Conteúdo

Bears viram no fim e vencem Lions na estreia

13 de setembro de 2020

(por Edmar Jardim)

Detroit Lions e Chicago Bears se enfrentaram no Ford Field, em Detroit, pela semana 1 da NFL.

Eu adoraria ter muito a comentar sobre a partida e os times, mas, nos dois primeiros quartos os destaques sequer existiriam, não fossem os kickers acertando 100% de suas tentativas de field goal, e a cabeçada maluca de Jamie Collins, do Detroit, em um dos árbitros, ocasionando em sua expulsão da partida. O jogo foi truncado e sem inspiração dos ataques, monótono de certa forma. Quando tudo levava a um primeiro tempo sem graça e empatado em 6 a 6, faltando 22 segundos para o intervalo, o running back D'Andre Swift anotou o único TD da partida até então, encerrando o placar em 13-6 para os Lions.

Pelos Bears, chama a atenção a atuação "confusa", pra ser simpático, de Mitchell Trubisky. Já se vão três anos desde o seu draft, e parece que nem Jesus explica como ele ainda é titular em uma franquia da NFL. Não, não vou lembrar que Patrick Mahomes estava no mesmo draft. Tudo bem, já lembrei.

No segundo tempo, os Lions anotaram logo de cara com o tight end T.J Hockenson, recebendo o passe de Stafford. Breve parêntese aqui pra dizer que Stafford merecia uma franquia com um melhor planejamento para que sua carreira profissional tivesse uma dimensão diferente.


Ainda no terceiro quarto, os Lions anotaram mais um field goal com Matt Pratter, deixando a vantagem em 23-6.

No último quarto, suspiro dos Bears com o TD de Jimmy Graham (que havia dropado na endzone no primeiro tempo), e o placar em 23-13 deixou o jogo vivo e as equipes ligadas. Javon Wins anotou TD a 2:58 para o final, trazendo o placar para 23-20, ainda a favor dos Lions. Fim de jogo?

Jamais! Isso é NFL, bebê!  Na hora de segurar a bola e passar o tempo, Stafford fez um cosplay de Trubisky, e foi interceptado por Kyle Fuller. O tempo restante foi convertido em uma campanha rápida e em touchdown do WR Anthony Miller, que culminou na virada inesperada de Chicago no período final. Uma virada daquelas "à la NFL".

Final: Detroit Lions 23 - 27 Chicago Bears

O esperado para uma primeira rodada das duas equipes em um ano sem pré-temporada. Bears e Lions tendem a ser coadjuvantes em uma divisão com Vikings e Packers em um nível superior. Precisarão de muita resiliência e força de vontade para apresentarem algo que incomode seus adversários diretos este ano.