Conteúdo

Baltimore Ravens se vinga e elimina o Tennessee Titans no Wild Card

10 de janeiro de 2021

(por Raquel Amaral)
 

Chega a hora dos playoffs! Abrindo o segundo dia do wild card, temos Baltimore Ravens e Tennessee Titans.

Os Ravens eram naturalmente favoritos no confronto, por conta de dois fatores importantes: sua defesa (a segunda melhor da Liga) e Lamar Jackson. Contudo, não poderíamos esquecer que, nos dois últimos jogos entre as equipes, os Titans supreenderam, eliminando os Ravens nos playoffs de 2019/2020 e levando, na prorrogação, a vitória nesta temporada regular.

Isso estava obviamente engasgado na garganta, sendo uma motivação extra para os Ravens. Para manter a série vitoriosa, a defesa dos Titans teria que melhorar absurdamente em relação às rodadas anteriores, do contrário, Lamar Jackson correria e marcaria muito. O ataque teria que mostrar sua versatilidade, mostrando que é mais do que Henry correndo.
 

1º Período

Os Titans começam atacando, mas sem pontuar. O mesmo com os Ravens, que também fecharam a primeira campanha zerados. Todo mundo com 3&out.

Finalmente um down em um lançamento para AJ Brown, que ainda fez mais outro avanço. Henry tentou correr, mas sofreu tackle. Na segunda descida a bola encontrou Smith que escorregou. Na sequência, Firkser consegue levar o time já para boa posição. E o touchdown sai como? No jogo aéreo, com AJ Brown recebendo lançamento na área. Gostkowski entra e acerta.

Placar 0-7

 

E é a vez dos Ravens. Lamar lança longo, mas é interceptado por Malcolm Butler.

Os Titans sofrem nas duas primeiras tentativas. Na terceira, Tannehill lança Firkser, que consegue avançar. Henry tenta correr e é barrado. As jogadas seguintes também não foram longe, mas avançaram o suficiente para permitir o chute de Gotskowski para marcar 3 pontos.

Placar 0-10

 

2º Período

Após a interceptação, os Ravens tentam o jogo terrestre, mas sem sucesso. Voltando para o jogo aéreo, Adoree Jackson aperta Lamar, que ainda consegue avançar. Mais tentativas de jogo terrestre massacradas. O avanço vejo com um lançamento para Marquise Brown deixando o time da linha de 14. Tentativa de touchdown com passe para Andrews na endzone. Mas, não foi touchdown. 3ª descida para 7. Lamar é sacado. Com isso, resta a Justin Tucker chutar e abrir o Placar para os Ravens.

Placar 3-10

 

Os Titans voltam a tentar avançar com Henry que é bloqueado pela defesa dos Ravens. Até o momento sem chance para ele. O time consegue avançar pouco. Wolfe saca Tannehill e mata a jogada.

Os Ravens começam avançando bem com passe para Marquise Brown. Edwards consegue correr e avança. Lamar tenta, mas não consegue. Novamente Marquise Brown avança, mas, na jogada seguinte, Lamar tenta avançar e perde jardas. Contudo, ele mesmo consertou o estrago, correu 48 jardas e Marcou o TD. Tucker chuta e acerta, empatando.

Placar 10-10


Nas campanhas seguintes, nenhuma das equipes marca, terminando a primeira metade de jogo empatada.

 

3º Período

O jogo volta e os Ravens atacam. Lamar desta vez, além de conseguir alguns avanços, saiu do pocket e correu para conseguir a descida. Em passe para Ricard, o time já entrou na redzone. Lamar tenta correr pelo meio, mas bate na parede, indo para 3ª descida para duas. Em novo passe para Ricard o time consegue ir para a linha de 4 jardas. Dobbins marca o touchdown da virada. Tucker anota o ponto extra.

Placar 17-10
 

Sinal de alerta para os Titans. O jogo de Henry não fui funcionou novamente e a equipe não conseguiu marcar, permanecendo em desvantagem. Os Ravens poderiam ter disparado na partida, mas Lamar foi maus uma vez sacado e o time perdeu a posse.

Tannehill tenta lançar para AJ Brown, seria passe incompleto, mas com falta na jogada, a equipe consegue 25 jardas. Henry corre um pouquinho, mas avança, ficando uma segunda para 7. O time entra na red zone. Henry corre pelo meio, mas sem eficiência. Lança para AJ brown, que somente avança duas jardas. Em 3ª. para goal, Tannehill pressionado encontra Henry, que sofre tackle e acaba o período.

 

4º Período

A etapa final do jogo começa com os a Titans chutando para field goal. Com isso, a diferença fica em menos de uma posse.

Placar 17-13
 

Lamar lança longo para Brown, que já fica na linha de 42. Ele novamente corre e já coloca o time na posição de field goal. Vem nova tentativa de descida com passe para Brown na end zone. Desta vez é incompleto, fazendo com que Tucker chutasse para 52 jardas. Com tanta distância, o chute não entrou.

Os Titans tinham uma boa chance para retomar sua liderança, mas seu ataque seguiu ofuscado, em especial Henry.

Já os Ravens não perderam a oportunidade. Na base de passes e com Lamar correndo, o time foi para a zona de field goal novamente e, mesmo sem chegar à endzone, conseguiu marcar mais 3 pontos no chute de Tucker.

Placar 20-13

 

E temos novamente 7 pontos de diferença. Por isso, ao ataque dos Titans não resta alternativa senão se reinventar e ir para cima. Tannehill lança para Henry, mas sem conseguir a primeira descida. Resta uma jarda para a descida, que somente foi superada na 4ª tentativa com um sneak de Tannehill. Porém, o que poderia ser uma arrancada para o empate acabou em turnover, com Marcus Peters interceptando Tannehill. Duríssimo golpe que mata o Tennessee a menos de dois minutos do fim.

Os Ravens atacam e Lamar corre e dança na frente da defesa adversária. Com isso, os Ravens, tendo o jogo na mão, usam com inteligência o relógio a seu favor, eliminando os Titans.

 

Final: Baltimore Ravens 20-13 Tennessee Titans


 

Em nosso pré-jogo ontem, a aposta seria de vitória dos Ravens, com leve vantagem. Também dissemos que a chance dos Titans seria o jogo aéreo, pois os Ravens estariam focados em parar Henry. Bingo! Clarividência? Não! Os Titans padeceram do mesmo mal contra o Browns e os Packers.

Os Ravens formaram um paredão intransponível. Assim, Henry não foi páreo para a segunda melhor defesa da Liga.

O resto do ataque também se perdeu no jogo. Tannehill, que vinha jogando em alto nível, teve uma partida apagada, embora, em teoria, seus números não foram ruins: 18 passes de 26 (69,2%), 165 jardas, 1 touchdown e uma interceptação. Mas, tais estatísticas, mascaram a fraca partida do jogador.

A defesa dos Titans surpreendeu positivamente, fazendo pressão em Lamar, que foi sacado 8 vezes. Mesmo assim, Lamar Jackson é enorme e qualquer brecha adversária vira uma avenida.  E ele soube aproveitar muito bem as poucas oportunidades. Seus números finais foram 17 passes completos de 24, 179 jardas, 1 touchdown e uma interceptação.

Quem também brilhou nos Ravens foi Marquise Brown, que terminou a partida com 7 recepções mais de 100 jardas. Com isso, Baltimore consegue, não só sua vingança, mas também o avanço nos playoffs, enfrentando, na próxima semana, Kansas City Chiefs ou Buffalo Bills, dependendo do resultado entre Steelers e Browns.