Conteúdo

Rose acerta com os Pistons, Bogdanovic fecha com o Jazz, Rubio é dos Suns e Randle vai para os Knicks

1 de julho de 2019

(por Rafael Lima)
 
Derrick Rose
O armador, lenda do Chicago Bulls, Derrick Rose, acertou um contrato de apenas US$ 15 milhões por dois anos com o Detroit Pistons, onde brigará por posição com Reggie Jackson.
Depois de uma temporada surpreendentemente boa nos Timberwolves era esperada uma valorização maior do ex-MVP. De qualquer forma, Rose agora terá um garrafão de respeito para municiar, com Andre Drummond e Blake Griffin, que vai ter um desafogo maior nas horas de decisão, já que Rose é experiente e tem talento suficiente para resolver jogos.
 
Bojan Bogdanovic
O ala, talentoso nas bolas de 3, deixou o Indiana Pacers para desembarcar em Utah, onde defenderá o Jazz. O contrato é de quatro anos, no valor de US$ 73 milhões.
Com a contratação de Bogdanovic, somada a aquisição de Mike Conley, o Utah Jazz está formando um elenco muito bom, com condições de brigar por posições altas no Oeste. Hoje, o provável time titular da franquia de Salt Lake City conta com Mike Conley, Donovan Mitchell, Bojan Bogdanovic, Ed Davis e Rudy Gobert.
 
Ricky Rubio
O armador espanhol poderá ser o mentor de um time jovem, acertando um contrato de US$ 51 milhões por três anos com o Phoenix Suns.
Em Phoenix, Rubio deve elevar o nível de armação da equipe, tão defasado nas últimas temporadas. Com novos talentos como DeAndre Ayton e Mikal Bridges, além do consolidado Devin Booker e o ótimo Dário Saric, Ricky Rubio terá condições de fazer esse time jogar e, principalmente, deixar de ser o saco de pancadas dos últimos anos.
 
Julius Randle
Randle é um excelente e ainda promissor jogador, fechou uma negociação com o New York Knicks por um valor de US$ 63 milhões pelos próximos três anos. Com tudo isso, o atleta aparece como um prêmio de consolação para o sofrido torcedor dos Knicks, que antes do sorteio do Draft sonhava com um trio formado por Kevin Durant, Kyrie Irving e Zion Williamson e agora terá o ótimo RJ Barrett, juntamente com Randle e Taj Gibson como novas caras.
Para resumir, Julius Randle é uma boa contratação para um time já acertado, mas não pode ser a estrela de um time da NBA.
Para o torcedor da franquia de NY, que sonhava com o protagonismo em uma próxima temporada, o futuro deve reservar algo um pouco diferente.