Conteúdo

Bengals surpreendentes, massacre dos Patriots, Titans humilham Chiefs e mais; confira como foram os jogos do primeiro horário deste domingo

24 de outubro de 2021

(por Rafael Lima, Raquel Amaral e Rodrigo Mota)
 

Confira como foram os jogos do início deste tarde pela semana 7 da NFL.
 

Em dia mágico de Burrow, Bengals vencem Ravens e assumem a ponta da AFC Norte

O Baltimore Ravens recebeu seu rival de divisão Cincinnati Bengals e acabou surpreendido pela equipe adversária. O primeiro tempo acabou ficando um pouco amarrado, com as defesas aparecendo bem no confronto. Os Bengals abriram o placar com chute de 52 jardas de McPherson. No início do segundo quarto, Justin Tucker respondeu também conectando um chute e empatando o jogo 3x3. 

Os Bengals voltaram a mexer no placar, quando Burrow encontrou seu tight end sensação Uzomah, que marcou em conexão longa, 10x3 após o chute. Baltimore ainda conseguiu empatar o placar antes do intervalo, com Devonta Freeman marcando em drive bem conduzido por Lamar Jackson, 10x10. Ainda houve tempo para Cincinnati se colocar novamente a frente, em mais um chute de McPherson desta vez para 30 jardas, 13x10 no placar do intervalo. 

No segundo tempo do jogo conseguimos ver mais os ataques no embate. Logo na primeira posse, os anfitriões marcaram com Marquise Brown em conexão de 39 jardas, 17x13. 

Os visitantes deram a resposta, novamente com Uzomah que apareceu bem para recolocar os Bengals na frente, 20x17. Ainda no terceiro quarto, Ja’marr Chase apareceu novamente para anotar touchdown de 82 jardas ampliando a vantagem, 27x17. Em mais uma campanha que parecia boa para Cincinnati, na primeira jogada do quarto período, Burrow se livrou da bola

rapidamente, mas acabou encontrando as mãos de Marlon Humphrey, que interceptou a bola na endzone. Porém, mesmo com o momento a favor de Baltimore, a equipe da casa continuou com sua dificuldade para vencer a defesa dos Bengals, já sob pressão, Jackson e o ataque arriscaram uma conversão de quarta descida, que acabou sem sucesso, e a equipe mais uma vez devolveu a bola para Burrow e cia. 

Aproveitando a boa posição de campo, mais uma vez o camisa 9 não perdoou e fez mais um bom drive que acabou no touchdown de Joe Mixon, 34x17. 

Já no modo desespero, Jackson fez mais uma campanha sem sal e devolveu mais uma vez a bola em downs para Cincinnati. Novamente os Bengals aproveitaram a condição, e Perine colocou a cereja no bolo em corrida de 46 jardas para ampliar e selar a vitória diante do rival de divisão.

Final: Cincinnati Bengals 41-17 Baltimore Ravens
 

Massacre de New England! Com atuação dominante, Patriots fazem maior pontuação da liga na temporada em vitória diante dos Jets

O New England Patriots recebeu o freguês New York Jets, em Foxborough, e deu um verdadeiro show. Rapidamente o time abriu 17 a 0 com ótima atuação de Damien Harris e TD “engraçadinho” em passe de Kendrick Bourne para Nelson Agholor. 

Numa boa campanha dos Jets, Zach Wilson acabou lesionado em jogada com Matt Judon. Mike White entrou e deu o passe para o touchdown de Corey Davis. Porém, o jogo seguiu pendendo aos Patriots, com Mac Jones muito seguro, dando um passe lindo para Hunter Henry. 

A partir daí, defesa dos Pats entrou em ação, produzindo duas interceptações e um fumble, enquanto o ataque deu conta do recado, pontuando em abundância, inclusive com a entrada de Brian Hoyer e reservas, para aplicar um tremendo massacre no rival. 

Mac Jones lançou para 307 jardas e dois touchdowns e Damien Harris correu para 106 jardas e dois TDs, sendo os grandes destaques de New England. Na defesa, em meio a grandes atuações, vale destacar Kyle Dugger, que efetuou seis tackles e uma interceptação.

Final: New York Jets 13-54 New England Patriots
 

Em jogaço, Falcons vencem Dolphins com field goal decisivo de Koo

Atlanta Falcons e Miami Dolphins fizeram um jogaço cheio de alternativas. A equipe da Flórida começou melhor, Tua Tagovailoa voltou muito bem e logo na primeira campanha conduziu seu time ao touchdown. Miami estava muito bem até ter um field goal bloqueado. 

A partir daí a maré virou. Os Falcons melhoraram em todas as áreas do jogo, conseguindo 17 pontos seguidos com dois TDs e um FG, e ainda impondo uma interceptação a Tua, efetuada por Jaylinn Hawkins. 

Apesar de ter sido interceptado, o quarterback dos Dolphins estava em uma ótima tarde, conduzindo uma boa campanha, finalizada com um TD de Gesicki, recolocando Miami no jogo. 

Os times foram ao quarto período com o placar favorável a Atlanta em 20 a 14, mas aí começou o festival de turnovers, Ryan e Tagovailoa foram interceptados de maneira displicente, principalmente o QB dos Dolphins, mantendo o placar inalterado. Mas, na sequência, ambos conduziram seus times a um TD, mantendo a partida quente. 

Porém, depois disso, a torcida dos Falcons gelou, pois Matt Ryan sofreu fumble gerado por Emmanuel Ogbah, recuperado por Nik Needham. Na sequência, Tua Tagovailoa, foi muito bem na condução do drive que finalizou com um TD de Mack Hollins, deixando os Dolphins um ponto na frente após o extra point. 

Apesar disso, Ryan e os Falcons tinham pouco mais de dois minutos para chegarem na área de field goal, já que o kicker Younghoe Koo é bastante confiável, e foi dos pés dele que saiu o chute da suada vitória de Atlanta.

Final: Atlanta Falcons 30-28 Miami Dolphins
 

Sem muitas surpresas, Green Bay vence Washington em jogo turbulento

O Washington Football Team fez uma visita ao Green Bay Packers no Lambeau Field e, embora o placar engane, a vitória dos cabeças de queijo não foi tão fácil assim. O jogo começou bem para os donos da casa, logo na primeira posse Rodgers encontrou seu alvo favorito, Davante Adams, para anotar a primeira pontuação com direito a conversão de quarta descida, 7x0. 

Washington deu a resposta de imediato, a equipe empatou a partida em conexão longa de Heinicke para McLaurin, 7x7. 

Já no segundo quarto, as defesas assumiram o controle, contendo os ataques no início do período. Na melhor campanha do quarto, Green Bay chegou a distância de field goal, mas acabou tendo o chute bloqueado. 

Washington também fez uma boa campanha, mas acabou devolvendo a bola aos anfitriões após tentativa de quarta descida sem sucesso. Rodgers então deu a resposta, produzindo

mais um bom drive que acabou nas mãos de Adam Lazard para marcar, 14x7 após o chute.

Na volta do intervalo, os Packers novamente marcaram em sua primeira posse desta vez com o tight end Robert Tonyan ampliando o placar, 21x7. Os visitantes chegaram a incomodar ainda no terceiro quarto, primeiro em boa campanha que chegou na linha de uma jarda, mas em tentativa de “sneak”, Heinicke não alcançou o plano de gol. Logo na sequência, Washington mais uma vez parecia estar em bom momento, mas num drive que

teve dois fumbles recuperados pelo ataque, a equipe novamente foi tentar a conversão de quarta descida já dentro da linha de 5 jardas, mas mais uma vez foi detida pela defesa de Green Bay, que fez bom trabalho na redzone. Já no período final da partida, a equipe da casa anotou mais um field goal para aumentar sua vantagem, 24x7. 

Heinicke voltou com sua unidade ao ataque, e mais uma vez marchou para a redzone, porém, mais uma vez os visitantes não conseguiram aproveitar a sua viagem em campanha que acabou em interceptação. Embora Rodgers entrou em campo buscando queimar relógio, a equipe de Washington ainda conseguiu voltar ao gramado e anotou field goal para descontar, 24x10, mas não acabou evitando a derrota.

Final: Washington Football Team 10-24 Green Bay Packers
 

Titans não dão chance para Mahomes e os Chiefs

Os Chiefs estão em um ano atípico, com um recorde de 3-3, estando em 3º lugar na AFC Oeste antes do jogo, enquanto os Titans vinham na liderança na AFC Sul, com 4-2 antes do jogo.

Como os Chiefs têm Mahomes e vinham de uma tabela dura, as derrotas da temporada estavam sendo relativizadas, e eles ainda ostentavam um favoritismo na partida de hoje. Mas, na prática, não foi bem assim.

Os Titans, desde o início, mostraram domínio do jogo. E, logo no primeiro quarto, abriram 14 pontos.

O primeiro touchdown foi com um passe de Derrick Henry para Pruitt. Você não leu errado. Próximo à área, Henry recebe e lança para cinco jardas, abrindo o placar.

Ainda no 1º quarto, os Titans abusaram das big plays e conseguiram ampliar sua vantagem em um lançamento de Tannehill para A.J. Brown.

No 2º quarto, foram mais 13 pontos, dois field goals e um touchdown de Tannehill, resolvendo com as pernas e fazendo o scramble.

Se os Titans deslancharam nesse quarto, os Chiefs, por sua vez, não conseguiram produzir e Mahomes ainda foi interceptado.

No retorno do intervalo, a equipe de Kansas City finalmente conseguiu pontuar, mas unicamente com um field goal.

O ataque dos Titans não produziu na 2ª metade do jogo mas, por outro lado, a defesa, que sempre é uma incógnita, não deu chances para o adversário e a linha do time de Kansas City não soube proteger Mahomes, que sofreu muito e saiu antes da partida.

Basicamente, os Titans souberam fazer uma partida inteligente, Mike Vrabel mostrou versatilidade para tirar o melhor do time e trabalhar de forma eficiente. Pelo lado dos Chiefs, claramente o time precisa de ajuste com urgência, em vários setores, inclusive na proteção à Mahomes.

Final: Kansas City Chiefs 3-27 Tennesse Titans
 

Giants engolem Panthers em jogo morno

O jogo começou absurdamente morno. O placar da primeira metade encerrou-se em 5 a 3 para os Giants.

No 1º quarto, os Panthers abriram com um field goal, mas logo depois, sofreram um safety. Os Giants conseguiram pontuar no 2º quarto, também com um field goal de 49 jardas.

Basicamente, o ataque dos Panthers esqueceu de entrar em campo no resto da partida. Enquanto isso, os Giants, no 3º quarto, finalmente conseguiram chegar à endzone em um longo drive de mais de seis minutos, que terminou em um passe curto de Jones para Pettis.

Gano, o kicker dos Giants, trabalhou bem na partida, tendo convertido um field goal de 53 jardas e outro de 44.

Após o último field goal dos Giants, Carolina teve um drive desastroso que resultou em seis jardas. Na sequência, o time de Nova York retomou a posse e, em 6 segundos, conseguiu touchdown com Devonte Booker correndo 19 jardas.

Com isso, os Giants conseguem sua 2ª vitória na temporada (2-5), enquanto os Panthers passam a cumular um recorde negativo (3-4).

Final: Carolina Panthers 3-25 New York Giants