a conexão chave que define o verdadeiro mapa do inferno para qualquer defesa. Inclusive aquela que estava detonando no quarto inicial, e que tem algum dos melhores ‘stats' da temporada regular. 

A utilização do tight-end pelo ataque de Kansas beira a perfeição. Lembra os áureos tempos de Brady-Gronk nos Patriots (mas pera, em 2022 isso ainda acontece, só que com outra camisa. Enfim...). 

Intervalo: Chiefs 21-7 Steelers. 

Enfrentar os Chiefs, em Kansas City, num jogo de playoffs atualmente, é uma missão altamente ingrata. A ponto de a ordem da posse de bola na volta do intervalo ser um fator preponderante. Foram 3 TDs seguidos no segundo quarto. E ao receber a bola no retorno dos vestiários, os Chiefs não perdoaram, com direito a passe pra um 'Offensive Lineman' no touchdown. 28-7. 

Não bastasse o fator numérico, psicologicamente, como virar um jogo desses? Pois é, o calouro Najee Harris também sentiu a pressão. Sofreu seu primeiro fumble na NFL. Recuperado pelos Chiefs. Touchdown no passe seguinte. Tyreek Hill. 35-7. 

Apesar das dificuldades e de todo o contexto, Big Ben é sem dúvidas um guerreiro. Encaixou o ataque no drive seguinte, múltiplos recebedores, jogo corrido contribuindo, touchdown de Diontae Johnson. 35-14. 

No derradeiro período, a cartada final em qualquer plano de reação. TD dos Chiefs. Kelce. Passando a bola ao invés de receber. 42-14.

A boa defesa dos Steelers não era mais capaz de oferecer a resistência do início. O desânimo já era evidente nos jogadores de Pittsburgh, e o choque de realidade bateu pesado nos visitantes. Se aproximava o final de uma era. A cada jogada, a angústia e a certeza de que o tempo é inexorável, e que levaria em definitivo, dali a poucos minutos, um símbolo. 

A essa altura, pontos já não tinham mais relevância. Exceto o derradeiro passe para TD de Roethlisberger, para James Washington, com uma bela recepção, que fica para a posteridade. 



 

Final: Pittsburgh Steelers 21-42 Kansas City Chiefs 
 

E assim termina a carreira de ‘Big' Ben Roethlisberger. Draftado em 2004, Dois Super Bowls no currículo, e com uma gloriosa história em uma das mais importantes franquias da Liga. A camisa 7 certamente não entrará mais em campo num uniforme dos Steelers. Estará nas arquibancadas do Heinz Field. Nas esquinas e nas ruas de Pittsburgh. E na memória e no coração do torcedor, como lembrança de anos que se foram. 

Ben entra para os anais da franquia, da liga, e da história do futebol americano, sendo um futuro 'Hall of Fame’. 

Os Steelers estão eliminados. Os Chiefs seguem nos playoffs, em busca de jogarem seu terceiro Super Bowl seguido, mas terão pela frente uma pedreira chamada Buffalo Bills.