Conteúdo

Bobby Bonilla Day: o jogador que não atua há quase 20 anos, mas recebe um salário milionário

1 de julho de 2020
19h 51

(por Leonardo Costa)

 
Bobby Bonilla iniciou sua carreira na MLB em 1986, participou de seis Alll-Star Games e jogou, dentre outras franquias, pelo New York Mets. Até aí mais uma das tantas carreiras de um jogador de beisebol, a não ser por um fato inusitado: segue recebendo um salário milionário até 2035.
 
Tudo aconteceu devido um acordo de dispensa assinado pelo seu representante, Dennis Gilbert, e o dono dos Mets, Fred Wilpon, que por sua vez foi uma das milhares de vítimas dos roubos de Bernie Madoff.
 
Hoje, com 57 anos, Bonilla se aposentou da MLB em 2001, e desde então recebe um salário anual de US$ 1.193.248,00 dos Mets, fruto do acordo entre seu agente e a franquia. Os Mets deviam US$ 5,9 milhões a Bonilla quando o dispensaram em 1999, e aceitaram pagar como rescisão dividir esse montante até 2035, com uma taxa de juros de 8% ao ano.
 
Ou seja, todo dia 1º de julho até 2035, quando Bonilla estará com 72 anos, os Mets depositarão essa quantia milionária nas contas do ex-jogador. Por isso, no dia de hoje, se comemora o Bobby Bonilla Day, uma festividade sarcástica daquele que pode ser um dos piores acordos da história do esporte.
 
A título de comparação, Bonilla recebe anualmente mais do que Pete Alonso, 1B dos Mets e atual novato do ano da Liga Nacional. Até mesmo Patrick Mahomes, QB dos Chiefs e um dos principais jogadores da NFL na atualidade, recebe menos que o ex-jogador.