Conteúdo

(por Leonardo Costa)


Confira a nossa análise dos times do oeste na Liga Nacional.

Los Angeles Dodgers

Lineup
1) Mookie Betts, RF
2) Max Muncy, 1B
3) Justin Turner, 3B
4) Cody Bellinger, CF
5) Corey Seager, SS
6) Joc Pederson, LF
7) Matt Beaty, RD
8) Will Smith, C
9) Gavin Lux, 2B

Abridores
1) Clayton Kershaw
2) Walker Buehler
3) David Price (EDIT: abriu mão de disputar a temporada)
4) Julio César Urías
5) Alex Wood

Closer: Kenley Jansen


O domínio dos Dodgers na Divisão Oeste da Liga Nacional é assombroso. São sete anos terminando na liderança e a cada ano que passa entram cada vez mais como favoritos. Porém, ultimamente esbarram na World Series em um título que não vem desde 1988.

Nas análises possuem o melhor time da Liga Nacional, que além de terem um elenco principal forte, detém uma das melhores farms da liga. Mas, para 2020 o trunfo dos Dodgers é Mookie Betts, a transação mais impactante da temporada morta. O MVP da Liga Americana 2017 se junta a Cody Bellinger (atual MVP da Nacional), Justin Turner, Corey Seager, Max Muncy, dentre outros, sem falar de Clayton Kershaw e Walker Buehler no montinho e os jovens Galvin Lux e Will Smith.

Se os Dodgers já seriam considerados favoritos à divisão e um dos contenders da Nacional, com a chegada de Betts eles elevaram o nível a outro patamar. É uma equipe equilibrada, com poder ofensivo acima da média, assim como defensivamente. Sua rotação tem grandes nomes, e o relevo seria o único ponto abaixo da curva, o que poderia custar vitórias cruciais, como a sofrida para os Nationals nos playoffs do ano passado. Mas, não seria exagero dizer que os Dodgers devem nadar de braçada na divisão.
 

ARIZONA DIAMONDBACKS

Lineup
1) Ketel Marte, 2B
2) Starling Marte, CF
3) Eduardo Escobar, 3B
4) David Peralta, LF
5) Christian Walker, 1B
6) Jake Lamb, RD
7) Kole Calhoun, RF
8) Nick Ahmed, SS
9) Carson Kelly, C

Abridores
1) Madison Bumgarner
2) Robbie Ray
3) Luke Weaver
4) Zac Gallen
5) Merrill Kelly

Closer: Archie Bradley

Os D-backs acordaram tarde na última temporada, o que lhes custou uma vaga no wild card da Nacional. Para 2020, a equipe analisou bem o que precisava melhorar e foi atrás de nomes pontuais, mas que já dão outra cara ao time, que pode surpreender na divisão.

Madison Bumgarner chegou para ser o nome da rotação após a saída de Zack Greinke, e em seus melhores dias é um pitcher de elite. Outro nome que chegou e já deve causar impacto é Starling Marte, que vem de uma excelente temporada pelos Pirates. Os remanescentes Nick Ahmed e Ketel Marte são de extrema confiança, enquanto que Eduardo Escobar é uma experiência necessária para uma equipe que precisar se superar.

O único inconveniente dos D-backs é disputar posição contra os Dodgers, além dos turbinados Padres e dos incógnitas Rockies e Giants. Por mais que não tenha fôlego para superar Los Angeles ao longo das 60 partidas, deve brigar pelo wild card, e nos playoffs o campeonato é outro, e a franquia pode comemorar mais uma World Series, assim como em 2001.
 

SAN DIEGO PADRES

Lineup
1) Fernando Tatis Jr., SS
2) Tommy Pham, LF
3) Manny Machado, 3B
4) Eric Hosmer, 1B
5) Wil Myers, RF
6) Trent Grisham, CF
7) Jurickson Profar, 2B
8) Josh Naylor, RD
9) Francisco Mejía, C

Abridores
1) Chris Paddack
2) Dinelson Lamet
3) Garrett Richards
4) Zach Davies
5) Joey Lucchesi

Closer: Kirby Yates

A sonhada temporada de sucesso dos Padres pode não ser a de 2020, mas eles estão cada vez mais perto dela. Cada movimento recente da franquia vem preenchendo lacunas que o deixam mais competitivo, e sonham em chegar a uma pós-temporada pela primeira vez desde 2006.

Kirby Yates mostrou ser um closer de elite, enquanto que Fernando Tatis Jr. já chegou causando impacto, e caso esteja saudável tem tudo para ser o dono da equipe por um bom tempo. E claro, não esqueci de Manny Machado, a peça estrelar do elenco, que não teve um grande ano de estreia, mas todos conhecemos seu potencial. Eric Hosmer é outro nome confiável, e Jurickson Porfar chega como um jogador versátil que atua como 2B, SS e 3B.

Os ingredientes estão sendo adicionados e pode ser que mais alguns nomes cheguem no decorrer da temporada. De qualquer forma, serve para os Padres a máxima dos D-backs, que é derrubar os Dodgers. Entretanto, tanto a direção quanto os fanáticos, sabem que a franquia de San Diego ainda está em construção, porém, o futuro vitorioso da equipe já esteve mais distante.
 

COLORADO ROCKIES

Lineup
1) David Dahl, CF
2) Trevor Story, SS
3) Charlie Blackmon, RF
4) Nolan Arenado, 3B
5) Daniel Murphy, RD
6) Ryan McMahon, 1B
7) Raimel Tapia / Sam Hilliard, LF
8) Chris Owings / Garrett Hampson / Brendan Rodgers, 2B
9) Tony Wolters, C

Abridores
1) German Márquez
2) Jon Gray
3) Kyle Freeland
4) Antonio Senzatela
5) Jeff Hoffman

Closer: Wade Davis

Depois de consecutivas aparições na pós-temporada pela primeira vez na história da franquia, os Rockies tropeçaram muito em 2019, e só deixaram o fundo da Divisão Oeste na última rodada, o que acendeu o alerta na direção da equipe.

As lesões atrapalharam um melhor rendimento, mas não foi o único problema. Para esta temporada deverão fazer um papel melhor, e contam com o "retorno" de Kyle Freeland após um 2019 tenebroso, além do trio formado por Nolan Arenado, Trevor Story e Charlie Blackmon, que juntos causam estragos em qualquer adversário ofensiva e defensivamente.

Se a temporada for abaixo do esperado, é possível que a reconstrução comece, inciando pela saída de Arenado, que já foi muito especulada já para este ano. Mas, a tendência é de que eles fiquem mais um ano sem playoffs, ainda mais com a divisão ainda mais forte do que na temporada passada. Talvez a solução esteja na força ofensiva, e ela pode ser crucial em uma possível surpresa.
 

SAN FRANCISCO GIANTS

Lineup
1) Mike Yastrzemski, RF
2) Brandon Belt, 1B
3) Evan Longoria, 3B
4) Alex Dickerson, LF
5) Hunter Pence, RD
6) Rob Brantly, C
7) Brandon Crawford, SS
8) Mauricio Dubón, CF
9) Yolmer Sánchez, 2B

Abridores
1) Johnny Cueto
2) Jeff Samardzija
3) Kevin Gausman
4) Drew Smyly
5) Logan Webb

Closer: Tony Watson

Bruce Bochy não faz mais parte dos Giants, marcando o fim de uma era vitoriosa da equipe. Chegou Gabe Kapler, que pegará uma equipe sem muita identidade e que ainda perdeu seu principal jogador, Madison Bumgarner, o que já confere uma temporada sofrível para o novo comandante.

Um dos nomes com maior identificação com a torcida e com mais qualidades no elenco, Buster Posey, abriu mão de disputar a temporada, abrindo um buraco na recepção. Hunter Pencer e Evan Longoria deverão ser os guias do plantel em 2020, enquanto analistas classificam a rotação dos Giants como uma das mais fracas.

San Francisco deve terminar no fundo do poço da divisão e sabe disso, o que pode fazer com que a direção faça algumas trocas durante a temporada já visando o futuro. Porém, para uma equipe vitoriosa como os Giants, esse futuro não pode ser tão distante, o que nos leva a crer que serão agressivos na montagem de um novo elenco.