Conteúdo

Barkevious Mingo é cortado dos Falcons após prisão por contato sexual com menor

11 de julho de 2021

(por Layo Lucena)

O Atlanta Falcons anunciou neste sábado (10) a demissão de Barkevious Mingo, após o jogador ser preso no Texas com a acusação de indecência e contato sexual a um menor de idade.

A polícia de Arlington afirmou que Mingo foi preso na quinta-feira (8) sob a acusação de crime de segundo grau, que acarreta em uma pena máxima de 20 anos de prisão, de acordo com a lei estadual do Texas. De acordo com o código penal estadual, a acusação está relacionada ao envolvimento em contato sexual com alguém com menos de 17 anos de idade ou fazer com que o menor tenha contato sexual.

A Polícia de Arlington disse em um comunicado que não poderia fornecer mais informações sobre a investigação, citando "a natureza das acusações e a idade da vítima". A polícia disse que Mingo se entregou.

"Depois de ser informado hoje sobre as alegações envolvendo Barkevious Mingo e coletar informações sobre o assunto, o Atlanta Falcons rescindiu seu contrato", disse a equipe em um comunicado na noite de sábado (10).

O advogado de Mingo, Lukas Garcia, chamou as alegações de "completamente infundadas" em um comunicado dado a vários veículos.

"Nesta fase, o nosso lado tem informações muito limitadas", disse Garcia. "O que sabemos é que essas alegações são de mais de dois anos atrás e são completamente falsas. O Sr. Mingo é vítima de uma falsa alegação e acreditamos que isso seja motivado por dinheiro ou algum outro motivo oculto."

De acordo com os registros do Condado de Tarrant, Mingo foi libertado com fiança de US $25.000 na sexta-feira (9).

Mingo assinou contrato de um ano com os Falcons em março. O defensor foi selecionado na primeira rodada do draft de 2013 pelo Cleveland Browns, desde então teve passagens por New England Patriots, Indianapolis Colts, Seattle Seahawks, Houston Texans, Chicago Bears e Atlanta Falcons. Mingo acumula 246 tackles, 12.5 sacks, 16 passes desviados e uma interceptação.