Conteúdo

Recorde em triunfo do Heat, passeio dos Blazers e vitórias de Hornets e 76ers

11 de dezembro de 2019
(por Leonardo Costa)
Confira tudo sobre a terça-feira do maior basquete do mundo!
Portland Trail Blazers 115 x 87 New York Knicks
A partida marcou o reencontro de Carmelo Anthony com os Knicks, franquia pela qual atuou entre 2011 e 2017 e teve inúmeras apresentações de gala. Contra sua ex-equipe, Melo teve novamente uma boa atuação, terminado o jogo com 16 pontos e 6 rebotes, ajudando a limitar o adversário a somente 87 pontos (35% dos arremessos de quadra).
A vantagem para os Blazers era tão cômoda no início do quarto final, que Damian Lillard e CJ McCollum nem precisaram serem acionados, afinal, eram 29 pontos de diferença, e Lillard já tinha feito sua parte ao anotar 31 (8 de 12 nas bolas de três). Com exceção aos primeiros minutos da partida, em que os Knicks lideraram, foi um monólogo dos donos da casa, que aos poucos foram construindo um placar elástico sem enfrentarem muita resistência, mostrando tamanha debilidade do elenco de New York.
Os Knicks tiveram Julius Randle como jogador mais lúcido, ao anotar 15 pontos e 7 rebotes, enquanto o calouro RJ Barrett teve uma noite péssima de somente 5 pontos.
Pelos Blazers, outro destaque ficou por conta de Hassan Whiteside e seu duplo-duplo de 17 pontos e 15 rebotes, além de 5 tocos, e aos poucos vai tentando deixar a má impressão de suas últimas temporadas pelo Heat, sua antiga equipe.
A passo de tartaruga os Blazers vão tratando de melhorar na tabela da Conferência Oeste após um péssimo início de temporada. com a vitória assumiram a 11ª colocação com 10 vitórias em 25 jogos, enquanto os Knicks possuem a pior campanha de toda a liga com apenas 4 vitórias em 24 partidas.
Charlotte Hornets 114 x 107 Washington Wizards
Os Wizards lutaram até o fim, tiveram Davis Bertans em uma noite inspirada, mas falharam nos minutos finais e a vitória ficou mesmo com os donos da casa, em uma partida em que a liderança mudou 20 vezes de mãos.

Bertans segue mostrando sua evolução na liga, e contra os Hornets foi o principal nome da franquia de Washington ao terminar o jogo com 32 pontos, maior cifra da sua carreira, além de 9 rebotes, sendo que 24 pontos vieram de bolas de três (8-12). Mesmo assim, os Wizards perderam pela sexta vez na últimas sete rodadas, e nem mesmo com o auxílio do rookie japonês Rui Hachimura (18 pts e 12 reb) e os 16 pontos de Bradley Beal, somados à grande noite de Bertans, foram capazes de melhorar essa sequência.

Mas, muito dessa derrota dos Wizards se deve a Devonte' Graham, que já vem sendo o principal jogador dos Hornets na temporada. O ala-armador de 24 anos terminou o jogo com 29 pontos e 6 assistências e com ele trouxe as boas atuações de Terry Rozier, que anotou 17 pontos  e Miles Bridges, que contribuiu com 16 pontos, incluindo uma bola de três importante nos segundos finais, quando a diferença no placar era de apenas uma posse.
Com a vitória, os Hornets terminam uma sequência de cinco jogos em casa com 2 vitórias e estão na décima posição do Leste com 10 triunfos e 16 derrotas. Já os Wizards, possuem campanha ainda mais negativa, 12ª franquia do Leste e somente 7 vitórias em 23 jogos.
Miami Heat 135 x 121 Atlanta Hawks
Quem olhou a tabela antes da partida começar dificilmente imaginaria que com menos de 1 minuto para o fim os Hawks abririam 6 pontos de vantagem sobre o Heat, levando Trae Young a dizer que o duelo estava liquidado. Mas ele contou com a vitória antes da hora, ainda mais diante de uma franquia que não sabe o que é perder em casa na temporada.
Miami dominou quase todo o embate, mas no quarto derradeiro Atlanta ligou os motores e chegou abrir oito pontos de vantagem, mas com muita personalidade, sobretudo de Bam Adebayo e de Jimmy Butler, os mandantes conseguiram levar para prorrogação, na qual limitaram os Hawks a apenas quatro pontos (15-4) e anotaram os primeiros dezesseis pontos.
Duncan Robinson, que assim como PJ Washington do Hornets, já foi tema do nosso podcast semanal da NBA, empatou o recorde da franquia ao anotar 10 bolas de três por Miami para terminar com 34 pontos, enquanto Kendrick Nunn foi o cestinha do jogo com 36. Outro fato marcante da vitória do Heat é que Adebayo e Jimmy Butler terminaram a partida anotando um triplo-duplo, um fato um tanto quanto raro, afinal, poucas vezes dois jogadores da mesma equipe terminam uma partida com dígitos duplos em três quesitos. Adebayo terminou com 30 pontos, 11 rebotes e 11 assistências, enquanto Butler contribuiu com 20 pontos, 18 rebotes e 10 assistências.
Pelos Hawks, que sofreram a terceira derrota para o rival na temporada, DeAndre Hunter foi o maior anotador com 28 pontos, seguido de Trae Young que raspou um duplo-duplo ao terminar com 21 pontos e 9 assistências.
Miami é o terceiro colocado do Leste e engatou a terceira vitória seguida, enquanto que os Hawks, 13º, só estão na frente dos Cavs e Knicks, e possuem apenas 6 triunfos em 24 rodadas de NBA.
Philadelphia 76ers 97 x 92 Denver Nuggets
Desde 1966 os Sixers não começavam uma temporada vencendo seus 13 primeiros compromissos como mandantes. A última vítima foi a forte equipe dos Nuggets, mas que estão em um momento nebuloso no campeonato - quinta derrota nas últimas seis partidas.
O duelo esteve sempre muito parelho, ainda que por vezes Philadelphia ameaçava abrir vantagem, como no segundo quarto. Mas Denver tratava sempre de diminuir o prejuízo e manter-se no confronto, inclusive assumindo a liderança no começo do segundo tempo, mas na reta final a partida voltou aos domínios dos Sixers, com Joel Embiid e Tobias Harris regendo a equipe.
O pivô camaronês terminou a partida com 22 pontos e 10 rebotes, além de 6 assistências, enquanto Harris aportou 20 pontos e 7 rebotes. Outro destaque dos 76ers foi o calouro Matisse Thybulle, que somou 13 pontos e terminou a partida com plus minus de +20.
Pelos Nuggets, que perderam a batalha nos rebotes também (49-38), sem falar no péssimo aproveitamento das bolas longas (26%), coube a Will Barton, com 26 pontos, e Nikola Jokic, 15 pontos, 7 rebotes e 11 assistências, evitar uma derrota maior. Mas a pior notícia da noite para a franquia de Denver com certeza foi a lesão de Jamal Murray, que deixou a partida com apenas cinco minutos em quadra após um choque com Ben Simmons.
O Sixers conseguiram a terceira vitória seguida e possui campanha de 18 vitórias e 7 derrotas, o que lhe rende a 4ª colocação do Leste. Já os Nuggets vão perdendo terreno no Oeste e hoje são o 5º colocado com 14 vitórias e 8 derrotas.