Conteúdo

Clippers forçam pior partida de Doncic e Denver vence mais uma. Saiba mais sobre a terça da NBA

27 de novembro de 2019

(por Eduardo Schachnik)

 

Confira tudo o que aconteceu nos jogos de terça-feira (26/11) da NBA:

 

Los Angeles Clippers 114 @ Dallas Mavericks 99

A grande questão que pairava sobre o jogo era saber como os Clippers defenderiam Luka Doncic, que está endiabrado nesse começo de temporada.

Los Angeles começou o jogo com seu renomado marcador Pat Beverly na cola do esloveno, mas Luka não teve trabalho em superá-lo usando a vantagem no tamanho e habilidade para cortar o marcador, no entanto a boa defesa coletiva do Clippers, com boas trocas e dobras, incomodou demais a estrela dos Mavs e com isso desmontou o ataque dos donos da casa. Do outro lado, Paul George brilhou no ataque e terminou o primeiro quarto com 17 pontos.

As equipes iniciaram suas rotações e com os reservas em quadra o Clippers, liderado por Lou Williams, dominou os texanos, que pareciam perdidos sem seu armador titular. No fim do primeiro quarto e começo do segundo, LA abriu uma vantagem sempre próxima de 10 pontos.

Rick Carlisle optou por descansar Doncic por mais da metade do segundo quarto, embora sua equipe em quadra estivesse inofensiva. Esse foi talvez o grande erro do jogo, pois Dallas não conseguiria mais alcançar os Clippers daí para frente.

Dallas via a diferença no placar se alargar e se desesperou muito cedo na partida, passando a forçar arremessos que mostravam certa frustração em não conseguir superar a defesa adversária. Doncic incorporou James Harden e passou a cavar muitas faltas para ao menos continuar colocando pontos no placar.

Lou Williams substituiu Paul George como grande pontuador da equipe no segundo e terceiro quarto, enquanto a vantagem só crescia, até se estabilizar na casa dos 20 pontos.

A partir desse momento os Mavs parecem ter desacreditado na vitória e as equipes começaram a praticar defesas dignas de All Star Game. O resultado foram muitas trocas de cestas fáceis, permeadas por péssimas decisões ofensivas.

O jogo seguiu nessa toada até o fim, o que foi uma demonstração clara da distância que existe entre as equipes: Dallas não passa de um time que briga por vaga nos playoffs, enquanto o LA Clippers é um dos favoritos ao título.

Os Mavericks acabaram a partida com 37% de aproveitamento dos arremessos de quadra e apenas 28% nas bolas de 3, além de cometerem 20 turnovers. Doncic não fez um triplo-duplo (22pts, 8rebs e 6 ast), mas quase chegou no quadruplo-duplo com 7 erros. É seguro dizer que essa foi a pior partida do esloveno no ano, que deixou a quadra com 0/8 nos arremessos de 3. Porzingis também foi muito inconsistente com 15 pontos e 10 rebotes em 4/13 arremessos.

O cestinha da partida foi Kawhi Leonard, que silenciosamente anotou 28 pontos e pegou 8 rebotes. Paul George terminou com 26 pontos e 6 roubos de bola. E o melhor sexto homem da liga, Lou Williams, contribuiu com 21pontos, 6 assistências e 6 rebotes.

 

Washington Wizards 104 @ Denver Nuggets 117

 

 

O Denver Nuggets estabeleceu uma tendência nessa temporada: anular os melhores jogadores adversários, especialmente armadores (posição 1 e 2). Já foram vítimas James Harden (27 pontos, o que para ele é pouco considerando sua média de 37 pontos por jogo) e Devin Booker (12 pontos). Na noite de ontem foi a vez de Bradley Beal (média de 29,6pts) ser limitado a 14 pontos, sua menor marca da temporada, convertendo apenas 6/15 arremessos de quadra e 2/10 nas bolas de 3.

A razão para esse sucesso passa por Gary Harris. O produto de Michigan State segue adicionando argumentos em sua campanha para entrar no time da NBA All-Defense e tem total confiança e admiração por parte de seu técnico e companheiros.

Após um primeiro quarto disputado os donos da casa abriram vantagem no segundo período sob o comando de Jerami Grant, que anotou 15 pontos no quarto. O jogo foi para o intervalo com os Wizards 17 pontos atrás no placar.

Denver conduziu o jogo com facilidade e poupou seus titulares no último período. 70 dos 117 pontos do Nuggets foram anotados dentro do garrafão, aproveitando-se de uma defesa apática dos visitantes. Mesmo com essa festa dos Nuggets no garrafão adversário, Nikola Jokic foi discreto no ataque com 8 pontos, mas pegou 20 rebotes. Além da ótima defesa, Harris também ajudou o Denver com 11 pontos e Will Barton adicionou 17 pontos, 8 rebotes e 8 assistências para o time do Colorado.

Pelos Wizards, além de Bradley Beal, seus companheiros titulares Rui Hachimura (7pts) e Isaiah Thomas (3pts) também decepcionaram. Coube então aos reservas assumirem o encargo de pontuar: Jordan McRae fez 21 pontos, Davis Bertans e Moe Wagner acabaram com 14 pontos cada.

Os Wizards seguem viajem pelo oeste americano e enfrentam o Phoenix na quarta-feira. Os Nuggets (13-3) continuam no encalço do líder Lakers (15-2) e só voltam a jogar no sábado contra os Kings na Califórnia.