Conteúdo

Amanda Nunes recupera o cinturão em guerra sangrenta, Brandon Moreno tem vitória fantástica e mais; o melhor do UFC 277

31 de julho de 2022

(por Rafael Lima)

 

O UFC 277 tinha como grandes atrativos a disputa do cinturão peso-galo feminino e do interino peso-mosca masculino. Com Amanda Nunes e Brandon Moreno brilhando nos combates principais, sem deixar de dar menções honrosas para Alexandre Pantoja e Magomed Ankalaev, saiba como foi o card principal e veja todos os resultados das lutas preliminares do evento deste sábado (30).

 

Sangue, suor e cinturão! Amanda Nunes venceu Julianna Peña por decisão unânime

A esperada revanche entre a campeã peso-galo Julianna Peña e a ex-detentora do cinturão da categoria, Amanda Nunes, que foi para o octógono com o objetivo de provar que a derrota no confronto anterior foi um mero acidente de percurso e mostrar ao mundo novamente que é a maior lutadora de todos os tempos. Julianna Peña, tinha a chance de chocar o planeta novamente e colocar definitivamente seu nome na história. 
Amanda Nunes começou muito mais ligada desta vez, com uma distância melhor e trocando de base o tempo todo, a brasileira acertava golpes isolados que balançavam a campeã. Julianna buscava entrar com sequências, mas os contragolpes da leoa frustravam a oponente. Apesar disso, na reta final Julianna acertou alguns socos limpos. 
Logo no início do segundo assalto, Amanda Nunes acertou um cruzado de direita que causou um knockdown na campeã. A brasileira permitiu que Julianna se levantasse, mas a americana investiu numa sequência desengonçada e Amanda conseguiu outro knockdown via cruzado de direita. Julianna Peña tentava ir para cima com combinações telegrafadas e Amanda aplicou outro knockdown, dessa vez com um cruzado de esquerda. Parcial muito favorável para a brasileira.

Apesar do atraso que levou no segundo round, Julianna Peña não parava de andar para a frente, tentando sequências de golpes retos e acertando alguns. Percebendo o momento, Amanda Nunes colocou o confronto para baixo. Por cima a leoa acertou cotoveladas ferozes, se livrou de tentativas de finalizações e levou a vantagem novamente.
O quarto round começou com Amanda Nunes levando o duelo ao chão. A brasileira batia por cima, mas Julianna atacava o braço o tempo todo, quase conseguindo um armlock salvador. Amanda voltou a usar o cotovelo e um sangramento abundante no rosto da campeã impressionava. Com as duas novamente de pé, um choque de cabeças fez a leoa colocar para baixo novamente e ficar por lá até o fim da parcial.

No quinto assalto, Julianna Peña tentou uma combinação, mas Amanda novamente levou o embate ao solo. Ambas voltaram de pé, mas a brasileira de novo colocou a luta no chão. Amanda seguiu dominante por cima, na reta final quase encaixou um mata-leão e antes do fim já sabia que o cinturão estava voltando para a casa dela. Mais um título para o Brasil!

 

Chutaço! Brandon Moreno venceu Kai Kara-France por nocaute no terceiro round

Revanche entre dois lutadores muito empolgantes, dessa vez disputando o cinturão interino dos pesos-mosca. Brandon Moreno levou a melhor no primeiro encontro e, dessa vez, mesmo tendo uma versão completamente de Kai Kara-France pela frente, o mexicano estava em noite de show.

O combate começou com Brandon Moreno apresentando bela postura, trabalhando a distância com perfeição, desferindo sequências que não tinham respostas efetivas de Kai Kara-France. O ex-campeão demonstrou clara superioridade com muita velocidade e boa precisão, vencendo o primeiro round.
Moreno veio melhor também no segundo assalto, se movimentando bastante e com uma distância muito mais ajustada. Sequências boas de longe e belas esquivas fizeram o mexicano levar a melhor na parcial.

O terceiro round começou com Kara-France bloqueando um chute de Moreno e aproveitando para acertar algumas bombas. Em posição de dominância, o australiano desferiu bons golpes abrindo um grande sangramento no ex-campeão. Moreno voltou de pé e pareceu não ter sentido tanto o atraso, retomando a distância e passando acertar belas investidas. Até que um chute na linha de cintura do mexicano fez Kara-France desabar. A partir daí, Moreno lançou uma avalanche de golpes, fazendo o árbitro parar o duelo.

 

Juiz mandou mal! Sergei Pavlovich venceu Derrick Lewis por nocaute técnico no primeiro round

Combate entre dois pesos-pesados nocauteadores que prometia terminar de forma rápida. E a profecia se confirmou, porém, com uma má atuação do experiente árbitro Dan Miragliotta, que facilitou o trabalho para Sergei Pavlovich.

Pavlovich começou dominando o centro do octógono e, rapidamente, passou a desferir jabs que abriram caminho para uma sequência avassaladora de socos, fazendo Derrick Lewis perder o rumo. Um direto do russo fez o “Black Beast” cair. Pavlovich foi para cima continuar batendo e o juiz acabou encerrando a luta claramente antes do tempo. Final frustrante para o público.

 

Atuação de gala! Alexandre Pantoja venceu Alex Perez por finalização no primeiro round

Combate entre dois pesos-mosca que lutavam para encostar no bloco dos atletas que miram o title shot. O que poucos esperavam era a facilidade que Alexandre Pantoja demonstrou para vencer o confronto.

O duelo começou frenético, com ambos indo para a trocação franca. Alexandre Pantoja deu os melhores golpes, mas Alex Perez acertou um bom cruzado. Na sequência, Pantoja arriscou a queda, Perez escapou, mas o brasileiro conseguiu mochilar o adversário e, rapidamente, foi abrindo caminho para um justo e fulminante mata-leão. Triunfo espetacular de Pantoja!

 

De olho na cinta! Magomed Ankalaev venceu Anthony Smith por nocaute técnico no segundo round

Duelo para alçar Magomed Ankalaev ao status de desafiante ao título e o russo confirmou o favoritismo de forma incontestável.

O primeiro assalto foi de muito estudo, entretanto, Ankalaev desferiu os melhores golpes, apostando em chutes baixos muito potentes, além de ter lançado um chute alto que balançou Smith, no melhor momento do russo na parcial. Ankalaev tocou muito mais o americano e levou a melhor nos primeiros cinco minutos.

No segundo round, Smith, com um problema na perna, tentou mudar a estratégia e levar para a luta agarrada, mas o plano saiu errado. Ankalaev conseguiu ficar por cima e passou a bater num ground and pound feroz. O americano ainda conseguiu ficar de pé, só que de costas, continuou desferindo uma tonelada de socos, obrigando o árbitro a encerrar o combate. Vitória importantíssima de Ankalaev, que coloca o russo muito próximo de um duelo pelo cinturão.

 

Confira todos os resultados do card preliminar:

Alex Morono venceu Matt Semelsberger por decisão unânime

Drew Dober venceu Rafael Alves por nocaute técnico no terceiro round

Hamdy Abdelwahab venceu Don'Tale Mayes por decisão dividida

Drakkar Klose venceu Rafa Garcia por decisão unânime

Michael Morales venceu Adam Fugitt por nocaute técnico no terceiro round

Joselyne Edwards venceu Ji Yeon Kim por decisão dividida

Nicolae Negumereanu venceu Ihor Potieria por nocaute técnico no segundo round

Orion Cosce venceu Mike Mathetha por decisão unânime.