Conteúdo

20 motivos para você acompanhar a temporada 2020 da MLB

26 de junho de 2020
17h 15

(por Leonardo Costa)

 
Estávamos a poucas semanas para começar a temporada 2020 da MLB quando a pandemia cancelou temporariamente o início da disputa. Os jogadores estavam fazendo suas primeiras apresentações no Spring Trainning, e aos poucos íamos acostumando a ver Anthony Rendón com a camisa dos Angels, Gerrit Cole com a dos Yankees, Mookie Betts nos Dodgers, e muitos outros, sem falar dos astros que seguiam nas mesmas equipes.

Pois bem, após esse longo hiato de espera, enfim, a MLB 2020 terá início no dia 23 ou 24 de julho e o jornalista Richard Justice listou vários motivos para você acompanhar a liga neste atípico ano.
 
1 - Cada partida é decisiva
Foram quase oito meses de espera desde que o closer dos Nationals, Daniel Hudson, conseguiu o último out da World Series 2019. Desde então tivemos uma temporada morta, movimentada e o anúncio de um campeonato com apenas 60 partidas. Em uma atmosfera sem torcida e com menos da metade dos jogos de uma temporada regular normal. Cada partida terá uma pitada de decisão.
 
 
2 - Um bom começo ou um grande final podem significar o mesmo
Quase toda equipe possui uma boa sequência na temporada e, em 2020, caso essa equipe consiga repetir a boa fase outra vez, é bem possível que ela brigue por pós-temporada. Como exemplo, se a temporada passada tivesse 60 partidas, os Rangers tinham vaga nos playoffs, enquanto os campeões Nationals tinham uma das piores campanhas da liga.
 
 
3 - Mookie Betts poderá ajudar os Dodgers conquistarem a World Series?
A franquia dos Dodgers conseguiu trazer para seu elenco um dos melhores jogadores de toda a liga. A equipe reina soberana na Divisão Oeste da Liga Nacional há sete anos consecutivos, por isso a temporada para eles vem cheia de expectativas para que Betts e os demais elencos possam trazer aos Dodgers um título que não vem desde 1988.
 
 
4 - Rebatedor Designado para todos
Nova regra da MLB, veremos o rebatedor designado em ambas as ligas pela primeira vez na história. Será interessante ver como os torcedores da Liga Nacional reagirão a essa mudança, sendo que era uma marca deles ver os pitchers rebatendo. Para os técnicos amplia a margem de estratégias possíveis e ainda preserva seus arremessadores.
 
 
5 - Como os Nationals defenderão o título?
Poucos campeões de World Series foram tão resilientes quanto os Nationals. Reagiram após um péssimo começo de temporada, quando tinham 19-31. Depois, viraram a partida 5 contra os Dodgers no jogo decisivo da Série Divisional da Liga Nacional. Por fim, conseguiram o título vencendo os jogos 6 e 7 da World Series fora de Washington. Lembrando que antes de a temporada passada começar, eles perderam Bryce Harper, seu principal nome. Para 2020, não contarão com Anthony Rendón. Poderão superar a saída de outra super estrela?
 
 
6 - Yankees acima de todos na Liga Americana?
O atraso para o início da temporada permitiu que Giancarlo Stanton, James Paxton e Aaron Hicks se recuperassem de suas lesões e cirurgias. Por mais que Aaron Judge ainda seja uma incógnita para a temporada, os Yankees parecem ser a melhor equipe da Liga Americana. Veremos.
 
 
7 - Shohei Ohtani jogando como arremessador e rebatedor
 
Ohtani parece estar totalmente recuperado da cirurgia Tommy John e tudo indica que deve ser abridor e também rebatedor da equipe dos Angels. Tem talento de sobra para ambas as funções, resta saber seu desempenho a longo prazo. A temporada de 60 jogos pode ser ideal para prová-lo.
 
 
8 - A verdadeira ameaça para os Astros
Com a temporada mais curta, aumentam as chances dos Athletics destronarem os Astros pela Divisão Oeste da Liga Americana. Houston vem em um momento no qual precisa se reafirmar após as revelações do roubo de sinais, enquanto os A's precisam mais do que nunca de uma temporada eficiente de seus abridores, sua maior incógnita.
 
 
9 - Uma incógnita chamada Chicago White Sox
É preciso reconhecer que o General Manager da equipe, Rick Hahn, tem feito um bom trabalho e conseguiu juntar talento jovem com veteranos que ainda têm muito o que agregar. Trouxe nomes do calibre de Yasmani Grandal, Dallas Keuchel, Edwin Encarnación e Gio González. Se o núcleo jovem cumprir as expectativas, a franquia poderá surpreender nesta temporada.
 
 
10 - Segunda temporada de Bryce Harper com os Phillies
Muitas coisas estão em jogo na Philadelphia. Após vários anos, Jake Arrieta se encontra saudável e, ao lado de Aaron Nola e Zack Wheeler, forma uma rotação de respeito. No entanto, outra vez as fichas estão na atuação de Harper, que até teve uma boa temporada em seu primeiro ano, com 35 HR's, 36 rebatidas duplas e 99 walks, mas ainda não esteve ao nível que apresentou em 2015, quando foi MVP da Liga Nacional.
 
 
11 - Juan Soto tem apenas 21 anos de idade
Não podemos esquecer que estamos presenciando um dos melhores rebatedores jovens da história. Estreou aos 19 anos e fez parecer fácil jogar na MLB. Tem um OPS+ de 140 em 266 jogos de temporada regular e um aproveitamento de .333 em sua primeira World Series. Seus 34 HR's na temporada passada o deixam como quarto jogador a conseguir tal cifra antes dos 20 anos, atrás de Mel Ott, Frank Robinson e Alex Rodríguez.
 
 
12 - Fernado Tatis Jr já mostrou sua qualidade
Falando de fenômenos, Tatis Jr. surgiu na temporada passada como um dos melhores shortstop de toda a liga, pese atuando em apenas 84 jogos devido a lesão. Os números ofensivos do jogador dos Padres de 21 anos foram os seguintes: 22 HR's, 16 bases roubadas e um OPS de .969. Vamos ficar de olho se ele manterá esse nível em 2020.
 
 
13 - O Bomba Squad está de volta e com uma rotação melhor
Os torcedores dos Twins comemoraram a chegada de Josh Donaldson a um lineup que produziu a maior quantidade de home runs na história da MLB em uma temporada. Porém, a maior evolução da equipe foi no montinho, sobretudo com seus abridores. Minnesota trouxe os veteranos Kenta Maeda, Rich Hill e Homer Bailey, juntando-os aos sólidos José Berríos e Jake Odorizzi.
 
 
14 - O que Pete Alonso preparou para 2020?
 
Como superar o feito de 53 HR's logo em sua temporada de novato? Não sabemos bem a resposta, mas temos certeza de que Alonso é um dos jogadores de maior poder da liga e tem tudo para seguir com seus bons números. Outro que pode seguir o mesmo caminho é Yordan Álvarez, que também teve uma boa temporada de estreia na MLB pelos Astros.
 
 
15 - Os imprevisíveis Brewers
Poucos executivos são tão agressivos no mercado e em suas decisões quanto os de Milwaukee. Chegaram inúmeras peças novas, como Avisaíl García, Eric Sogard e Omar Narváez, e podemos afirmar que os Brewers serão fortes outra vez.
 
 
16 - O bom trabalho dos Reds pode ser recompensado
O Cincinnati Reds é uma franquia icônica da MLB que possui um passado rico em história. Nas últimas duas temporadas o GM da franquia, Dick Williams, conseguiu montar uma boa equipe, cheia de talento e que pode lutar pelo título da Divisão Central da Liga Nacional em 2020.
 
 
17 - Clayton Kershaw e Mike Trout: estamos presenciando dois gigantes
Não teve a oportunidade de ver jogar Ted Williams ou Bob Gibson? Ok. Porém, terá a oportunidade de dizer que viu Kershaw e Trout jogando, dois dos melhores jogadores da história da MLB e que ainda tem muito o que mostrar na liga antes de se aposentarem.
 
 
18 - Outra onda de jovens jogadores
Os principais nomes são Dylan Carlson (Cardinals), Joey Bart (Giants), Gavin Lux (Dodgers), além de Casey Mize (Tigers), MacKenzie Gore (Pirates) e Nate Pearson (Blue Jays). Em uma temporada curta, jovens jogadores poder causar um grande impacto.
 
19 - Globe Life Field, o novo estádio da MLB
Os Rangers estão prontos para estrearem um charmoso estádio com trato retrátil que deve se converter em um dos icônicos locais da temporada. Provavelmente os torcedores não conseguirão assistir nenhuma partida dentro do estádio nesta temporada, mas ao menos os jogadores já não precisarão lidar com o intenso calor do Texas.
 
 
20 - O desconhecido
Essa temporada vai ser diferente de qualquer outra já disputada, e tem tudo para ser muito interessante. Estamos felizes, afinal a MLB está de volta.