Conteúdo

Barcelona empata sem gols com o Benfica e fica em situação delicada na Champions

23 de novembro de 2021

(Por Leonardo Costa)

 

A vida do torcedor culé não está nada fácil. No segundo jogo de Xavi no comando da equipe, o Barcelona não passou de um empate sem gols contra o Benfica em pleno Camp Nou. Melhor para a equipe portuguesa, que ainda fica viva na disputa pela classificação às oitavas de final da Champions League.

Com um esquema com três zagueiros e um meio-campo com muita mobilidade, o Barcelona começou melhor na partida. Com apenas sete minutos de bola rolando, o jovem Demir recebeu na direita, cortou para o meio e bateu rasteiro. O goleiro Vlachodimos desvia e evita o gol.

Dois minutos depois, outra chance para os donos da casa. O zagueiro Araújo rouba a bola na intermediária, aciona Gavi e segue em direção ao ataque. Ele recebe o passe na entrada da área e chuta, mas a bola sai torta à esquerda da meta do Benfica. No lance, Depay reclamou com Gavi por não receber o passe, já que parecia estar em melhores condições de finalizar.

Após alguns minutos de muita posse de bola no meio-campo, o Barça chegou mais uma vez, agora com Gavi, que perdeu chance clara aos 30 minutos perto da pequena ao chutar por cima do gol de Vlachodimos. Pouco tempo depois, o goleiro do Benfica fez outra bela defesa na partida, agora evitando o gol de Jordi Alba.

Totalmente acuado, o Benfica foi aos poucos saindo mais para o jogo. Aos 33, Éverton Cebolinha cobra escanteio e o centroavante Yaremchuk mergulha de peixinho na bola dentro da pequena área, mas Ter Stegen bem posicionado faz excelente defesa. 

No minuto seguinte, após outro corner, a bola sobra para Rafa Silva, que rola para o zagueiro Otamendi chegar batendo. O argentino acertou o chute no ângulo e saiu comemorando, mas o gol foi anulado porque na cobrança de escanteio a bola passou por trás do gol do Barcelona. Importante frisar que as câmeras da transmissão não davam uma imagem clara de que a bola havia saído, mas nesses casos é mantida a decisão de campo, que marcou a saída.

Já na reta final da primeira etapa, Busquets aciona Demir, que avança pela direita, corta para o meio e bate colocado. Vlachodimos fica batido no lance e a bola explode no travessão.

No retorno dos vestiários, a primeira chance veio aos 11 minutos, com Otamendi conseguindo um corte providencial após Depay deixar Vertonghen no chão. O lance foi um pouco de preciosismo do atacante holandês, que titubeou ao não finalizar de perna esquerda.

Aos 20 minutos, Xavi tirou Demir para entrada de Dembelé, e bastou um minuto para que o francês fizesse uma bela jogada pela ponta direita e cruzou para a área. Frenkie de Jong ganha no alto da zaga e obriga Vlachodimos a fazer outra grande defesa.

Contente com o empate, Jorge Jesus reforçou a marcação no lado esquerdo defensivo e apostou de vez nos contragolpes. Por sua vez, o Barcelona tentava pressionar, mas não encontrava espaços. Quando encontrou, aos 37, Araújo mandou para a rede após cruzamento milimétrico de Jordi Alba, mas o zagueiro estava adiantado e o gol foi anulado.

Buscando o abafa nos minutos finais, o Barça por pouco não leva o gol que o eliminaria de vez da competição. Nuñez puxa contra-ataque e toca para Seferovic. O atacante sérvio tira do goleiro, mas na hora de finalizar erra o alvo, para o desespero de Jorge Jesus, afinal, a vitória carimbaria o passaporte da equipe portuguesa para o mata-mata.

Final de partida: Barcelona 0 x 0 Benfica 

Com o resultado, a definição do grupo E da Champions fica para a última rodada. Por um lado, o Bayern de Munich já tem garantida a liderança do grupo, que foi ratificada com a vitória sobre o Dinamo de Kiev. Por sua vez, Benfica e Barcelona decidem quem fica com a última vaga.

Para o Barça não depender de outro resultado, precisará vencer o Bayern na Alemanha. Em caso de empate ou derrota, vai ter que ficar na torcida para que o Benfica não vença seu jogo contra o Dinamo de Kiev em Portugal.