Conteúdo

Cat Zingano processa atriz famosa por causar sua demissão do UFC; entenda

17 de agosto de 2021

(por Leandro Chagas)

Ex-desafiante ao cinturão peso-galo do UFC, a lutadora Cat Zingano está processando Halle Berry por causar sua demissão da organização de MMA, alegando que a atriz de Hollywood mentiu sobre um papel em um filme. Atualmente no Bellator, a atleta de 39 anos declarou que foi convidada por Halle para participar do longa "Bruised", estrelado e dirigido pela atriz, e que uma das condições era manter a agenda livre para as gravações, o que incluía não lutar pelo Ultimate.

A história confusa foi divulgada pelo site estadunidense "TMZ", que teve acesso ao processo. Segundo as informações obtidas pelo portal, Zingano teria recebido uma proposta para um combate importante que coincidiu com a data das filmagens, sendo aconselhada a priorizar as gravações do filme. Ao seguir a orientação, a lutadora acabou sendo cortada pelo UFC. 

Contudo, após ser demitida pela organização, Cat também teria sido dispensada por Halle Berry do filme, que justificou que só lutadores do Ultimate poderiam atuar no longa. Desde então, a atriz teria cortado relações com Zingano, o que agravou a situação, fazendo com que a atleta acionasse a justiça, processando Berry por danos a sua carreira. 

No começo de agosto, Halle Berry anunciou que depois de três anos de produção, Bruised será lançado globalmente no dia 24 de novembro pela Netflix. O longa, que conta a história de uma lutadora de MMA, será estrelado por ela, que venceu o Oscar de melhor atriz em 2002, e que está fazendo a sua estreia como diretora. Para se preparar para o papel, Halle contou com a ajuda da brasileira Cris Cyborg, campeã peso-pena do Bellator.