Conteúdo

Bucks corrigem erros e, com pontaria calibrada, atropelam Hawks e igualam série

26 de junho de 2021

(por Diego Dias)

As lições do jogo de abertura da série parecem ter sido aprendidas pelo Milwaukee Bucks. Com boa artilharia de perímetro e pontaria certeira do garrafão, além de mostrar superioridade defensiva, a equipe não deu chances ao Atlanta Hawks e deixam a série em 1-1, evitando uma situação adversa.

Giannis Antetokounmpo liderou Milwaukee em pontos com seus 25, e somou 9 rebotes, 6 assistências e 2 roubos de bola. Jrue Holiday dividiu o protagonismo anotando outros 22 e teve 7 assistências. Brook Lopez (16 pontos e 3 roubos) e Kris Middleton (15 pontos, 7 rebotes e 8 assistências beirando um triple-double) foram outros importantes.

Já Atlanta teve problemas para capitalizar as chances e Trae Young liderou a equipe em pontos com apenas 15, enquanto Cam Reddish e Danilo Gallinari saíram do banco para anotarem 11 e 12 pontos, respectivamente. John Collins esteve perto dos duplos com 11 pontos e 8 rebotes.

Se no jogo 1 os Bucks tiveram problemas nos chutes de longa distância, a lição parece ter sido aprendida. Foram 7 cestas convertidas do perímetro contra apenas três dos Hawks, o que permitiu à equipe se manter na liderança do placar. Atlanta ainda tentou encostar após cesta de três pontos de Kevin Huerter e na sequência duas infiltrações de Young, que deixaram a diferença em apenas seis pontos (18x12). Mas, Milwaukee contou com cestas do perímetro de Bobby Portis e Holiday em respostas às convertidas de Gallinari de longe e da linha de lance livre, e o placar acabou 34x28 para os Bucks ao fim do quarto inicial.

Os Hawks passaram a abusar dos desperdícios de bola no quarto seguinte. A equipe se dividia entre os arremessos perdidos por Gallinari em dois ataques consecutivos e os turnovers de Huerter e Clint Capela, enquanto os Bucks fizeram o inverso em cestas tanto de longe por Pat Connaughton como as bandejas de Giannis e o gancho de Portis. Dessa forma, não seria de se espantar a diferença subir cada vez mais e passar dos 20 pontos depois de bandeja de Jrue. A presença de Milwaukee nos rebotes também foi fundamental para a construção do resultado da primeira metade de jogo, bem como o bom posicionamento defensivo para conter os então letais pick-and-roll entre Trae e Capela. Nos minutos finais, 7 pontos de Holiday deixaram o placar ainda mais dilatado (77x45) ao término de 24 minutos.

Na volta para a metade final, a intensidade ofensiva de Milwaukee e a artilharia de perímetro se mantiveram. O domínio de Milwaukee era notável em cada quesito da partida. Uma cesta da zona morta de Collins e outra do corner de Bogdan Bogdanovic foram as ilhas ofensivas dos Hawks, que permitiram uma cesta de perímetro de Middleton e de Antetokounmpo no fadeaway (um dos vários do grego na noite) colocar 99x59 no placar.

No último quarto os reservas deram as caras. Cam Reddish, que ainda busca ritmo de jogo depois de longo tempo afastado por lesão, e Onyeka Okongwu, até mostraram serviço. Mas os bancários dos Bucks também apareceram, especialmente Mamadi Diakité com uma bela cesta de longa distância e Elijah Bryant se sobressaindo nos rebotes em ambos os lados da quadra. Dessa forma, o placar se manteve na casa dos 40 até os minutos derradeiros antes de Kris Dunn com um toco em (Thanasis) Antetokounmpo e em seguida dois lances livres convertidos "diminuir" para 33 (120x87). Mas as atenções das duas equipes já estavam no próximo encontro.

Final: Atlanta Hawks 91 @ 125 Milwaukee Bucks

Com a série indo pra sua casa, na State Farm Arena, Atlanta busca assimilar o duro revés sofrido e retomar a vantagem enquanto Milwaukee espera ganhar moral. O duelo acontece na noite do próximo domingo (27).