Conteúdo

Análise do confronto: Toronto Maple Leafs vs Columbus Blue Jackets

31 de julho de 2020

(por Rafael Lima)


A série de análises dos confrontos pré-playoffs está próxima de terminar, mas antes disso, vale abordarmos o duelo entre Toronto Maple Leafs e Columbus Blue Jackets, que apesar do favoritismo dos canadenses, vale ficar de olho pela intensidade das equipes e a possibilidade da franquia de Ohio de surpreender.

Toronto Maple Leafs

Os Maple Leafs possuem um conjunto já formado desde a última temporada passada, porém, o novo técnico, Sheldon Keefe fez alguns ajustes providenciais, privilegiando o ataque e o tempo dos maiores craques da equipe no gelo.

A dupla de Centers Auston Matthews (80 pontos) e John Tavares (60 pontos), uma das melhores da liga, consegue liderar a primeira e a segunda linha de ataque com maestria, pontuando muito bem. Porém, quem mais evoluiu com o novo treinador foi o ponta William Nylander, que já anotou 31 gols (59 pontos). Zach Hyman foi outro que evoluiu, anotando 37 pontos até aqui.

Para finalizar as armas do ataque canadense, não dá para deixar citar Mitchell Marner, que está demonstrando uma tremenda eficiência na segunda linha, liderando a equipe em assistências com 51 (67 pontos). Todos esses nomes colocam Toronto com o terceiro melhor ataque da temporada e o sexto em power play.

Se ofensivamente o time funciona bem, não se pode dizer o mesmo da parte defensiva, sendo uma equipe que permite muitas chances de perigo ao adversário e é muito fraca no "penalti kill”. Outro problema está nos goleiros, tanto Frederick Andersen como Jack Campbell não inspiram muita confiança e são os pontos fracos do time.

Columbus Blue Jackets

Os Blue Jackets, após sofrerem com lesões importantes, como as de Seth Jones, Cam Atkinson e Josh Anderson, não estavam mais cotados aos playoffs, porém, o treinador John Tortorella demonstrou uma capacidade incrível de fazer seu material humano evoluir, tornando o time de Columbus muito competitivo. Os Blue Jackets se apresentam com grande resiliência, sem desistir nunca de um jogo, tanto que a equipe lidera a liga em vitórias por um gol de diferença.

Columbus consegue atacar e defender com a mesma eficiência, jogando um hóquei muito físico, trabalhando bem no forecheck. Pierre-Luc Dubois (49 pontos) é o líder do time e o atleta que simboliza esse estilo de jogo. Os Blue Jackets são tão equilibrados que Zach Werenski e Seth Jones formam uma das duplas defensivas mais goleadoras da temporada.

Para fechar os pontos fortes, a dupla de goleiros é muito boa, Joonas Korpisalo foi bastante eficiente até lesionar o joelho, porém, quando teve que ser substituído por Elvis Merzlikins, acabou perdendo a posição para o goleiro da Latvia, que teve atuações seguras recheadas de defesas difíceis.

Apesar de ser uma equipe eficiente dos dois lados do gelo, o Columbs Blue Jackets fracassa em reter o disco, atuando no contra-ataque, sendo muito dependente do estilo de jogo do adversário. Esse estilo de jogo baseado na força e nos contra-golpes pode sofrer muito contra times que gostam de trabalhar o disco ofensivamente com paciência.

O duelo

O confronto é o clássico entre técnica e força, a efetividade e a imposição de estilo são os principais diferenciais para definir o vencedor. Se os atacantes de Toronto estiverem inspirados, a equipe passará por cima da franquia de Ohio, porém, se a criatividade e a pontaria dos Maple Leafs não estiverem em dia, Columbus vai derrubar o adversário na transição, se aproveitando das falhas defensivas dos canadenses.

Palpite: Toronto Maple Leafs vence em 5 jogos