Conteúdo

Miami Dolphins vence de forma dramática e garante o Cincinnati Bengals na primeira posição do draft 2020

22 de dezembro de 2019

(por Nilton Sergio)

Como quase nada é convencional na temporada 2019 do Miami Dolphins, um jogo que aparentava ser inútil, no máximo parte da definição das posições do próximo draft, acabou se tornando um verdadeiro drama que durou cinco quartos.

Com apenas quatro vitórias somadas entre si, Miami Dolphins e Cincinatti Bengals se alinharam com várias poltronas vazias no Hard Rock Stadium, na Florida, para uma partida que há várias semanas já tinha sido apelidada de Tank Bowl- para os Bengals, uma vitória ou empate garantiria a pior campanha da NFL e a primeira posição no próximo draft.

Os Dolphins começaram dando voadora no lustre graças à tarde de Ryan Fitzmagic. O QB lançou para 419 jardas e 4 TDs, contribuindo para que a equipe fosse para o último quarto com vantagem de 35 a 12.

Um FG errado de Jason Sanders pareceu ter mudado a maré para os golfinhos. Os Bengals começaram a marchar no campo enquanto a defesa dos Dolphins aparentemente contava com a fatura já decidida.

Com o QB Andy Dalton em grande exibição, os visitantes anotaram 2 TDs e recuperaram um onside kick. Com menos de 1 minuto no relógio, foram para um hail mary e anotaram o improvável TD, seguido da conversão de 2 pontos que levou o confronto para a prorrogação.

No tempo extra, as duas equipes trocaram posses de bola sem pontuar até que, faltando menos de 4 minutos, Fitzmagic novamente tirou um ótimo drive da cartola, acertando passes de 14, 15 e 28 jardas. No estouro do cronômetro, Sanders acertou de 37 jardas e colocou os Bengals no ‘relógio’ para o draft 2020.

Final- Cincinnati Bengals 35 X 38 Miami Dolphins

 

 

Faltando apenas um jogo para a horrível temporada terminar, o torcedor do Dolphins, pelo menos, pode ter certeza que sua franquia joga duro pelo técnico Brian Flores. Porém, estragar uma liderança de mais de 20 pontos no último quarto, ainda que em um jogo sem importância, somente mostrou todas as limitações do elenco.

Os Bengals também mostraram brio e afastaram qualquer suspeita de desistir do jogo pelo primeiro pick do draft. De longe, o time é o pior da NFL e ainda parece estar a muitas temporadas de voltar a ser relevante na AFC.