Conteúdo

Arteta revela conversas com Wenger para possível retorno ao Arsenal

25 de novembro de 2021

(por Mattheus Prudente)

É muito comum que, depois de muito tempo como membro de uma equipe, algumas pessoas continuem vivendo o time. Esse não foi o caso de Arsene Wenger, que, depois de 22 anos como técnico do Arsenal, se afastou completamente das atividades. O atual treinador, Mikel Arteta, quer recuperar essa fase dos londrinos, e conversa com Wenger sobre um possível retorno. 

“Eu tenho falado com ele. Eu o vi e falei com ele quando fomos ver o filme (documentário sobre Wenger lançado recentemente). Foi muito bom o ver e conversar com ele, e espero que consigamos trazê-lo para perto. Eu acho que ele se divertiria ao ver o ambiente que ele poderia criar aqui por conta do respeito e admiração que todos têm pelo que ele é e o que ele fez, e o que ele representa para o clube.” Disse Arteta. 

O técnico se recusou a dizer em qual área Wenger trabalharia, mas disse “querer que ele fique o mais perto possível dele”, falando que o ex-treinador seria “uma grande ajuda”. Arteta jogou sob o comando de Wenger no Arsenal, tendo sua formação de técnico como um assistente de Pep Guardiola no Manchester City. No entanto, o espanhol disse aprender muito com Arsene em seu tempo com o Arsenal. 

Em seus 22 anos como técnico do Arsenal, Wenger ganhou três títulos da Premier League e sete FA Cups, sendo a sua maior conquista a PL invicta em 2003/04. Desde que saiu do Arsenal em 2018, seu nome foi ventilado algumas vezes para outros trabalhos, como na seleção francesa e, mais recentemente, no Paris Saint-Germain. O técnico já deixou claro que não se aposentou e pensaria em voltar a treinar. 

No Arsenal de Arteta, pode-se esperar que ele vire um executivo de futebol, trabalhando junto com Arteta em contratações e manejo das categorias de base. Recentemente, existiram alguns questionamentos sobre técnicos históricos em cargos altos nas equipes onde eles fizeram história, por conta da relação entre Ole Gunnar Solskjaer e Sir Alex Ferguson, já que Fergie segurou Solskjaer no comando técnico por alguns jogos. O norueguês acabou sendo demitido nesta semana. 

O Arsenal enfrenta o Newcastle neste sábado pela Premier League.