Conteúdo

Cavs vencem Hornets em jogaço, Raptors e Celtics ‘on fire’, Jazz aumenta calvário dos Nets, TD de Doncic e mais; Saiba como foi a sexta (4) da NBA

5 de fevereiro de 2022

(por Rafael Lima)
 

A rodada de sexta-feira da NBA apresentou uma nova liderança no leste, um jogaço decidido nos detalhes, equipes consolidando a boa fase e outras aumentando seu sofrimento. Saiba como foram os jogos.
 

Bulls reassumem a liderança do Leste e jogos decididos nos detalhes

O Chicago Bulls se aproveitou da fragilidade do Indiana Pacers para dominar o jogo na maior parte do tempo. O valente time de Indianapolis chegou a tomar a liderança no terceiro quarto apostando em seu banco, principalmente com Duane Washington entrando muito bem. Porém, a equipe de Chicago passou a apostar mais no jogo de garrafão, Nikola Vucevic tomou as rédeas da partida e garantiu a retomada e vitória tranquila dos Bulls. Caris LeVert foi o cestinha da partida com 42 pontos e ainda contribuiu com 8 assistências, mas não conseguiu evitar a derrota dos Pacers. Pelos líderes do Leste, Vucevic (36pts e 17reb) e DeRozan (31pts e 7ast) foram os principais destaques.

O principal jogo da noite foi o duelo entre Cleveland Cavaliers e Charlotte Hornets. A partida na Carolina do Norte foi uma prova de fogo para os Cavs, que sofreram muito no primeiro tempo, mas foram para o intervalo na frente, graças aos iluminados Brandon Goodwin e Dean Wade, que anotaram duas cestas de 3 cada na reta final do segundo período. Cleveland melhorou no terceiro quarto e não dava indícios de que iria perder a liderança, chegando a abrir 17 pontos de frente. Porém, no último período, as bolas de 3 de Charlotte começaram a cair, principalmente de PJ Washington e Kelly Oubre Jr, deixando os anfitriões na dianteira com 46 segundos por jogar. Jarrett Allen converteu uma cesta simples, mas Cleveland ainda estava um ponto atrás, quando Terry Rozier perdeu uma bola de três pontos e anotou uma falta. Kevin Love acertou dois lances-livres, mas a chance de vitória era de Charlotte. Entretanto, Gordon Hayward arriscou um passe e Goodwin interceptou, roubando a bola e garantindo o suado triunfo dos Cavs. O cestinha da partida foi Jarrett Allen (29pts), dono do garrafão com 22 rebotes. Além dele, vale destacar o veterano Kevin Love (25pts e 9reb). O maior pontuador dos Hornets foi Terry Rozier (24pts).

Num compromisso entre duas equipes que estão muito mal das pernas, o Portland Trail Blazers, mesmo abrindo 10 pontos no segundo quarto, sucumbiu ao frágil Oklahoma City Thunder, que encaixou uma bela ‘run’ no quarto período e não perdeu mais a dianteira até o fim. Luguentz Dort foi o cestinha do confronto com 23 pontos. Mesmo com a derrota, o Portland segue na 10ª colocação no Oeste, classificado momentaneamente para o play-in.
 

Celtics e Raptors em alta e massacre no clássico texano

Depois de um início de temporada preocupante, o Boston Celtics finalmente vem se apresentando de forma consistente e agora já soma quatro triunfos consecutivos. Mesmo sem se apresentar de forma brilhante, a equipe celta foi muito bem na defesa para ser sobrana durante toda a partida, chegando a abrir 24 pontos de diferença para o fraquíssimo Detroit Pistons. Jayson Tatum foi o maior pontuador do jogo com 24 tentos.

Se os Celtics engataram a quarta, os Raptors venceram a quinta partida seguida. Depois de um início apático, tomando oito pontos de frente logo de casa, o time de Nick Nurse se acertou na defesa e passou a controlara as ações. Toronto chegou a abrir 18 pontos de vantagem no segundo período, mas o Atlanta Hawks equilibrou o duelo no terceiro período liderado pelo trio John Collins (23pts e 6reb), De’Andre Hunter (23pts) e Trae Young (22pts, 6reb e 13 ast). O confronto foi parelho até a reta final da terceira etapa, mas a partir daí os canadenses aplicaram uma ‘run’ e resolveram a situação. Pascal Siakam foi o cestinha da partida com 33 pontos e ainda contribuiu com 9 rebotes. Já Fred VanVleet anotou 26 tentos e cedeu 11 assistências.

Nada como um rival caindo pelas tabelas para levantar a moral de uma equipe que precisa retomar a confiança. O San Antonio Spurs, que está na briga pelo 10º lugar no Oeste, recebeu o fraquíssimo Houston Rockets. E, após um primeiro tempo parelho, os Spurs deslancharam e não sofreram mais até o fim. Keldon Johnson foi o cestinha do jogo com 28 pontos. Pelo lado dos foguetes, vale ressaltar o trabalho de Josh Christopher, que anotou 23 pontos.
 

Sinal amarelo e até vermelho para times na zona de playoffs

O Brooklyn Nets é o time mais frio do momento. A equipe de Nova Iorque viajou até Utah e foi completamente dominada pelo Jazz, que no final do terceiro período chegou a aplicar 34 pontos de vantagem. Apesar do bom time de Utah, a equipe de Salt Lake City está se recuperando de uma péssima fase, já que esta foi apenas a terceira vitória nos últimos 10 jogos. Sem Kevin Durant e James Harden, os Nets não conseguem competir e vem sendo presas fáceis para os adversários, não conseguindo defender e nem atacar. O duelo foi tão fácil, que o Jazz colocou reservas em quadra no último quarto. O cestinha da partida foi Cam Thomas (30pts), de Brooklyn, que se aproveitou dos reservas de Utah. Pelo Jazz, o maior pontuador foi Donovan Mitchell, com 27 tentos.

Se o sexto colocado do Leste está em queda livre, o time que ocupa a mesma posição no Oeste segue numa gangorra de emoções. O Denver Nuggets parece que quando está em um dia bom consegue rivalizar com qualquer equipe da liga, porém, se o jogo não encaixa, pode perder para franquias que estão lá em baixo na tabela. Estas subidas e quedas puderam ser comprovadas na partida diante do New Orleans Pelicans. Denver teve bons momentos ao longo do jogo, mas no quarto período não conseguiu liderar o duelo em nenhum momento. Com o psicológico abalado, os Nuggets sofreram demais na etapa final e perderam a chance de derrotar um adversário comprovadamente mais fraco. Apesar do revés e de turnovers bobos, Nikola Jokic flertou com o triplo-duplo, anotando 25 pontos, 12 rebotes e 9 assistências. Pelo lado vencedor, o destaque vai para o trio Herbert Jones (25pts), Brandon Ingram (23pts e 12ast) e Jaxson Hayes (22pts). 

O Philadelphia 76ers não está em queda livre, mas conheceu sua segunda derrota consecutiva. Os Sixers dominaram a maior parte do jogo diante dos Mavericks, em Dallas. Porém, errando mais que o normal no terceiro quarto, Philly permitiu a virada dos anfitriões, liderados por Luka Doncic. A etapa final chegou a ser equilibrada, mas com ajustes defensivos e Luka ‘on fire’, os Mavs não deram mais chances para os 76ers, garantindo mais uma vitória consistente na temporada. Doncic foi o principal jogador da noite, anotando mais um triplo-duplo na carreira com excelentes 33 pontos, 13 rebotes e 15 assistências. Do lado derrotado, Joel Embiid foi o destaque com 27 pontos e 13 rebotes.
 

Pontos principais da rodada

Cestinha: Caris LeVert com 42 pontos.

Melhor jogador: Luka Doncic (33pts, 13reb e 15ast).

Jogada decisiva: Interceptação de Brandon Goodwin em passe de Gordon Hayward. 

Melhor atuação coletiva: New Orleans Pelicans.

Melhor jogo: Cleveland Cavaliers x Charlotte Hornets.

Pegou o elevador: Cleveland Cavaliers, saindo do quinto para o terceiro lugar do Leste.

Sinal amarelo: Denver Nuggets e sua terceira derrota consecutiva, passando a ter a vaga direta nos playoffs ameaçada pelos Timberwolves.

Sinal vermelho: Brooklyn Nets, que sem Durant e Harden vem caindo pelas tabelas e agora soma 7 derrotas em sequência.

Sinal verde: Toronto Raptors e seu quinto triunfo seguido.

Menções honrosas: 

Jogador - Jarrett Allen e seus 29 pontos e 22 rebotes.

Time - Boston Celtics, que engatou a quarta vitória em sequência.
 
Confira todos os resultados 

Cleveland Cavaliers 102-101 Charlotte Hornets

Boston Celtics 102-93 Detroit Pistons

Chicago Bulls 122-115 Indiana Pacers

Atlanta Hawks 114-125 Toronto Raptors

Houston Rockets 106-131 San Antonio Spurs

Brooklyn Nets 102-125 Utah Jazz

New Orleans Pelicans 113-105 Denver Nuggets

Philadelphia 76ers 98-107 Dallas Mavericks

Oklahoma City Thunder 96-93 Portland Trail Blazers