Conteúdo

Blazers surpreendendo Nets, Sixers engatando a sétima, Celtics vencendo OT e muito mais da segunda-feira de NBA

11 de janeiro de 2022

(Por Jefferson Castanheira)

Brooklyn caiu nas "nets" de Portland

O Brooklyn Nets foi surpreendido pelo Blazers de Anfernee Simons, em vista que o armador segue sendo o principal jogador de Portland durante a ausência de CJ McCollum e Damian Lillard.

Com 23 pontos anotados e 11 assistências, além de um ótimo desempenho ofensivo congelando o perímetro adversário, Simons liderou o Blazers pela vitória contra um Nets que segue sem James Harden, mas que contou com Kyrie Irving em quadra na derrota sofrida. O apagão que a equipe de Brooklyn sofreu no terceiro quarto foi crucial pra reação e estabelecer uma imposição de Portland em cima dos rivais.

Os titulares da noite pelo time dono da casa - em vista que a partida foi em Portland - foram cruciais em desempenho já que todos jogaram em média 34 minutos na partida, com Ben McLemore e Robert Covington sendo muito providenciais em quadra. Pelos Nets, restou tentar esfriar os ânimos de um time dos Blazers muito arredio e sorrateiro nos minutos finais em que o time vitorioso segurou muito bem Kevin Durant (cestinha da partida com 28 pontos e 10 rebotes) e Kyrie Irving (22 pontos), estabelecendo a vitória e conquistando-a de modo surpreendente.

Final: Brooklyn Nets 108-114 Portland Trail Blazers


Philly Special!

O 76ers conquistaram a sua sétima vitória seguida na noite dessa segunda-feira (10), dessa vez batendo o Houston Rockets de modo tranquilo. Liderando a partida praticamente toda, os Sixers não tiveram dificuldade graças á boa atuação de sua maior estrela, Joel Embiid, que ajudou a construir a maior vantagem que teve dos Rockets (27 pontos) com seus 31 anotados com 8 rebotes. O garrafão foi crucial pra vitória que teve até double-double de Andre Drummond com 13 pontos e 10 rebotes. Os Rockets tiveram um desempenho ofensivo fraco (com 39% de FG convertido) e Jalen Green anotando somente 14 pontos sendo o cestinha de Houston.

Final: Philadelphia 76ers 111 x 91 Houston Rockets

RJ Barrett se sagrando o melhor jogador de Duke

Da mesma classe que Zion Williamson, RJ Barrett, que também veio de Duke, vem sendo um dos melhores jogadores daquela classe, demonstrando um crescimento exponencial defensivamente como ativo ofensivo. Liderando os Knicks mais uma vez pela vitória após seu Game-Winner mágico alguns dias atrás, RJ anotou 31 pontos, sendo 14 deles somente no último quarto. Evan Fournier também ajudou com 18 pontos. Os Spurs sucumbiram diante do NYK tendo Dejounte Murray (24pts) como melhor jogador na partida.


Final: San Antonio Spurs 96 x 111 New York Knicks

E os Kings, hein?

Os reis de Sacramento seguem sem qualquer chance de ter um trono na NBA, dessa vez perdendo para o Cavaliers nos minutos finais e acumulando a quinta derrota seguida.

Cleveland liderou quase toda a partida. Digo quase, pois, nos segundos finais, o time dos Kings finalmente acordou e resolveu tentar pegar sua coroa de volta, mas os ávidos cavaleiros do reino do basquete frustraram os planos monárquicos, com bela partida de Jarrett Allen (18pts, 17rbs) e jogo coletivo. Tyrese Haliburton anotou 21 pontos e viu mais uma vez os Kings serem destronados sem ao menos terem um trono, sem ter o que fazer pra ajudar mais sua equipe.

Final: Cleveland Cavaliers 109 x 108 Sacramento Kings


Celtics carregados nos ombros de Tatum e Brown

O Indiana Pacers fez de tudo,inclusive levar o jogo para a prorrogação, para evitar uma vitória celta no embate dessa segunda-feira.

Apesar de boa partida dos Pacers, a equipe somente foi melhor quando Torrey Craig ligou o turbo nos últimos 12 minutos da partida, anotando 10 pontos e ainda infernizando defensivamente.

O que não foi esperado pelos Pacers foi ver que os Celtics estavam sempre na cola e controlando a partida, principalmente devido performances de Jayson Tatum (24pts, 12rbs) e Jaylen Brown espetacular (26pts, 15 rbs), carregando o time com tudo o que tinham. Robert Williams III fechou a porta no garrafão e deixou três tocos na partida, todos providenciais e importantes. Na prorrogação, performance de elite da dupla Brown - Tatum silenciando Indianapolis de vez, conquistando a vitória. 

Final OT: Indiana Pacers 98 x 101 Boston Celtics


Motores de Detroit ligados!

Vitória exemplar dos Pistons com desempenho fenomenal de Saddiq Bey (29pts) e Cade Cunningham (29pts - 8ast), enquanto o desempenho patético de Hassan Whiteside defensivamente (apesar dos bons numeros de ataque), fizeram os torcedores do Jazz ficarem bem bravos. Whiteside foi uma avenida pro adversário diversas vezes, já que Utah não pôde contar com Rudy Gobert. Esse buraco fez o jogo de Detroit fluir melhor e ser melhor ofensivamente e defensivamente. 


Final: Utah Jazz 116 x 126 Detroit Pistons

Atuais campeões? Quem?

Não teve papo para o Milwaukee Bucks, que mesmo com Giannis Antetokounmpo e khris Middletton em quadra, viram o Charlotte Hornets jogar com tudo o que tinham e surpreender os atuais campeões da NBA.

Middletton anotou 27 pontos, cedeu 11 assistências e converteu mais de 50% dos arremessos. O mesmo vale pra Giannis, só que com 26 pontos, 13 rebotes e 8 assistências cedidas.

Olhando pra esse cenário, parece que os Bucks passariam tranquilos por Charlotte, mas, comandados por Terry Rozier (27pts) e LaMelo Ball (23pts) e utilizando somente 8 jogadores em quadra com todos muito enérgicos, faltou volume pra Milwaukee baterem os donos da casa, que construíram boa parte da vitória no terceiro quarto, vencendo-o por 36 a 26. Segurando as reações dos Bucks, os Hornets saíram com a vitória de modo que chocou até mesmo a torcida em casa.

Final: Milwaukee Bucks 99 x 103 Charlotte Hornets

Destaques do Dia

Cestinha: Joel Embiid - 31 pontos.

Melhor jogador: RJ Barrett

Melhor atuação coletiva: Detroit Pistons

Pegou o elevador: Philadelphia 76ers

Sinal amarelo: Utah Jazz

Sinal vermelho: Sacramento Kings

Sinal verde: Boston Celtics e Philadelphia 76ers