Conteúdo

Antonio Brown é acusado de obter cartão falso de vacinação contra Covid-19 para burlar protocolos da NFL

18 de novembro de 2021

(por Matheus Correia)

O wide receiver do Tampa Bay Buccaneers, Antonio Brown, é alvo de polêmicas mais uma vez em sua carreira.

De acordo com um artigo de Rick Stroud, do Tampa Bay Times, o ex-chef residente de Brown, Steven Ruiz, acusa o atleta de obter um cartão de vacinação contra COVID-19 falso para evitar os protocolos da NFL para jogadores não vacinados.

Ruiz teria recebido uma mensagem da namorada de Brown, Cydney Moreau, dizendo que o jogador dos Bucs estava disposto a pagar $500 dólares a ele caso conseguisse um cartão de vacinação Johnson & Johnson falso. 

Brown foi colocado na lista de COVID-19 pelos Buccaneers no dia 22 de setembro, antes da partida contra o Los Angeles Rams. Ele foi então ativado em 30 de setembro após perder o jogo, mas voltou para enfrentar o New England Patriots.

A punição que a NFL traria sobre Brown é desconhecida, uma vez que não há nada no livro de regras da NFL descrevendo o que ocorreria no caso de um cartão de vacinação falso sendo usado por um jogador. No entanto, é quase certo que Brown seja multado por quebrar protocolos se houver verdade na história.

O quarterback do Packers, Aaron Rodgers, foi multado em $ 14.660 por quebrar protocolos após seu teste positivo para COVID-19. A punição que Brown pode sofrer é desconhecida, mas provavelmente será mais severa. É provável que a NFL investigue o caso.