Conteúdo

América-MG sofre gol no fim e perde para o Guaraní do Paraguai na partida de ida da Pré-Libertadores

23 de fevereiro de 2022

(Por Leonardo Costa)

 

A torcida fez a festa, e a ocasião era mesmo especial: Primeira vez na história que o América-MG participava de uma partida de Copa Libertadores, porém, o resultado não foi o esperado. O clube mineiro fez uma excelente apresentação, mas a falta de pontaria foi punida com um gol do Guaraní no final, deixando o clube paraguaio em vantagem para o jogo da volta da segunda fase pré do torneio continental.

Com uma equipe mesclando juventude e experiência, o América começou deixando boas impressões em seu debut em Libertadores. Os comandados de Marquinhos Santos comandou as ações ofensivas, teve inúmeras chances, mas não aproveitou para marcar.

Ainda no primeiro tempo, Juninho por pouco não marcou uma obra-prima no Independência. O meia deu um chapéu no adversário e bateu de primeira, mas a bola bateu caprichosamente no travessão. Wellington Paulista também teve sua oportunidade, mas desperdiçou, e o jogo foi zerado para o intervalo.

O domínio seguiu com o Coelho na volta dos vestiários, mas o gol insistia em não sair. Wellington Paulista, mais uma vez, e Juninho, quase abriram o placar. O Guaraní, extremamente recuado, levou perigo em saída rápida com Samudio, exigindo boa defesa de Jaílson.

Na sequência, Pedrinho, Everaldo e Matheusinho fizeram o goleiro Vásquez trabalhar, mas o foi o clube mineiro quem saiu em desvantagem. O castigo veio aos 45 minutos, quando Colmán recebeu a bola em contra-ataque pelo lado esquerdo, limpou Lucas Kal e bateu para o gol. A bola desviou e tirou qualquer chances de defesa do goleiro americano.

Final de partida: América-MG 1 x 0 Guaraní-PAR

Agora, a decisão da vaga na terceira fase da Libertadores fica para a próxima quarta-feira. O jogo será no estádio Defensores del Chaco, na capital paraguaia, e o Coelho precisa vencer o Guaraní por dois gols de diferença para avançar. Em caso de vitória por apenas um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis, já que a regra do gol fora de casa não é mais utilizada na competição continental.