Conteúdo

Análise da NFC Sul: Bucs nadam de braçada, enquanto Falcons, Saints e Panthers brigarão para ser a segunda força da divisão

8 de setembro de 2021

(por Daniel Morales)


Para a temporada 2021/2022 da NFL a NFC South tem um claro e grande favorito. O atual vencedor do Super Bowl, Tampa Bay Buccaneers, do “GOAT” Tom Brady, manteve toda a base do time que foi campeão no começo de fevereiro deste ano e chega para a nova temporada como uma das principais forças da NFC e um dos grandes candidatos a chegar mais uma vez ao Super Bowl. Cercando o time de Brady e companhia, Panthers, Saints e Falcons são verdadeiras incógnitas. O que será de New Orleans em seu primeiro ano sem Drew Brees? E de Atlanta sem Julio Jones? E o que esperar de Carolina com quarterback novo e o retorno de Christian McCaffrey? Essas perguntas e mais a seguir.

Tampa Bay Buccaneers

Lá vem Tom Brady em busca do 8º anel! Os atuais campeões chegam como a grande força da NFC Sul e não devem ter muitas dificuldades para levar a divisão nessa temporada. O time do head coach Bruce Arians é um dos melhores elencos de toda a liga, que além de contar com o maior QB de todos os tempos ainda possui um ataque muito explosivo com nomes como o do running back Leonard Fournette, os wide receivers Mike Evans, Chris Godwin e Antonio Brown e um dos maiores tight ends de todos os tempos, Rob Gronkowski. Que ataque! Mas um time campeão não se faz só de um belo ataque. A defesa, que foi uma das grandes responsáveis pela campanha do titulo na última temporada também foi toda mantida. Destaques para o safety Antoine Winfield Jr, o defensive tackle Ndamukong Suh e o linebacker Devin White. Com um time forte tanto na defesa quanto no ataque e tudo isso somado ao fator Tom Brady, o Tampa Bay Buccaneers vem muito forte em busca do ‘back to back'.

New Orleans Saints

O que será do New Orleans Saints sem Drew Brees? Após a aposentadoria do maior quarterback de sua história, os Saints se veem em uma situação de talvez buscar um rebuild nos próximos anos. E para liderar essa reformulação da franquia da Louisiana, após bom desempenho na pré-temporada o ‘head coach' Sean Payton nomeou Jameis Winston como QB1 de sua equipe. Porém, está muito claro que quem vai carregar o ataque de Nova Orleans nessa temporada é o RB Alvin Kamara, que após a saída de Brees se tornou o principal nome dos Saints. Além de ter um QB que vai ser titular pela primeira vez, os Saints também encontram problemas no corpo de wide receivers, visto que devido a ainda estar se recuperando de uma cirurgia no tornozelo o WR Michael Thomas deve perder as primeiras semanas da temporada. 

Mas o que faz os Saints terem alguma esperança para 2021/2022? A NFC Sul é muito equilibrada, tirando os Bucs, os outros times possuem níveis parecidos. Apesar dos problemas no ataque, New Orleans possui uma boa defesa e pode, com um pouco de sorte e competência, buscar uma vaga no wild card, mesmo com a temporada dos Saints sendo uma verdadeira incógnita.

Atlanta Falcons

E o Atlanta Falcons? Sobre nova direção, agora com o ex-coordenador ofensivo dos Titans, Arthur Smith, a franquia que foi a primeira a ter todos os jogadores e membros do staff vacinados, não terá vida fácil na próxima temporada da NFL. Após trocar o WR Julio Jones, que foi para Tennessee Titans, Calvin Ridley deve ser o principal alvo de Matt Ryan na temporada. Os Falcons, em contrapartida, ganharam o reforço via draft do TE Kyle Pitts, um dos melhores jogadores da última classe, se não o melhor. Quem também chegou a Atlanta foram os RBs Mike Davis, que se destacou na temporada passada substituindo Christian McCaffrey no Carolina Panthers, e Wayne Gallman, que substituiu Saquon Barkley nos Giants.  

O Atlanta Falcons também pode estar vivendo os últimos momentos com seu quarterback, já que a aposentadoria de Matt Ryan está cada vez mais próxima. 

A defesa será outro problema para os Falcons na próxima temporada. O coordenador defensivo novo, o ex-Titans Dean Pees, não deve ter vida fácil para organizar uma das piores defesas da liga, sendo uma das que mais cederam jardas aéreas e que apresentou muitas dificuldades em pressionar o QB adversário. Para piorar ainda mais a situação de Atlanta, o time perdeu o linebacker/safety Keanu Neal e o safety Ricardo Allen. Dentro desse cenário, a expectativa é que o Atlanta Falcons tenha mais uma difícil temporada, podendo se desenhar até um rebuild nos próximos anos.

Carolina Panthers

Agora com Sam Darnold de QB e o ‘head coach' Matt Rhule indo para o segundo ano no comando, os Panthers estão em fase final de reformulação e, mesmo se não for bem na próxima temporada, pode sonhar com campanhas melhores nos próximos anos. A outra boa noticia para os fãs de Carolina é a renovação do WR Robby Anderson, que estendeu seu vínculo por mais dois anos e tem tudo para ser um dos principais alvos de Darnold. O corpo de recebedores ainda possui nomes como DJ Moore e o recém-recrutado Terrace Marshall Jr. Esses três bons recebedores fazem os Panthers terem um dos corpos de WR mais interessantes da NFC, mesmo com a saída de Curtis Samuel, que assinou com o WFT na free-agency. Apesar disso, o principal reforço de Carolina para temporada é a volta do running back Christian McCaffrey, que perdeu boa parte da ultima temporada por problemas com lesões no tornozelo e depois no ombro. Ter a volta de um dos melhores RBs de toda NFL, pode ser um trunfo muito importante para os Panthers terem uma temporada bem melhor que a última. 

O Carolina Panthers possui uma defesa com nomes interessantes, mas muito jovem. Destaque para o safety Jaremy Chin, que vai para sua segunda temporada, além do recém-draftado, a escolha de 1ª rodada de Carolina, o cornerback Jayce Horn, e o jovem defensive tackle Derrick Brown, que assim como Chin também está indo para seu segundo ano na NFL. Apesar das expectativas para essa temporada não serem as melhores, o futuro do Carolina Panthers parece ser promissor.