Conteúdo

Triplo-duplo de Lillard, Oladipo de volta para decidir, Spurs se recuperando e mais

30 de janeiro de 2020

(por Natassjia Bouchard)

 

Confira tudo o que aconteceu na quarta-feira da NBA:

 
Houston Rockets 112 @ 125 Portland Trail Blazers
Com boa atuação de Lillard, que fez 36 pontos e marcou seu primeiro Triple Double, o Portland Trail Blazers venceu o Houston Rockets em casa. O armador chutou 30 bolas de 3.

Já o visitante, Houston Rockets, não teve o mesmo aproveitamento positivo de fora do garrafão. Eric Gordon teve sucesso em apenas uma de suas 6 tentativas de marcar uma bola de 3 pontos em todo o primeiro tempo.

Outro fator crucial foi Hassan Whiteside, que não deixava a bola cair. O pivô deu 3 tocos na partida, todos antes do intervalo.

Com um segundo quarto arrasador, o Portland fez 17 pontos a mais do que o adversário e garantiu ali a vantagem que lhe daria a vitória.

Após o intervalo os Rockets esboçaram uma reação e chegaram a fazer um último quarto melhor do que o time da casa. Westbrook, foi o cestinha da partida com 39 pontos. Mesmo assim não foi o suficiente para conseguir uma virada.

A partida terminou em 125 a 112, deixando os Rockets em 6° e os Blazers em 10°, ambos da conferência oeste.

 
Chicago Bulls 106 @ 115 Indiana Pacers
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"4845","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-18993 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"2538","height":"1428","alt":""}}]]

 

97 x 100. Esse poderia ter sido o resultado que levaria o Chicago Bulls à vitória. Mas Oladipo está de volta e o final foi diferente. Jogo acirrado com nenhum dos times conseguindo liderar por mais de 10 pontos.

Apesar de todo esforço de LaVine, que anotou 20 pontos e deu 9 assistências, o time da casa venceu na estreia de Oladipo no overtime.

Depois de uma partida parelha, com vantagem dos Pacers no primeiro quarto, mas dos Bulls no segundo, o resultado seria decidido nos acréscimos.

Faltando 20 segundos para o final do tempo normal, Holiday arremessa para três pontos e erra, trazendo o coração dos torcedores à boca. A bola é tocada por último pelo jogador dos Bulls e a posse volta para os Pacers.

15 segundos, e do meio do caminho, Oladipo acerta a cesta para empatar o jogo e dedica a Kobe e Gigi. Essa foi a única bola de 3 convertida por Oladipo em 7 tentativas.

Menos de 7 segundos, LaVine erra o arremesso que poderia trazer a vitória aos Bulls e reclama de uma falta de Oladipo, mas nada é cobrado e o duelo é levado para a prorrogação, onde o time anfitrião comanda do início ao fim e garante o triunfo.

O jogo coletivo dos Pacers funcionou bem, com 6 jogadores com 10 ou mais pontos. O cestinha dos vencedores foi T.J Warren com 25 pontos e Sabonis 15 pontos e 15 rebotes. Oladipo terminou o jogo com 9 pontos.

 
Memphis Grizzlies 127 @ 106 New York Knicks
Memphis não teve dificuldades em vencer o atual 14º colocado da conferência leste, mesmo realizando um jogo parelho, o time da casa se perdeu na defesa e deixou que a equipe visitante, que já vinha mantendo uma pequena distância, aumentasse a vantagem e garantisse a vitória.

No final da partida se desencadeia uma briga que começa com Payton empurrando Crowder e termina com Morris dizendo que o jogador tem “tendências femininas e um jogo soft”. Tudo começou com Crowder roubando a bola dos Knicks faltando um minuto para o final da partida com o jogo já ganho para a equipe visitante. O ala dos Grizzlies, após roubar a bola, arremessa para três pontos, deixando o armador de NY irritadíssimo, pois não arremessar nos últimos segundos de uma partida ganha já é tradição na liga. Payton empurra Crowder, que levanta com a força do ódio para cima do camisa 6 dos Knicks. A briga se estende até que outros jogadores são envolvidos, junto com os árbitros e técnicos. Durante as provocações, é possível ouvir a torcida gritando ‘Sell the team” que significa, “Venda o time”, o que com certeza não foi agradável de ouvir. Após o término da briga, Payton e Crowder foram ejetados do jogo, faltando apenas 40 segundos para o final.

Brigas a parte, Ja Morant se tornou na noite passada o jogador mais jovem desde Kobe Bryant a ficar com +- positivo em +42. O mesmo anotou 18 pontos e 10 rebotes. Além dele, outros seis jogadores terminaram o embate com 10 pontos ou mais para Memphis, sendo seu cestinha Dillon Brooks com 27 pontos.

Pelo time da casa, os maiores pontuadores foram Marcus Morris, com 17 pontos, e Julius Randle, com 16 pontos, além de 14 rebotes. O armador Payton anotou 15 pontos e 11 assistências.

 
Detroit Pistons 115 @ 125 Brooklyn Nets
A partida entre os times da Conferência Leste foi acirrada e decidida através de detalhes. O maior pontuador foi Spencer Dinwiddie, com 28 pontos, além de 3 rebotes e 6 assistências.

No início da partida, Kyrie Irving foi um dos destaques para o Brooklyn Nets. As disputas entre Drummond e Allen dentro do garrafão também foram comuns.

No segundo quarto, em um lance com os companheiros de time Garrett Temple e DeAndre Jordan, Temple levou a pior e teve o supercílio cortado. Mesmo voltando ao jogo após o intervalo, o ala teve de tomar 15 pontos.

No retorno do intervalo, com o placar muito parelho, os Nets conseguiram pontos cruciais que levaram o time da casa ao caminho da vitória. As bolas de 3 foram uma ferramenta muito importante para o triunfo.

O time conseguiu a vantagem no pick and roll, trazendo DeAndre para fora do garrafão.

Apesar de terem cometido vários erros seguidos em seus arremessos, os Nets conseguiram construir a vitória sob os Pistons.

Com isso, o time de Brooklyn está em 8° lugar na conferência, dentro da zona de Playoffs, e o Detroit Pistons é o 10°.

 
Oklahoma City Thunder 120 @ 100 Sacramento Kings
Com um domínio acachapante, o Oklahoma City Thunder liderou durante todo o duelo, atuando de forma rápida na transição, cuidando bem da bola, numa belíssima apresentação coletiva de small ball. A defesa dos visitantes foi bem desde o começo e o ataque trabalhou com grande distribuição de jogadas de Chris Paul (9pts, 7reb e 10ast.) e Dennis Schroder (24pts, 4reb e 9ast.). Vale ressaltar também o trabalho surpreendente do desconhecido Luguentz Dort (23pts), que atuou como titular.

A supremacia de OKC foi tão grande, que a vantagem dos forasteiros chegou a ser de 29 pontos, humilhando os californianos. Do lado de Sacramento, só Bogdan Bodganovic se salvou da péssima atuação coletiva, anotando 23 pontos e 5 rebotes.

 
Utah Jazz 120 @ 127 San Antonio Spurs
 

[[{"type":"media","view_mode":"media_large","fid":"4846","attributes":{"class":"media-image size-full wp-image-18995 aligncenter","typeof":"foaf:Image","style":"","width":"739","height":"415","alt":""}}]]

 

Em noite inspirada de DeRozan, que marcou 38 pontos e foi o cestinha do jogo, os Spurs venceram o Utah Jazz em casa por 127 a 120.

Donovan Mitchell, também foi notável, marcando 31 pontos e 4 assistências, mas não conseguiu levar o Jazz ao triunfo.

Com muitos rebotes (35 a favor dos Spurs e 43 a favor do Jazz), que tornaram um jogo corrido, os Spurs souberam ser mais decisivos e se impor mais em quadra.

A vantagem começou a ser construída logo no primeiro quarto, quando a equipe terminou com 8 pontos de vantagem. O segundo quarto foi mais acirrado e teve exatos 33 pontos para cada lado.

Na volta do intervalo, o Jazz parecia querer uma reação, mas não teve gás para superar o time da casa, que acabou vencendo.

Um dos grandes problemas do time de Utah, foi o aproveitamento dos lances livres, de apenas 69,6%, enquanto o dos Spurs chegou a arrasadores 90%.

Ambos os times estão vivos na disputa por vaga nos playoffs, sendo o Utah Jazz 4° colocado e o San Antonio Spurs 9°, ambos na Conferência Oeste.