Conteúdo

por Diego Dias

A temporada 2021 da NHL trará como principal novidade o realinhamento das equipes nas divisões. A divisão Oeste, que misturou times das divisões Central e Pacífico, e excluindo os times canadenses, promete bastante equilíbrio ao reunir St. Louis Blues e Vegas Golden Knights, por exemplo. O primeiro foi campeão da Stanley Cup em 2019, enquanto o segundo esteve nas finais da Conferência Oeste na temporada passada.

 

Anaheim Ducks

Os Ducks mesclaram jovens como Sam Steel, Troy Terry e Jamie Drysdale além de Trevor Zegras, MVP do recente título norte-americano no Mundial Júnior, com a aquisição do experiente Kevin Shattenkirk às faces da franquia como Ryan Getzlaf, Jacob Silfverberg e Rikard Rakell. Os patos contam ainda com a segurança de John Gibson no gol. Assim, a equipe pode ser um adversário duro de se enfrentar e tem boas chances de melhor o desempenho em relação à última temporada mesmo em processo de reconstrução.

Projeção: briga por vaga nos playoffs

 

Arizona Coyotes

Os Coyotes tiveram uma bela performance ao avançar nos playoffs e eliminarem o Nashville Predators. Mas perderam uma peça importante da campanha ao não renovarem com Taylor Hall na offseason, cuja reposição não foi à altura, com Derrick Brassard, em virtude da não-flexibilidade da folha salarial da equipe. As opções ofensivas estão em Clayton Keller (44 pontos em 2020) e Nick Schmaltz (45 pontos). O goleiro Darcy Kuemper detém um dos melhores percentuais de defesa da liga, mas deve ficar sobrecarregado em jogos, já que seu reserva Antti Raanta está sempre às voltas com o departamento médico. O bom "penalty kill" de Arizona deve fazer a diferença durante a temporada.

Projeção: briga por vaga nos playoffs

 

Colorado Avalanche

Os Avalanches têm uma das primeiras linhas mais letais da liga com Nathan MacKinnon (que foi finalista ao prêmio de MVP de 2019/2020), Gabriel Landeskog e Mikko Rantanen. No lado defensivo a equipe têm no segundanista Cale Makar um dos destaques, e a confiança nos serviços de Phillip Grubauer no gol. A falta de profundidade do elenco, um dos problemas na última temporada, pode ter sido resolvida (ou atenuada) com as aquisições de Brendon Saad e Devon Toews.

Projeção: briga pelo título divisional

 

Los Angeles Kings

Os Kings estão em situação semelhante aos rivais regionais Ducks. Um núcleo jovem com Alex Turcotte, Arthur Kaliyev e Quinton Byfield (segunda escolha do último Draft), que estiveram no Mundial Júnior, e a experiência de Anze Kopitar, Dustin Brown e do goleiro Jonathan Quick. No entanto existe uma discrepância maior nos angelinos: os jovens ainda estão "crús" enquanto os veteranos estão muito longe dos tempos de glória. Com isso, não se deve esperar muita coisa em termos de resultados nesta temporada. Se juntaram à realeza Andreas Athanasiou e Lias Andersson, jogadores que podem contribuir nas linhas baixas.

Projeção: briga pra não ser lanterna da divisão

 

Minnesota Wild

Mesmo voltando aos playoffs em 2020, o Wild foi um dos mais ativos na offseason com as saídas de Devan Dubnyk, Eric Staal e Luke Kunin além do longevo capitão Mikko Koivu. As reposições Cam Talbot, Nick Bonino e Marcus Johansson também não impressionaram, deixando em dúvida se houve uma melhora no plantel. No entanto, a sólida defesa da equipe pode roubar alguns pontos em partidas contra adversários menos calejados como Ducks e Kings, mas já será uma surpresa se a reformulada equipe tiver um rápido entrosamento e uma chance de beliscar um lugar na pós-temporada.

Projeção: briga pra não ser lanterna da divisão

 

San Jose Sharks

Os Sharks no papel têm grandes jogadores. Brett Burns e Erik Karlsson na defesa, Tomás Hertl, Timo Meier, Marcus Sørensen e Kevin Labanc no ataque. Além disso, se reforçaram no gol trazendo Devan Dubynk, mais regular do que o então titular Martin Jones. Mas ganharam um problema de última hora com o anúncio de falência financeira de Evander Kane, que pode abrir mão da temporada. A equipe também precisa se manter longe do departamento médico se quiser brigar por playoffs, fator que custou a última temporada dos tubarões.

Projeção: briga por vaga nos playoffs

 

St. Louis Blues

Campeões em 2019, os Blues tiveram vida curta na última pós-temporada. E desta vez o caminho ficou ainda mais difícil sem o defensor Alex Pietrangelo, que saiu na free agency. Ao menos Vladimir Tarasenko terá condições de atuar na temporada recuperado de lesão no ombro, ele terá a companhia do reforço Mike Hoffman no ataque. Outra novidade é Torey Krug, substituto de Pietrangelo na blue line.  A equipe deve brigar firme na temporada, mas dependerá ainda de uma boa regularidade do goleiro Jordan Binnington, agora sem Jake Allen como backup.

Projeção: briga por final divisional

 

Vegas Golden Knights

Depois de baterem na trave e quase chegarem às finais da Stanley Cup pela segunda vez em 3 anos de existência, os Golden Knights esperam uma vez mais brigarem nas cabeças após a chegada de Alex Pietrangelo, o melhor nome da última offseason. O defensor chega a um já forte plantel com nomes como Jonathan Marchessault, William Karlsson e Max Pacioretty, além do novato Peyton Krebs, escolha de primeira rodada de 2019. Vegas conta ainda com uma das melhores e experientes duplas de goleiros (Robin Lehner e Marc-Andre Fleury), ficando difícil imaginar que passem sustos na divisão.

Projeção: briga pelo título divisional