Conteúdo

Trae Young brilha, Kings surpreendem Clippers, Nuggets vencem jogaço e mais sobre a rodada de quinta da NBA

31 de janeiro de 2020

(por Jefferson Castanheira)

 

Confira como foram os jogos de quinta-feira da NBA:

                 
Trae Young é All-Star sim senhor!
Uma noite de estrela para o segundo anista Trae Young. Comandando os Hawks contra os Sixers, o armador teve uma atuação de gala e liderou sua equipe para a vitória com certo controle, liderando a partida do começo ao fim e abrindo até 16 pontos do rival da noite. Young jogou absurdos e seus 39 pontos, 6 rebotes e 18 assistências marcaram o quanto ele é importante para esse processo de renascimento da franquia da Georgia. Do outro lado da equação, viu-se um Sixers com quatro jogadores em excelentes performances e o restante do time jogando absolutamente nada. Tobias Harris fechou a noite com 21 pontos e 9 rebotes, Joel Embiid teve double-double com 21 pontos e 14 rebotes, Shake Milton fez 27 pontos e Ben Simmons foi o cestinha com 31. A chave do triunfo de Atlanta foi essencialmente o desempenho do time como um todo, já que os Sixers tiveram dois jogadores com mais de 20 minutos em quadra que simplesmente não pontuaram, enquanto os Hawks contaram com 7 jogadores com 10+ pontos, fora os 20 rebotes que John Collins capturou.
Final: Philadelphia 76ers 117 x 127 Atlanta Hawks
 
Que semana vive De’Aaron Fox!
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"4849","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-19031","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"1078","height":"760","alt":""}}]]

 

O armador dos Kings é um dos candidatos a vencer o prêmio semanal de melhor jogador do oeste. Em uma vitória surpreendente e acachapante, os Kings simplesmente não tomaram conhecimento dos Clippers e atropelaram sem piedade os mandantes, abrindo até 23 pontos de vantagem. Lou Williams (21pts) e Montrezl Harrell (20pts) foram os destaques dos Clippers, enquanto Paul George anotou apenas oito pontos. Do outro lado, Fox ligou o turbo e anotou 34 pontos com 8 assistências, seguido de Buddy Hield com 19 pontos e Cory Joseph com 16.
Final: Sacramento Kings 124 x 103 Los Angeles Clippers
 
Passeio celta!
Vitória tranquila do Boston Celtics em cima do Golden State Warriors. No TD Garden, Gordon Hayward comandou o triunfo com 25 pontos, seguido de Tatum com 20 e Marcus Smart com 21. Ficando atrás do placar até por quase 20 pontos, o principal destaque dos Warriors foi o solitário D’Angelo Russell com 22 pontos.
Final: Golden State Warriors 104 x 119 Boston Celtics
 
Injustiça no All-Star, justiça na partida
Bradley Beal não foi selecionado para o All-Star Game e esta questão está gerando polemica. Porém, dentro de quadra, Beal está provando sim o seu valor e quer mostrar serviço, como foi na vitória dos Wizards contra os Hornets. 34 pontos, 9 rebotes e 9 assistências para Beal, que teve os melhores números de sua equipe em todos os quesitos principais, arrancando uma liderança no terceiro quarto e disparando para a vitória. Miles Bridges fez 23 pontos e foi o principal nome de Charlotte.
Final: Charlotte Hornets 107 x 121 Washington Wizards
 
“Serjão da massa”!
Ibaka foi a principal força para os Raptors baterem nos Cavs. 26 pontos para o pivô seguido de 23 pontos para Kyle Lowry. Os Cavs não tiveram chance mesmo com 23 pontos de Kevin Love em talvez sua melhor atuação do ano, empatado com Collin Sexton na pontuação com também 23. Os Raptors são muito mais time que os Cavaliers e a vitória foi até que contestada por Cleveland, mas claro, sem sucesso algum.
Final: Toronto Raptors 115 x 109 Cleveland Cavaliers
 
Sem tempo irmão!
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"4850","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-19032 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"800","height":"533","alt":""}}]]

 

O melhor jogo da noite com certeza foi Jazz x Nuggets. Donos de excelentes campanhas no oeste, as equipes duelaram com muita garra e trocas de liderança, num estilo de jogo lá-e-cá que tava dando toda a pinta de uma partida com prorrogação. Porém, nos últimos 12 minutos de jogo, os Nuggets simplesmente ignoraram qualquer circunstancia que poderia não favorecer a equipe e foram para a destruição, abrindo até 17 pontos, apenas no último quarto. Nikola Jokic foi o principio ativo dessa reação com 28 pontos e 10 assistências, seguido de Barton com 18 pontos e double doubles de Torrey Craig (13pts, 10 rbs) e Michael Porter Jr (12pts, 12rbs). Por Utah, noite inexplicável para Donovan Mitchell, com 34 minutos jogados e apenas 4 pontos marcados (1 de 12 arremessos convertidos). Jordan Clarkson foi o principal nome com 37 pontos, seguido de um double-double de Gobert com 21 pontos e 11 rebotes.
Final: Utah Jazz 100 x 106 Denver Nuggets