Conteúdo

Heat derruba Sixers em casa, Celtics surpreende Mavs e mais emoções da quarta-feira da NBA

19 de dezembro de 2019

(por Jefferson Castanheira)

Saiba tudo o que aconteceu na quarta-feira da NBA:

 

Cai o último invicto em casa

 O Miami Heat foi até Philadelphia enfrentar os Sixers na expectativa de derrubar o último time que ainda não havia perdido em seus domínios. E contando com uma excelente atuação de Kendrick Nunn e Bam Adebayo, soube virar o jogo quando estava perdendo por 12 pontos, transformando isso em uma vantagem de 16 pontos na metade do último quarto. Porém, graças a um apagão generalizado de Miami com turnovers, erros e péssimas escolhas de arremesso, os Sixers reagiram. Joel Embiid comandou a reação, mas seus 22 pontos e 19 rebotes foram insuficientes para tal. Miami conseguiu acordar no fim com bolas decisivas de Nunn, que com seus 26 pontos marcados, foi o principal destaque ofensivo de Miami, seguido por Adebayo e seus 23 pontos. Destaque negativo para Jimmy Butler, que esteve talvez em sua pior atuação na temporada até então, falhando muito e cometendo erros completamente plásticos e burros.

Final: Miami Heat 108 x 104 Philadelphia 76ers 

 

Boston Celtics….ASSEMBLE!

 

 

Mesmo fora de casa e nos domínios de Dallas, o Boston Celtics soube segurar os anfitriões mesmo quando esteve perdendo por 10 pontos no segundo período. Isso se deve a capacidade de reação que o time dos Celtas possui nessa temporada, sabendo “sofrer” como poucos e reagindo na hora certa de modo raro e simplesmente eficaz. E claro, isso tem total contribuição da seriedade que o basquete de Boston apresenta, conseguindo ser de fundamento sem ser burocrático. Nessa sopa de qualidades que os Celtics possuem, os Mavericks engasgaram, até porque jogaram sem seu melhor jogador que é Luka Doncic. Com isso, o principal destaque dos anfitriões foi Porzingis com 23 pontos e 13 rebotes. Porém, pelos Celtics, um trio resolveu a parada: 32 pontos para Kemba Walker, 26 para Jaylen Brown e 24 para Jayson Tatum. De fato uma senhora vitória para o time da Nova Inglaterra.

Final:  Boston Celtics 109 x 103 Dallas Mavericks

 

Ingramania!

Brandon Ingram jogou de modo majestoso na vitória dos Pelicans em cima dos Wolves. Com 34 pontos marcados, 6 rebotes e 5 assistências, Brandon comandou seu time para a vitória, frustrando a boa atuação de Andrew Wiggins e seus 27 pontos marcados. Os Wolves jogaram sem Karl Anthony Towns e com certeza esse foi um belo fator de desequilíbrio entre os times.

Final: New Orleans Pelicans 107 x 99 Minnesota Timberwolves

Blazers seguem no “pôjeto”

O Portland recebeu ontem o Golden State Warriors e bateu até onde não precisava. Damian Lillard e Hassan Whiteside foram obstinados e jogaram sem deixar espaços demais para uma ocasional reação do Golden State. Apesar disso, D’Angelo Russell fez seus 26 pontos, enquanto Dame-Time castigou com 31 pontos e 13 assistências, Hassan Whiteside pegou 23 rebotes e fez 16 pontos, isso além de CJ McCollum fazendo 30 pontos.

Final: Golden State Warriors 112 x 122 Portland Trail Blazers 

 

Nuggets brincando com a presa

O Denver Nuggets recebeu o Orlando Magic e brincou com eles. Iludindo o time do Mickey dando uma vantagem de 19 pontos para Orlando, o elenco dos Nuggets ligou o turbo e passou (e muito) os intrépidos visitantes. Jamal Murray acabou com a brincadeira fazendo 33 pontos, enquanto o principal destaque de Orlando foi Nikola Vucevic com 20 pontos.

Final: Orlando Magic 104 x 113 Denver Nuggets

 

A alegria de Detroit SIAKAbou

 

 

Se antes os Pistons estavam tentando demonstrar uma reação e melhora perante os outros times da liga, dessa vez a lombada alta foi o Toronto Raptors. O elenco de Detroit começou a partida muito bem, jogando de forma coesa e incisiva. Pena que Pascal Siakam tinha outros planos e coordenou uma ofensiva que nunca mais foi superada na partida, já que os Raptors tomaram a liderança no segundo período e nunca mais saíram dela, abrindo quase 20 pontos de vantagem. Andre Drummond foi o principal nome do Detroit Pistons com 22 pontos e 18 rebotes, enquanto Siakam liderou nos pontos os Raptors com 26 pontos. Kyle Lowry foi o melhor em quadra por ventura, já que o armador fez um belíssimo triple-double com 20 pontos, 10 rebotes e 10 assistências.

Final: Toronto Raptors 112 x 99 Detroit Pistons
Enquanto isso, nos encanamentos do castelo...

Já falamos sobre quem está no topo do castelo, no lustre e no hall. Hora de falar sobre a parte debaixo.

O Chicago Bulls venceu o Wizards no overtime em belíssima partida. Lauri Markkanen fez 31 pontos enquanto Davis Bertans foi o principal destaque dos Wizards com 26. As jovens equipes continuam tentando seu lugar ao sol, mas apenas vem protagonizando partidas boas de se assistir, já que em ambas sobram defeitos na mesma intensidade que a raça.

Final: Chicago Bulls 110 x 109 Washington Wizards
.

Os Grizzlies perderam para OKC graças à uma atuação coletivamente mais rica do Thunder, com o trio Gallinari-Shai-CP3 atuando muito bem e Steven Adams capturando rebotes e protegendo o garrafão, porém, Dennis Schroder foi o principal nome de Oklahoma com 31 pontos marcados. Por Memphis, Ja Morant fez 22 pontos, Brandon Clarke fez 27 e Valanciunas 24. Apesar da boa atuação do trio, o restante do time não estava tão bem, como Jae Crowder com seus 3 pontos marcados em 32 minutos atuando em quadra.

Final: Memphis Grizzlies 122 x 126 Oklahoma City Thunder
.

Para finalizar, os Cavs surpreenderam os Hornets de Scary Terry, que mesmo com 35 pontos marcados, viu seu time sucumbir diante do anfitrião Cavaliers, melhor em quadra quando o quesito foi tomar conta da bola. Collin Sexton fez 23 pontos e foi o principio ativo da reação que deu a vitória aos Cavs.

Final: Charlotte Hornets 98 x 100 Cleveland Cavaliers.