Conteúdo

Doncic em noite de MVP, 76ers encerram invencibilidade dos Celtics em casa e vitórias de Nuggets e Cavs

13 de dezembro de 2019

(por Thiago Paixão)

 

Confira o resumo dos jogos da quinta-feira da NBA:
 

Philadelphia 76ers 115 x 109 Boston Celtics

No confronto entre duas equipes favoritas na Conferência Leste, O Boston Celtics foi derrotado em casa para o Philadelphia 76ers e perdeu sua invencibilidade atuando no TD Garden nesta temporada. Ambos fizeram uma partida equilibrada e apertada até os minutos finais. Mas foi a equipe de Massachusetts que saiu na frente vencendo o primeiro quarto por 34 a 28.

Após uma atuação não muito boa do banco dos Sixers, Joel Embiid comandou a reação da sua equipe, mantendo Philadelphia firme no jogo no segundo quarto, e conseguiu tirar a diferença de pontos, não deixando o time de Boston abrir uma vantagem maior. Mas o coletivo dos Celtics foi o ponto forte, com vários jogadores pontuando, principalmente Kemba Walker e Enes Kanter vindo do banco.

Após o intervalo, o Boston Celtics não foi tão dominante igual a etapa inicial. O pivô camaronês permaneceu chamando a responsabilidade, principalmente na reta final do jogo. Além de jogadas no garrafão, ele foi responsável por bolas do perímetro que colocaram os Sixers em condições de vencer a partida, assim como Mike Scott, que acertou 5/7 em tiros de três pontos.

Joel Embiid teve uma noite inspirada e marcou 38 pontos, 13 rebotes e 6 assistências. Tobias Harris também foi destaque, com 23 pontos; Mike Scott e Josh Richardson marcaram 15 e 14 pontos, respectivamente. Pelos donos da casa, Kemba Walker foi o cestinha, com 29.

Com a vitória, os Sixers conseguem a quarta vitória consecutiva e já ocupam a terceira posição da Conferência Leste, com 19 vitórias e sete derrotas. Já os Celtics chegam ao segundo resultado negativo seguido, ficando com campanha 17-7, na quarta posição.

 

Dallas Mavericks 122 x 111 Detroit Pistons

 

 

Na partida realizada no México, Luka Doncic mostrou que é um forte candidato ao prêmio de MVP na temporada. Com uma atuação espetacular, o armador esloveno conduziu a vitória do Dallas Mavericks sobre o Detroit Pistons. Na primeira etapa, Doncic já tinha um duplo-duplo garantido com 23 pontos e 10 rebotes. Com a mesma pontuação, Seth Curry formava com o jovem armador uma dupla extremamente ofensiva. Nos Pistons, Drummond se sobressaía, e tentava uma reação da sua equipe.

Após o intervalo, Os Mavs iniciaram o terceiro quarto de forma devastadora. Com a colaboração de Porzingis e Dwight Powell, Luka Doncic continuava imparável e a equipe de Dallas abriu uma vantagem de 24 pontos (93 a 69). Aproveitando a saída temporária do talentoso camisa 77, o Detroit foi tirando ponto a ponto a diferença até reduzir para apenas 10 (95 a 85) no fim do período, com ajuda de Rose e Markieff Morris.

O quarto final seguiu com Doncic e Porzingis no banco, e os Pistons agradeciam. Mas depois de duas bolas de três seguidas (Curry e Jalen Brunson), encerraram a reação da franquia de Michigan. Com a volta das duas feras, o Dallas tratou de garantir o triunfo, chegando a liderar por 19 pontos na metade do quarto final.

Luka Doncic saiu de quadra com mais um triplo-duplo, desta vez com 41 pontos, 12 rebotes e 11 assistências. É a segunda vez na temporada que a fera chega aos dois dígitos em três fundamentos com ao menos 40 pontos assinalados. Destaque também para Seth Curry que marcou 30 pontos, e Kristaps Porzingis contribuiu com 20 pontos, 8 rebotes e 3 trocos.

Já Detroit contou com ótima atuação de Andre Drummond com um duplo-duplo (23 pontos e 15 rebotes), Derrick Rose com 19 pontos, Markieff Morris com 16 pontos, Tony Snell com 12 pontos e Christian Wood e Blake Griffin, ambos com 10 pontos.

 

Denver Nuggets 114 x 99 Portland Trail Blazers

Com um excelente aproveitamento no perímetro, a equipe do Denver Nuggets venceu em casa o Portland Trail Blazers, e encerrou uma série de três derrotas seguidas. O primeiro quarto foi marcado por uma boa atuação de Whiteside, dos 26 pontos anotados pelos Blazers, treze foram do pivô. Mas o jogo coletivo dos Nuggets falou mais alto e com seis bolas de três a equipe fechou a parcial com sete pontos à frente (33 a 26).

Os Blazers buscaram uma reação no segundo quarto e chegaram a reduzir o placar. Só que os Nuggets mantiveram o seu ótimo aproveitamento no perímetro, com quatro bolas de três que deixaram a equipe com nove pontos de vantagem antes do intervalo (62 a 53).

O terceiro quarto manteve o equilíbrio, com a dupla Whiteside e Anthony anotando 15 pontos em conjunto e os Blazers mantendo uma posse de diferença durante quase toda a parcial. Mas nos dois últimos minutos, uma série de 10 pontos seguidos colocou novamente os Nuggets com folga no placar.

No último quarto, mesmo com dez pontos de Whiteside na última parcial, os Blazers não conseguiram diminuir sua desvantagem de menos de dez pontos em nenhum momento. Com isso, os Nuggets apenas controlaram o jogo até o estouro do cronômetro para comemorar a importante vitória.

Para garantir o triunfo, a equipe do Colorado contou com boa performance de Jerami Grant com 20 pontos, Jamal Murray com 12 pontos e 6 rebotes, Gary Harris com 15 pontos, Monte Morris com 11 pontos e 7 assistências e Nikola Jokic e Will Barton ambos com um duplo-duplo – 20 pontos e 11 rebotes e 15 pontos e 11 rebotes, respectivamente.

Já os Blazers tiveram Hassan Whiteside como cestinha da partida, com um duplo-duplo (33 pontos e 11 rebotes). Além dele a equipe contou com bons números de Carmelo Anthony, com 20 pontos e 9 rebotes, C.J. McCollum com 15 pontos e Damian Lillard com outro duplo-duplo (13 pontos e 11 rebotes).

 

San Antonio Spurs 109 x 117 Cleveland Cavaliers

 

 

O San Antonio Spurs recebeu o Cleveland Cavaliers em casa, e perdeu a partida com direito a treta entre Tristan Thompson e o seu técnico John Beilein. A partida foi equilibrada nos minutos iniciais, mas a equipe de Cleveland demonstrou mais eficiência nos contra-ataques e venceu o primeiro quarto por 28 a 19.

No segundo quarto, os Spurs foram buscar uma reação com DeMar DeRozan, Lonnie Walker e Derrick White. Faltando três minutos para o fim do período, a vantagem dos Cavs era apenas de dois pontos. Nos cinco segundos finais, Collin Sexton acertou um arremesso, e a equipe de Cleveland foi para o intervalo à frente do placar por 53 a 43.

Na volta do intervalo, a equipe de San Antonio voltou mais atenta para a partida, e contou com a colaboração de DeMar DeRozan, mas a mudança de comportamento em quadra não foi o suficiente para virar o jogo. Com duas bolas de três, os Cavs continuaram na frente por 78 a 68. Na metade do quarto, o técnico John Beilein se irritou com a falta de esforço de Tristan Thompson na briga pelo rebote, e o pivô quis tirar satisfação com o treinador, mas os atletas impediram que discussão fosse maior.

Mesmo com os Cavs à frente, o jogo foi bastante equilibrado. No último quarto, os Spurs mostraram uma reação com DeMar DeRozan, LaMarcus Aldridge, e Derrick White. Juntos conseguiram virar a partida na metade do período. Kevin Love e seus arremessos de três colocaram os Cavs novamente no jogo, mantendo o equilíbrio da partida. Faltando oito segundos para o fim, a equipe de Cleveland perdia por 103 a 100, mas um arremesso certeiro de Kevin Love levou a partida para a prorrogação.

Durante a prorrogação, a partida continuou equilibrada. Os Spurs contavam com boa atuação de LaMarcus Aldridge. Já os Cavs, manteram seu ritmo de jogo ofensivo e abriram uma vantagem de seis pontos, garantindo a vitória.

O destaque da partida foi Kevin Love, registrando 30 pontos e 17 rebotes, seguido por Collin Sexton (28 pontos) e Jordan Clarkson (25). Pelos Spurs, os melhores foram DeMar DeRozan (21 pontos), LaMarcus Aldridge (18 pontos e 10 rebotes) e Derrick White (17 pontos).