Conteúdo

Conferência de imprensa com Ricky Rubio e Monty Williams - Confira como foi e veja o que a Playmaker Brasil perguntou

7 de dezembro de 2019

(por Natassjia Monteiro)

 

Nesta semana, a Playmaker Brasil não apenas esteve presente na teleconferência global com Ricky Rubio e Monty Williams como também pode entrevistar os astros. Desça mais para conferir as perguntas feitas ao atleta e para o técnico dos Suns.

Ricky Rubio

Playmaker Brasil: Ricky Rubio, você foi votado como o melhor jogador da FIBA World Cup e agora jogará uma partida no México. Como você vê essa globalização que seu trabalho tem alcançado?

Ricky Rubio:  Vem pelo trabalho em equipe. Como Pau Gasol sempre disse: se você se esforça o esforço é reconhecido e todos recebem mais. 

Ambos Ricky e Monty acreditam que seu time, o Phoenix Suns, está indo pelo caminho certo. Rubio, quando questionado sobre como se sentia em Phoenix disse estar muito feliz. “Estar em um time que me queira me deixa muito feliz. A temporada começa 0-0 e tem muita coisa para acontecer” diz o jogador. “Estamos felizes com o que estamos apresentando. Não nos conformamos com apenas melhorar em relação a temporada passada, queremos ir ao máximo que podemos”.

Ricky Rubio é nascido em Barcelona e conhecido por ser o jogador mais jovem a ganhar uma Medalha Olímpica (Medalha de Prata nos Jogos Olímpicos de Verão de 2008 em Pequim) e o jogador mais jovem a superar a marca dos 1.000 pontos na Liga ACB. Por isso, além de carregar o peso de ser um jogador da NBA, Rubio carrega também a responsabilidade de representar os jogadores internacionais.

Ele alega que ser esse representante traz esperança para as crianças que querem algum dia jogar na NBA, representa que não apenas americanos podem alcançar esse grande sonho.

Ser um novo estrangeiro entrando na liga foi difícil para o jovem Rubio, que diz ter se espelhado muito em Pau Gasol. “Eu seguia os passos de Gasol, sempre perguntando como funcionava, o que fazer, etc. Sempre me espelhando nele” completou.

Por isso, o armador do Suns deixa um recado para aqueles que não são estadunidenses e querem seguir o sonho de jogar na maior liga de basquete do mundo: Não tenha pressa, siga seus passos e treine muito. É muito difícil e pouca gente consegue, por isso treine todo dia e se você conseguir evoluir todo dia, você conseguirá chegar longe.

Jornalista: Rubio, você acredita que esta seja a temporada mais acirrada que você já jogou?

“Pode ser, contando que hoje não há um favorito, existem muitos times com possibilidades, muita coisa muda ao decorrer da temporada regular, lesões principalmente. Mas como no ano passado, nem sempre o favorito ganha. Ninguém esperava a vitória do Toronto e eles venceram o anel.  É diferente cada ano“.

O jogador completa dizendo que para jogar na NBA você precisa ser ambicioso, não importa o que você fez no ano passado, você tem que fazer de novo. E melhor.

A equipe do Phoenix Suns enfrentará o San Antonio Spurs na Cidade do México, no dia 14 de dezembro, anotando o jogo número 30 da NBA na cidade. Rubio diz que se sentirá mais a vontade no México, pelo idioma ser o mesmo e espera poder ser útil aos seus companheiros não apenas nas quadras como também na questão linguística. O “Sí, papi” Tyler Johnson já aprendeu, será que até lá Rubio conseguirá ensinar mais?

 

Monty Williams

 

 

Playmaker Brasil: Monty Williams, você vê similaridade entre seu trabalho passado no Philadelphia 76ers e seu atual trabalho no Phoenix Suns?

Monty Williams: O trabalho nos Sixers foi importante para que eu me tornasse o coach que sou hoje. Trabalhar com os jovens talentos de Philadelphia me moldou e me deu experiência suficiente para treinar o time que tenho hoje.

Playmaker Brasil: Você acredita que os Suns possam alcançar o atual nível dos 76ers nas próximas temporadas?

Monty Williams: Eu acredito que os Suns possam chegar longe. Nós estamos nos focando em ser o melhor que podemos ser. Não sei em que nível os Sixers estarão quando chegarmos lá, mas nosso objetivo é ganhar um título, o que é muito mais difícil estando na nossa conferência.

Monty Williams, atual Head Coach da equipe dos Suns, confia em sua equipe e elogia o trabalho de James Jones, que foi o responsável por “reconstruir” o time e trazer jovens talentosos. Por isso, Williams acredita que juntos estão indo à direção correta e até então estão 9-10 na temporada.

Sobre o jovem astro Devin Booker, o maestro da equipe responde: “Meu trabalho é fazer com que ele consiga fazer o seu melhor. Quando DeAndre Ayton chegar, ele estará ainda melhor”.

Sobre o jogo que ocorrerá no México, Williams diz que é um ótimo jeito que ampliar a fan base e principalmente estar mais perto desses fãs.

“É uma honra ir ao México jogar. Estar com o futuro e com as pessoas que conhecerão o time futuramente. Ver pessoas diferentes, experimentar a comida e conhecer a cidade” concluiu o HC.