Conteúdo

Brady joga bem, Buccaneers vencem Washington e avançam de fase

10 de janeiro de 2021

(por Mattheus Prudente)

Pela fase de Wild Card dos playoffs da NFL, o Tampa Bay Buccaneers venceu o Washington Football Team, no FedEx Field, em Washington, se classificando para o playoff divisional. O destaque da partida, no entanto, foi o quarterback de Washington, Taylor Heinicke, que fez uma ótima partida em seu primeiro jogo como titular na pós-temporada da NFL e o segundo no geral, mas não conseguiu comandar a campanha da vitória no final. Do outro lado, Tom Brady foi muito bem, lançando para quase 400 jardas e dois touchdowns. Os Buccs esperam para saber se enfrentam o New Orleans Saints ou Los Angeles Rams na próxima fase. 

O começo da partida foi um pouco difícil para Washington, que não conseguiu parar Brady em sua primeira campanha, principalmente com o ritmo que ele achou facilmente nos seus passes. Mesmo assim, os Buccs saíram apenas com um field goal. O time da casa mais uma vez falhou, só que, dessa vez, no ataque, quando Heinicke acabou sendo interceptado por Sean Murphy-Bunting, forçando o primeiro turnover do jogo.

Os Buccaneers não desperdiçaram a chance, e, mais uma vez com Brady consistente, dessa vez levaram a bola até a end zone, num belo passe do camisa 12 para Antonio Brown marcar o touchdown. O ataque de Washington finalmente conseguiu encontrar o seu ritmo no drive seguinte, principalmente com Heinicke se sentindo cada vez mais confortável na partida, o que possibilitou um TD de J.D. McKissic, que diminuiu a vantagem de Tampa.

Mais uma vez, a experiência de Brady nos playoffs pesou, e ele começou a trabalhar muito bem o meio de campo, raramente arriscando passes mais longos no jogo. Isso funcionou com maestria, e os Buccs chegaram a mais um touchdown dessa vez com um passe de Tom para Chris Godwin, que ganhou de Ronald Darby e entrou na end zone. Daí em diante, o que se viu foram duas defesas muito fortes, mas Ryan Succop bateu mais um field goal para levar a partida para o intervalo em 18 a 7 para Tampa.

O jogo mudou completamente no segundo tempo, e Washington começou a ter muitas campanhas boas no ataque, com a primeira delas saindo apenas com um field goal graças a péssimos drops de passes dos recebedores da equipe da casa. Pouco depois, foi a vez do time da capital forçar o seu turnover, quando Da’Ron Payne conseguiu forçar um fumble em cima de Ke’Shawn Vaughn, recuperando a bola para DC.

Já totalmente confortável na partida, Heinicke mais uma vez mostrou o que pode fazer, comandando uma campanha incrível que terminou com uma jogada mais incrível ainda, com o quarterback voando até a end zone para marcar o touchdown que fez Washington encostar no placar. Os Buccs deram uma resposta rápida, mas não definitiva, saindo, mais uma vez, com um field goal do jogo.

Heinicke tinha a chance de virar a partida no drive seguinte, mas a pressão muito pesada dos Buccaneers incomodou o quarterback, que acabou se machucando e não conseguindo avançar no campo. A bola voltou para Brady, e ele não perdoou, comandando uma campanha muito segura castigando o meio do campo, e conquistando o touchdown com uma corrida curta de Leonard Fournette, deixando a vantagem em duas posses de bola.

Com pouco menos de oito minutos no relógio, Washington precisava de um touchdown para conseguir voltar para o jogo, e eles se aproveitaram da falta de agressividade da defesa dos Buccaneers para trabalhar o meio de campo muito bem, e eles chegaram na end zone com um passe muito bom de Heinicke para Steven Sims, deixando o jogo em uma posse de bola novamente.

O ataque dos Buccaneers voltou para o campo tentando gastar o máximo de relógio que pudessem, conseguindo fazer isso e mais um field goal que deixou as coisas mais complicadas para Washington. Com pouco menos de três minutos no relógio, Heinicke mais uma vez sofreu com a pressão, e acabou não conseguindo fazer nada, sofrendo um turnover on downs que finalizou o jogo.
 

FT: Washington Football Team 23-31 Tampa Bay Buccaneers