Conteúdo

Lakers na liderança, massacre do Heat sobre os Rockers e Doncic imparável

4 de novembro de 2019

(por Leonardo Costa)

 

Confira como foi o domingo da NBA:

 

Cleveland Cavaliers 111 x 131 Dallas Mavericks

Mordidos pela doída derrota para os Lakers na prorrogação, os Mavericks descontaram toda nos Cavs, e de quebra viram Doncic anotar mais um triplo-duplo e mostrar cada vez mais um potencial que tem encantado a todos. Os Mavs seguem invictos fora de casa na temporada após três partidas e com as boas atuações desse início de campanha, já sonham com voos mais altos na classificação.

Cleveland decidiu homenagear a comunidade eslovena da cidade, uma das maiores espalhadas pelo mundo, país natal de Doncic e que jogará somente esta vez em Ohio neste ano. Tal festejo pareceu estimular ainda mais o ex-jogador do Real Madrid, que terminou a partida com 29 pontos, 14 rebotes e 15 assistências, números parecidos aos dos anotados contra os Lakers. O Letão Kristaps Porzingis completou a festa europeia em pleno solo estadounidense ao anotar 18 pontos e 9 rebotes.

Pelos Cavs, só o amor não tem sido o suficiente para os triunfos acontecerem. Novamente Kevin Love foi o destaque da equipe, com 29 pontos e 8 rebotes, mas sucumbiu junto a seus companheiros em uma péssima atuação no quarto decisivo (25-41). Tristan Thompson anotou seu quinto duplo-duplo da temporada com 11 pontos e 12 rebotes, e Jordan Clarkson somou 17 unidades vindo do banco.
.
Miami Heat 129 x 100 Houston Rockets

O placar não demonstra tamanha superioridade do Heat sobre os Rockets. A franquia de Miami, uma das gratas surpresas desse início de temporada, começou avassaladora, e com um primeiro quarto irretocável (46-14), precisou cozinhar o resultado pelo restante da partida para sair com a vitória, a quinta em seis partidas.

A vantagem poderia ser mais elástica, mas no quarto final, quando a vantagem chegou a incríveis 41 pontos, a equipe do técnico Eric Spoelstra tirou o pé do acelerador. Em síntese, o Heat sufocou a equipe de Houston, com 14 roubos de bola, além de distribuírem 38 assistências e darem um banho no quesito aproveitamento de bolas de três, 43,9 a 29,2%.

O maestro da partida foi Jimmy Butler, com 18 pontos, 7 rebotes e 9 assistências, regendo de maneira impecável Duncan Robinson, cestinha da partida com 23 pontos, com 7 bolas de três, além de Meyers Leonard, que terminou o jogo com 21 pontos e 4 rebotes. Pelos Rockets, que tiraram seus principais jogadores de ação no último quarto, James Harden foi o maior anotador, com 29 pontos, seguido do calouro Chirs Clemons com 16.
.
Indiana Pacers 108 x 95 Chicago Bulls

Após perderem as três primeiras partidas da temporada, aos poucos os Pacers vão fazendo o que deles se esperava: engataram uma sequência de três triunfos, fazendo do Chicago Bulls foi sua última vítima.

Após um começo com intensa troca de liderança, os donos da casa começaram a mostrar mais qualidades e foram abrindo vantagem, que chegou a um máximo de quinze pontos, e foram para o intervalo vencendo por 55-42.

Os Bulls não se deram por vencidos e tentaram buscar a virada no segundo tempo, mas novamente esbarraram na melhor técnica do adversário e em sua própria inconsistência, sobretudo na partida abaixo do esperado de Lauri Markannen, que com seus 11 pontos e 6 rebotes, não esteve no mesmo patamar de Zach LaVine e Wendell Carter Jr., que terminaram como os destaques da equipe com 21 pontos  e 6 rebotes e 20 pontos e 10 rebotes, respectivamente.

O cestinha da partida foi T.J Warren, dos Pacers, com 26 pontos, que novamente teve Malcolm Brogdon em boa atuação, terminando o duelo com 22 pontos e 7 assistências, e que vem dando conta do recado enquanto que a estrela Victor Oladipo não retorna às quadras.
.
New York Knicks 92 x 113 Sacramento Kings

Os jovens comandados de Luke Walton vão dando mostras de melhoras, e após vencerem o Jazz na última partida, triunfaram mais uma vez, agora batendo os Knicks em pleno Madison Square Garden.

Os donos da casa começaram dispostos a fazer outra boa partida, assim como contra os Celtics, que foi definida apenas nos segundo finais. Mas bastaram poucos minutos para que os Kings fossem abrindo vantagem sob boas atuações de De'Aaron Fox e Buddy Hield.

No segundo tempo, a franquia de Sacramento foi mantendo a vantagem obtida nos quartos anteriores, e respondiam com cestas a cada tentativa de aproximação do adversário.

Marcus Morris, que já havia sido o cestinha contra Boston, novamente era o líder ofensivo dos Knicks, e terminou com 28 pontos e 6 rebotes, mas teve apenas RJ Barrett acompanhando seu ritmo. Barrett, segunda escolha do draft 2019, colaborou com 22 pontos e 5 rebotes. No lado da equipe vencedora, os já citados Fox (24 pontos e 6 assistências) e Hield (22 pontos) lideraram o segundo triunfo seguido dos Kings, que haviam perdido os três primeiros compromissos do certame. Harrison Barnes, decisivo contra Utah na última partida, teve outra boa atuação, com 19 pontos e 4 rebotes.
.
San Antonio Spurs 96 x 103 Los Angeles Lakers

Anthony Davis e LeBron James voltaram a unir forças neste domingo e guiaram os Lakers, líderes da Conferência Oeste, na vitória sobre os Spurs, quebrando a invencibilidade caseira do adversário na temporada.

Era uma batalha dos até então líderes do Oeste, e ambas equipes abusaram do erros, sendo 13 turnovers apenas no primeiro quarto. Com desenrolar da partida, os Lakers iam abrindo vantagem, mas a equipe texana conseguia reagir e botar fogo no placar, empatando a partida na metade do quarto derradeiro.

Mas com uma sequência final de 13-6, Los Angeles saiu vitorioso e vem fazendo valer toda expectativa neles aplicadas ao serem líderes da forte Conferência Oeste.
Davis totalizou 25 pontos e 11 rebotes, enquanto LeBron conseguiu outro triplo-duplo ao anotar 21 pontos, 11 rebotes e 13 assistências. James já havia alcançado o TD na última partida contra os Mavericks. O pivô Dwight Howard também foi fundamental pela equipe angelina, com 14 pontos e 13 rebotes.
A coletividade dos Spurs teve Dejounte Murray novamente como destaque, com 18 pontos e 11 rebotes. Rudy Gay, vindo do banco, contribuiu com 16 pontos e DeMar DeRozan anotou 14 na segunda derrota seguida de San Antonio.
.
Los Angeles Clippers 105 x 94 Utah Jazz

No segundo duelo das equipes na temporada, os Clippers fizeram valer o mando de quadra e deram o troco para cima do Jazz. Uma vitória suada que só foi possível graças a grande atuação do astro Kawhi Leonard, que despertou durante o último quarto e garantiu o triunfo para Los Angeles.

Liderando por praticamente todo o confronto, a equipe de Salt Lake pecou nos minutos finais da partida, sofreu a virada, perdeu sua intensidade e não conseguiu mais buscar o resultado. É a segunda derrota seguida de Utah, que vinha de revés para os Kings na última rodada, enquanto os Clippers seguem na caça ao líder, o rival LA Lakers.
Ainda sem Paul George, os Clippers contaram com Leonard, o atual MVP das finais, mostrando todo seu sangue frio para anotar 18 pontos apenas no último quarto, enquanto havia marcado 12 nos três anteriores. Terminou a partida com 30 pontos e 6 rebotes. Montrezl Harrell e Lou Williams saíram do banco para marcarem 19 e 17 pontos, respectivamente, além de 8 rebotes para o primeiro.
Donovan Mitchell tentou de todas as maneiras levar Utah à vitória, anotando 36 pontos no jogo, mas seus companheiros não estavam em uma noite inspirada, sobretudo Mike Conley (8 pontos) e Royce O'Neale, que terminou zerado em cestas com 34 minutos de quadra. A excessão ficou por conta de Bojan Bogdanovic, com 19 pontos, e Rudy Gobert, com 12 anotados e 14 rebotes.