Conteúdo

Após ser detido sob a acusação de injúria racial, Rafael Ramos paga a fiança e é liberado; jogador viajará para a Argentina

15 de maio de 2022

(por Rafael Lima)

O bom jogo entre Internacional e Corinthians, que terminou em 2 a 2, pelo Campeonato Brasileiro, foi ofuscado de certa forma por um suposto episódio de racismo envolvendo o lateral direito do clube paulista, Rafael Ramos, e o meio-campista Edenílson, do Colorado.

Segundo Edenílson, após um desentendimento entre os dois Rafael teria o chamado de macaco. Porém, o lateral do Timão, que é português, disse ter falado algo no “português de Portugal” que acabou confundindo o jogador do Inter.

Depois da partida Rafael Ramos foi detido em flagrante e o Corinthians teve que pagar uma fiança de R$ 10 mil para ser solto e responder em liberdade.

Como já estava relacionado para a viagem, Rafael acompanhará a delegação do Timão na Argentina, onde o clube enfrentará o Boca Juniors pela Libertadores da América.

Os envolvidos foram às redes sociais dar suas versões dos fatos. Primeiro Edenílson, que tentou explicar com mais detalhes a situação.

"Boa noite, pessoal, passando aqui apenas para me pronunciar. Eu sei o que ouvi. Realmente eu não reagi provavelmente da forma que deveria pois foi a primeira vez que isso aconteceu comigo. Me incomoda o fato de ficar chamando atenção de outra forma que não seja jogando futebol (quem me conhece sabe): ser xingado pelo tom da minha pele. Minha reação foi a de não paralisar a partida pois o jogo estava bom e, ao mesmo tempo, eu não queria que tomasse a proporção que tomou justamente por nunca ter passado por isso. Eu procurei o atleta para que ele assumisse e me pedisse desculpas, afinal, todos erramos e temos o direto de admitir, no meu modo de ver as coisas, mas o mesmo continuou a dizer que eu havia entendido errado. Eu não entendi errado. O procurei pelo respeito que tenho por alguns integrantes do Corinthians e para que ele pudesse ter uma chance de se redimir, pois, independente da nossa cor, o caráter sempre falará mais alto. Enfim, peço desculpas por não estar preparado para reagir a algo deste tipo". Escreveu o atleta do Internacional.

Já Rafael Ramos, alegou ter sido um mal entendido e tentou colocar “panos quentes” na situação.

"Estou aqui de consciência e cabeça limpa para explicar o que acontece. Puramente um mal entendido. No fim do jogo fui ter uma conversa com ele, tivemos uma conversa tranquila. Expliquei o que tinha acontecido, ele explicou o que tinha entendido. Expliquei a verdade. Ele mostrou receio de passar por mentiroso, e expliquei a ele que ele não é um mentiroso, que apenas entendeu errado. Apertamos a mão, e desejo boa sorte a ele”. Explicou o lateral português.

O caso está sob investigação.