Conteúdo

Bruno Fernandes, Cavani e Pogba brilham no teatro dos sonhos, e Manchester United se aproxima de mais uma final

29 de abril de 2021

(por Felipe Tostes)
 

Após eliminarem Granada e Ajax, o Manchester United e a Roma se encontram para o duelo de semifinal da UEFA Europa League. Os red devils vem de um jogo fraco que acabou em empate diante do Leeds, que praticamente tirou a chance de título na Premier League para a equipe se Solskjaer. Pelo lado do "I Giallorossi", o confronto se tornou ainda mais importante, já que os italianos acumulam duas derrotas em seus três últimos jogos no campeonato nacional, amargando uma indigesta sétima colocação.
 

Manchester United tem a bola, mas Roma surpreende

A partida, no Old Trafford, começou com extrema dificuldade para o time da Roma. Primeiro com Veretout sentindo uma lesão aos 5 minutos e precisando ser substituído por Gonzalo Villar. E, logo na sequência, o Manchester United abriu o placar, em linda jogada de Paul Pogba, o francês se livrou de três marcadores e passou a bola para Cavani, o atacante só completou a triangulação deixando Bruno Fernandes na cara gol, o talentoso gajo só teve o trabalho de dar um toque para o fundo da rede após a saída do goleiro.

Os italianos conseguiram uma pronta e rápida recuperação, em uma jogada de linha de fundo, pelo setor direito, Karsdorp levantou a bola na área e Pogba cortou com a mão, pênalti assinalado para a Roma. Pellegrini foi para cobrança e, com um chute forte, no lado direito goleiro, converteu, sem nenhuma chance de defesa para De Gea.

O Manchester United manteve uma boa vantagem na posse da bola, o que já era esperado sabendo que a Roma joga com três zagueiros e deixa o adversário controlar as ações. Tentando quebrar as fortes linhas italianas, os “devils" criaram uma ou outra boa oportunidade ofensiva, a melhor em um bom chute de fora da área de Pogba, que obrigou Pau Lopez fazer uma boa defesa, só que neste movimento, o arqueiro espanhol sentiu uma dor no ombro e acabou tendo que ser substituído, Mirante veio para o seu lugar.

Novamente a Roma conseguiu uma boa saída pelo lado de campo, desta vez pelo seu setor esquerdo com Spinazzola, o ala começou a trama e passou para Mkhitaryan, o ex-United fez a infiltração com a passagem para Pellegrini e o italiano só rolou para Dzeko, que entrava pela pequena área, o centroavante bósnio só empurrou a bola no sentido do gol, virando o placar para os romanistas.

Se Paulo Fonseca, treinador da Roma, estava feliz com o resultado até então, ele por outro lado estava preocupado com as questões médicas. Ainda no primeiro tempo, o técnico português teve que fazer sua terceira troca por lesão, desta vez saiu Spinazzola para a entrada de Bruno Peres.

Intervalo de jogo: Manchester United 1x2 Roma.
 

Segundo tempo dos sonhos para os anfitriões em Old Trafford

A segunda etapa da partida, começou com o United aproveitando um raro momento de pegar a defesa italiana bagunçada, em um contra-ataque rápido, Pogba foi preciso em um lançamento longo para Cavani, o uruguaio tabelou com Bruno Fernandes e saiu na cara do gol, finalizando com extrema felicidade no ângulo direito para marcar e empatar o placar na terra da rainha.

Os comandados de Solskjær cresceram na partida e começaram a encontrar espaços com maior facilidade. Bruno Fernandes continuou aparecendo bem na partida, e em um destes momentos, o português conseguiu encontrar um bom passe para Pogba livre na área, o francês bateu cruzado e o goleiro Mirante espalmou a bola na pequena área, Cavani apareceu na hora com seu grande faro de gol e estufou a rede, virando o jogo a favor do United.

O Manchester continuou com um ritmo avassalador e cercando a Roma. Em uma jogada pelo lado direito, Rashford (tímido na partida) chegou ao fundo e tocou para trás na direção de Cavani, o centroavante tentou de letra e acabou recebendo um toque de Smalling, o árbitro, Carlos Del Cerro, assinalou o pênalti (contestável). Após a confirmação do VAR, Bruno Fernandes foi para a cobrança e bateu firme para marcar o quarto gol dos ingleses na partida.

O jogo acabou virando um passeio, a Roma se perdeu na partida, e o United aproveitou de vez. Em jogada de escanteio, a bola foi rolada para Bruno Fernandes (melhor em campo), o meia levantou com perfeição e encontrou Pogba livre, que cabeceou para marcar o seu gol e também contemplar a sua boa atuação.

E os diabos vermelhos não pararam por aí, parecia que os italianos jogavam com um jogador a menos. Desta vez, Cavani saiu da área e foi até o meio-campo buscar jogo, o atacante conseguiu um lindo lançamento, invertendo o jogo até o lado direito com Greenwood, o jovem inglês, totalmente livre, só teve o trabalho de dominar a bola e bater na saída de Mirante para aumentar o marcador.

A Roma até teve uma boa jogada criada e finalizada em uma cabeçada de Edin Dzeko,  defendida por De Gea, mas acabou sendo pouco e passou despercebida pelo avassalador segundo tempo do Manchester United, que acabou ganhando a partida e dando um grande passo em direção a final na Polônia.
 

Fim de jogo: Manchester United 6x2 Roma
 

O Manchester United confirma o favoritismo e ganha a primeira partida em seus domínios. Um amplo placar que de certa forma não era esperado, mas que agora acaba gerando uma tranquilidade para a equipe de Solskjær no jogo da volta. O time contou com as grandes atuações de Bruno Fernandes, Cavani e Pogba para construir o resultado, e não podemos deixar de registrar esse feito do trio. Agora virando a chave para a Premier League, os red devils terão dificuldades pela frente, clássico diante do Liverpool, em casa, no próximo domingo (2).

Já a Roma, que pleiteou em algum momento a vitória, acaba derrotada, de certa forma até que vexatória. Os italianos praticamente se despediram hoje da competição e, certamente, reclamarão do pênalti assinalado pelo juiz, mas também não podem esquecer das fracas atuações de Bruno Peres e Gonzalo Villar. Agora, os italianos voltam a atenção para "Serie A", e tentam o improvável em seus últimos cinco jogos, uma vaga na Champions League, essa missão começa no domingo, contra a Sampdoria, fora de casa, no estádio Luigi Ferraris.